Diretório do PT aprova resolução pelo marco regulatório da mídia | Fábio Campana

Diretório do PT aprova resolução pelo marco regulatório da mídia

De Flávio Freire, O Globo:

Em resolução inédita aprovada no encontro do Diretório Nacional nesta sexta-feira, o PT distribuiu ao fim do encontro documento em que exige o que chama de “democratização da mídia”. O tema não estava na pauta da reunião e foi incorporado a partir de propostas apresentadas hoje por dirigentes do partido reunidos em Fortaleza, no Ceará.

No documento, o PT pede ao governo a reconsideração do Ministério das Comunicações para que dê início à criação do marco regulatório, revisão do pacote de isenções concedidos às empresas de telecomunicações e reinicie o processo de recuperação da Telebrás.

Leia mais em Diretório Nacional do PT aprova resolução pelo marco regulatório da mídia


15 comentários

  1. Silvajr
    sábado, 2 de março de 2013 – 10:53 hs

    Até que enfim, vamos nos igualar aos EUA, Inglaterra, França e Alemanha, todos esses países têm marcos regulatórios da comunicação

  2. valdir bassai
    sábado, 2 de março de 2013 – 11:03 hs

    Engraçado é voce ler os jornais e essa materia simplesmente ser publicada sem que algum jornalista critique as intenções do pt em calar a midia.
    Será que o dinheiro é tudo senhores empresarios da midia bem como aos jornalistas que aceitam calados o que está por vir com essa manobra petista.
    Pt combateu (??) a ditadura militar e está partindo para o mesmo caminho!

    Liberdade de expressão não pode acabar jamais.

  3. Helena
    sábado, 2 de março de 2013 – 11:13 hs

    Fábio, será que a língua portuguesa modificou o significado da palavra DEMOCRACIA e nós não estamos sabendo??? Você que é muito amigo da Salete, pergunte para ela, talvez ela saiba…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  4. É a lama é a lama
    sábado, 2 de março de 2013 – 12:04 hs

    O petista que explora, na internet, a indústria da difamação

    Reportagem de VEJA mostra como André Guimarães, que difundiu falso dossiê sobre Yoani Sánchez, tenta vender tecnologia da RedePT13 a prefeituras do partido

    Hugo Marques

    DINHEIRO PÚBLICO – André Guimarães trabalha no gabinete do deputado André Vargas, vice-presidente da Câmara

    São muitas as histórias de anônimos que alcançaram a fama por meio da internet. O petista André Guimarães tem planos ambiciosos nessa direção. Criador da RedePT13, uma organização virtual formada por perfis falsos e blogs apócrifos usados para atacar aqueles que são considerados inimigos do partido, ele já é uma celebridade entre seus pares. Se é preciso espalhar uma mentira para difamar alguém, Guimarães é acionado. Se for apenas para ridicularizar um oponente, o rapaz conhece todos os caminhos sujos. Na visita da blogueira Yoani Sánchez, ele trabalhou como nunca. A rede postou montagens fotográficas, incentivou os protestos e difundiu um falso dossiê produzido contra ela pela embaixada cubana. O problema é que o “ciberguerrilheiro” petista sustenta sua atividade criminosa com dinheiro público, dinheiro do contribuinte. André Guimarães é funcionário do Congresso. Está lotado e recebe salário no gabinete do deputado André Vargas, o atual vice-presidente da Câmara e secretário nacional de comunicação do PT. Mas, como dito, o rapaz é ambicioso.

    http://veja.abril.com.br

  5. Gardel
    sábado, 2 de março de 2013 – 12:52 hs

    Gradativamente, o PT e partidos afins, vão implantado o projeto de dominação do Brasil. Calar a Defensoria Publica, faz parte dos seus desejos autoritários, o marco regulatório também.

  6. Parreiras Rodrigues
    sábado, 2 de março de 2013 – 13:23 hs

    Prá quem mandou o ex-presidente e antecessor ficar quieto, o que custa reviver a prática dos anos de chumbo.

    Atenção senhores chefes de redação: Mais uma mesa, uma cadeira e água no café, para abrigar o censor. Equipamento não precisa, são tão analfabetos quanto o homem que se comparou a Lincoln: “ficava ali esperando o telex”, disse ele.

    Lincoln foi presidente de 1861 a 1865 e o aparelho que se via no filme era um telégrafo, inventado em 1843. O telex do Lula surgiu em 1930.

  7. HENRY
    sábado, 2 de março de 2013 – 15:42 hs

    OS corruPTos DO pt “partido do trambique”, PARA GARANTIR SEUS TRAMBIQUES SEM A IMPRENSA INVESTIGAR E DIVULGAR, ESTÃO QUERENDO TRANSFORMAR O PAÍS QUE TOMARAM DE ASSALTO, NUMA “Cuba ou Venezuela”. CONTINUEM VOTANDO “nelles”!!!

  8. Sergio R.
    sábado, 2 de março de 2013 – 16:07 hs

    Querem transformar os jornalistas em escravos?. Mas, grande parte já não o é? Entendi. A informação também tem que ser regulada. Roubo por parte de companheiro é virtude e não pode ser noticiada. E tem gente que vai concordar. É muito triste a escravidão partidária, que acorrenta a uma ideologia doente.

  9. Deutsch
    sábado, 2 de março de 2013 – 16:44 hs

    O que esse bando de vagabundos quer é mais uma estatal pra encher de maloqueiros petistas.

  10. Mariana
    sábado, 2 de março de 2013 – 17:33 hs

    esqueceram de avisar a patroa! ela é contra, “controle” e claro o PMDB.

  11. PARANÁ
    sábado, 2 de março de 2013 – 20:29 hs

    ESSA DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA É PUBLICAR O QUE SÓ INTERESSA AO PT. COISAS DO PT.

