Funcionários da limpeza pública de Curitiba ameaçam com greve | Fábio Campana

Funcionários da limpeza pública de Curitiba ameaçam com greve

Os funcionários da limpeza pública de Curitiba rejeitaram a proposta da Cavo na primeira assembleia desta quinta-feira. A categoria aprovou o indicativo de greve. Se uma nova proposta não for apresentada pela Cavo (empresa responsável pela limpeza pública da capital), a paralisação dos coletores de lixo (orgânico e reciclável) e dos varredores de rua começará na terça-feira.

De acordo com Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba (Siemaco), a tendência é de que a proposta também seja rejeitada nas duas assembleias da tarde. Aproximadamente 600 funcionários participaram da assembleia da manhã.

A categoria reivindica reajuste de 20% no salário e de 30% nos vales (refeição e alimentação). A empresa ofereceu 8% de aumento salarial e 9% nos vales.


2 comentários

  1. Figueiredo
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 10:45 hs

    Esses sim merecem um bom reajuste de salários, pois debaixo de sol e de chuva passam aqui na minha casa cantando e coletando lixo.

  2. Dieter
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 21:25 hs

    MEU DEUS! MEU DEUS!
    Mais um motivo pra choraderia do Fruet.
    Vamos estocar lencinhos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*