Dilma deve anunciar reforma ministerial nesta sexta-feira | Fábio Campana

Dilma deve anunciar reforma ministerial
nesta sexta-feira

Da Folha de S.Paulo:

A presidente Dilma Rousseff se reuniu com o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) e deve anunciar ainda nesta sexta-feira (15) pelo menos dois novos nomes da sua prometida reforma ministerial.

Assessores dão como certa a indicação do deputado Antonio Andrade (PMDB-MG) para o lugar do também peemedebista Mendes Ribeiro (RS) no Ministério da Agricultura.

A outra mudança vai atingir o Ministério do Trabalho. Dilma vai tirar o ministro Brizola Neto, indicação de sua cota pessoal, para nomear um ministro ligado ao presidente do PDT, Carlos Lupi. O mais cotado é o secretário-geral do PDT, Manoel Dias.

Ameaçado de perder o cargo, Brizola Neto escancarou, em entrevista à Folha, a guerra contra desafetos políticos, principalmente contra Lupi.

Dilma pode acertar ainda na conversa com Temer a transferência de Mendes Ribeiro para a Secretaria de Assuntos Estratégicos no lugar do ministro peemedebista Moreira Franco, que deve ser nomeado para a Secretaria de Aviação Civil. Com essa mudança, deve deixar o governo o ministro Wagner Bittencourt.

PSD

Após meses negociando a entrada do PSD no governo, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab disse ontem que o partido não deve assumir um ministério neste momento. Em jantar com a presidente, ele que ainda é cedo para se comprometer com o apoio ao governo e à reeleição de Dilma em 2014.

Kassab disse à presidente que continua disposto a apoiá-la, mas decidiu que não fará nenhuma indicação por enquanto. “Não teria sentido integrar o governo agora. Vamos manter nossa independência, mas apoiando o governo em tudo que for bom para o país”, afirmou.

Ao recusar-se a indicar nomes do PSD para um ministério, o ex-prefeito deixou uma porta aberta ao dizer a Dilma que o partido não vai se opor se ela quiser nomear alguém filiado à sigla para algum cargo em “caráter pessoal”.

A ressalva permite que a presidente mantenha em seus planos o vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, que é do PSD e está cotado para assumir o recém-criado Ministério da Micro e Pequena Empresa.


Um comentário

  1. Deutsch
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 14:24 hs

    REforma ministerial de verdade seria ela acabar com 30 ministérios, concomitantemente diminuiria a corrupção e os desvios praticados em seu governo e, com tudo isso, faria sua parte no controle da inflação.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*