Domingueira a R$ 1,00 durou 8 anos, diz Richa ao criticar Fruet | Fábio Campana

Domingueira a R$ 1,00 durou 8 anos, diz Richa ao criticar Fruet

“Eu criei a passagem aos domingos, a domingueira, de apenas R$ 1,00 que foi suportada por oito anos. A passagem a R$ 1,00 beneficia e garante direito ao lazer das famílias mais pobres. Padres e pastores me diziam que as igrejas estão lotadas aos domingos com este benefício. Eles agradeceram a medida que criamos, da passagem a R$ 1,00 aos domingos, e que agora foi para R$ 1,50”.

Do governador Beto Richa (PSDB), em entrevista a Joice Hasselmann, nesta terça-feira, 19, ao criticar Gustavo Fruet que aumentou a tarifa no domingo.


12 comentários

  1. Observador da Mídia
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 16:14 hs

    A domingueira foi um importante passo para o processo de pixação de todo o centro ! O lazer da periferia é a destruição da área central.

  2. Antonio Carlos
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 16:33 hs

    O fato não é criar o custo e sim também viabilizar as receitas.
    Agora sabemos pq e quem foi responsável pelo aumento no rombo da URBS.
    Fazer politicagem não resolve o problema da população.
    Queremos soluções duradouras para um problema dessa magnitude,sr.governador.
    Estabelecer um preço da passagem abaixo do seu custo,só se alguém subsidia.
    Pelo jeito,o subsídio só para aliados.

  3. Perseu Guido 21
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 16:34 hs

    Ainda prefiro bicicleta, de ônibus só morto.

  4. ernesto
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 17:12 hs

    Manteve artificalmente essa tarifa por 8 anos, criou uma bomba-relógio que só não estourou antes porque deu subsídio para o Ducci, uma hora tinha que estourar a bomba. Quem o Richa pensa que engana?

  5. joseli almeida
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 17:14 hs

    Por que a tão baladada Joyce não perguntou ao governador sobre o suposto subordo recebido por um dos integrantes da sua equipe? A piada que corre é que ela “alborghetizou”. Hehehe

  6. joseli almeida
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 17:15 hs

    Só para corrigir: suborno

  7. ???
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 19:18 hs

    É admissível que, em reportagem de ontem e coluna de hoje da Gazeta, ainda se tenha coragem de defender que a tarifa deveria ser mais de 3 reais? e pior aceitar que o custo seria o divulgado sem a efetiva abertura da caixa preta da URBS?
    será que o entrevistado conduziu a licitação que manteve as mesmas empresas em Curitiba?

  8. ???
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 19:19 hs

    Em tempo, por que na Gazeta não se fala da licitação de 2010 e da que estaria tramitando para a RMC?

  9. sergio silvestre
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 20:19 hs

    Poxa cara,deixe então os pastores bancar a domingueira.
    Cada uma,tem que baixar a passagem quando os negos for trabalhar.
    Domingo o distinto pode ficar dando cobertura a patroa em casa.

  10. Em Campanha
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 20:33 hs

    Esse Fruet tsc tsc

  11. PLUTÃO
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 21:18 hs

    Não era essa que tinha uma bomba? Não contou ao governador? Eu não entendo mais nada.

  12. albuquerque
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 8:40 hs

    A pessoa tem que ter muita miopia para admitir que durante oito anos manteve a passagem a R$ 1,00 – sem qualquer reajuste. Fez politicagem e agora jogou a bomba no colo do sucessor. Há pessoas que, quanto mais falam, mais mostram desconhecimento de gestão. Francamente…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*