  12. TRABALHADOR
    domingo, 3 de março de 2013 – 7:41 hs

    Já que a discussão sobre liberdade de imprensa está aberta, que tal discutirmos neste país sobre alguma concessões falcatruentas do passado, sobre o fato de 6 famílias controlarem 70% das informações do nosso país, sobre os atos “mau” do nosso falecido “CIDADÃO KANE”, etc…Tem muita coisa pra conversar e a conversa vai longe…
    Agora essa história de “pacote de isenções concedidos às empresas de telecomunicações “, se a empresa opera no mercado e gera lucro aos seus controladores, isso não pode exisitir. Isenção é para empresas do tipo a nossa “eTV” e atividades afins.
    Acho que o povo está meio longe dessa discussão, então é preciso esclarecer tudo isso e fazer a sociedade participar mais.

  13. miguel jose amaral
    domingo, 3 de março de 2013 – 10:29 hs

    PT QUANDO ESTAVA FORA DO PODER QUERIA UMA IMPRENSA LIVRE, INCLUSIVE USAVA A IMPRENSA PARA SE PROMOVER E FAZER DENUNCIAS CONTRA O PSDB

    AGORA NA SITUACAO NAO QUER LIBERDADE DE IMPRENSA, VÁ ENTENDER, É MELHOR IMPRENSA LIVRE EXAGERADA DO QUE UMA IMPRENSA AMORDAÇADA.

    PT QUER SEGUIR O EXEMPLO DO IRÃ, CUBA, VENEZUELA, EQUADOR, E OUTRAS DITADURAS,

    PARABÉNS MENSALEIROS, NAO QUEREM QUE DIVULGUEM AS MAZELAS DO PT, PARTIDO DA ÉTICA, KKKKKK

  14. Helena
    domingo, 3 de março de 2013 – 13:20 hs

    É, pessoal, a “gestação” da regulaçao da imprensa, e o calar a boca da Defensoria Pública, a qualquer hora, esses “gêmeos” nascem para matar a DEMOCRACIA, depois dos conchavos dos partidos aliados para apoiarem o PT nas próximas eleições, tudo pode acontecer…e daí Sr.Fábio nossas bocas também terão que se calar.
    Como disse Yoani Sánchez, ” Eu enfrento a ditadura para pedir a democracia, enquanto ELES usam a democracia para DEFENDER a DITADURA”.
    A ideologia dos petistas é a mesma de FIDEL que perdura no poder há 50 anos…Os trabalhadores tem um mísero salário de 30 dolares mensal, não saõ trabalhadores e sim ESCRAVOS do DITADOR TIRANO FIDEL CASTRO.

  15. Celso Rocha
    domingo, 3 de março de 2013 – 16:21 hs

    UM DOS PRINCÍPIOS DA DEMOCRACIA É UMA IMPRENSA LIVRE!
    O PT DIZ SER UM DOS MAIORES DEFENSORES DA DEMOCRACIA NO BRASIL!
    É ISTO MESMO QUE PAREM DE SE METEREM A QUERER CONTROLAR OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO!
    FAÇAM O QUE É CERTO E “NÃO DEIXEM RABO PARA OS OUTROS PISAREM!” É ISSO!

    Numa democracia, a imprensa não deve ser controlada pelo governo. Os governos democráticos não têm ministros da informação para decidir sobre o conteúdo dos jornais nem sobre as atividades dos jornalistas; não exigem que os jornalistas sejam investigados pelo Estado; nem obrigam os jornalistas a aderir a sindicatos controlados pelo governo.
    Uma imprensa livre informa o público, responsabiliza os dirigentes e proporciona um fórum para o debate das questões locais e nacionais.
    As democracias apoiam a existência de uma imprensa livre. Um Poder Judiciário independente, uma sociedade civil num Estado de Direito e liberdade de expressão apoiam todos uma imprensa livre. Uma imprensa livre deve ter proteção legal.
    Nas democracias, o governo é responsável pelos seus atos. Os cidadãos esperam, portanto, ser informados sobre as decisões que os seus governos tomam em seu nome. A imprensa facilita o “direito de saber”, agindo como supervisor do governo, ajudando os cidadãos a responsabilizar o governo e questionando as suas políticas. Os governos democráticos garantem o acesso dos jornalistas a reuniões públicas e a documentos públicos. Não colocam restrições prévias sobre aquilo que os jornalistas podem dizer ou escrever.
    A própria imprensa deve agir com responsabilidade. Através de associações profissionais, de conselhos de imprensa independentes e “ombudsmen”, de críticos internos que escutam reclamações públicas, a imprensa responde às reclamações sobre os seus próprios excessos e permanece responsável internamente.
    A democracia exige que o público faça escolhas e tome decisões. Para que o público confie na imprensa, os jornalistas devem relatar fatos com base em fontes e informações fidedignas. O plágio e as informações falsas são contraproducentes para uma imprensa livre.
    Os órgãos de imprensa devem estabelecer os seus próprios corpos editoriais, independentes do controle do governo, a fim de separar a obtenção e divulgação da informação do processo editorial.
    Os jornalistas não devem ser influenciados pela opinião pública, apenas pela busca da verdade, tanto quanto puderem. Uma democracia permite que a imprensa faça o seu trabalho de obtenção e divulgação de notícias sem receio nem favorecimento do governo.
    As democracias incentivam uma luta sem fim entre dois direitos: o dever do governo de proteger a segurança nacional e o direito das pessoas à informação, com base na capacidade do jornalista de acesso à informação. Às vezes os governos têm que limitar o acesso à informação considerada demasiado sensível para distribuição geral. Mas os jornalistas numa democracia têm total justificativa para procurarem essa informação.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*