De olho na telinha | Fábio Campana

De olho na telinha

Do Ilimar Franco, O Globo:

Atrás da cortina O governo Dilma não está se mexendo ostensivamente nem vai colocar a mão na massa, mas tem interesse na reforma politica. Os petistas têm dois objetivos básicos: deixar sem tempo de TV partidos a serem criados (como o Rede) e abrir uma janela para a troca de partidos. O objetivo: criar obstáculos para a candidatura de Marina Silva e criar condições para minguar a oposição.

Com o JN na cabeça A candidata do partido Rede, Marina Silva, precisa que a criação de seu partido esteja aprovada pelo TSE até 20 de setembro para que ele tenha pouco mais dez dias para filiar futuros candidatos em todo país. Seus dirigentes avaliam que sua única possibilidade de aliança é com o PPS. A despeito disso não teme o pouco de propaganda na TV. Foram 1m23s nas eleições de 2010. O deputado Alfredo Sirkys (RJ) diz que “o fundamental é todos os dias aparecer no Jornal Nacional” (TV Globo). E explica: “os eleitores prestam mais atenção no noticiário que no horário eleitoral”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*