Daqui eu não saio | Fábio Campana

Daqui eu não saio

Batendo o pé.

Do Lauro Jardim:

Marco Feliciano está disposto a uma cruzada para não deixar a presidência da Comissão de Direitos Humanos.

Hoje, depois de mais uma caótica sessão da CDH, o deputado pastor deu declarações peitando o PSC, que internamente já defende a sua renúncia, e até Henrique Eduardo Alves, que gostaria de vê-lo longe do comando do colegiado ainda hoje (Leia mais em: Por um fio e Na prancha).

Tentando evitar a rota de colisão com os correligionários, Feliciano recorreu a uma frase contraditória para dar seu recado, objetivamente:

– O partido é soberano, mas eu não renuncio. Não renuncio.

Por mais que tenha sido indicado pela legenda para assumir a presidência da comissão, Feliciano só sai da cadeira se quiser, ou seja, caso decida recuar e entregar o posto.

Saiba mais:
Feliciano abandona sessão e deve deixar a presidência da CDH


9 comentários

  1. valadares
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 22:58 hs

    fogos aqui em paranagua Alceu Maron consegue liminar e fica no cargo vc ainda não sabe.

  2. Escritor
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 23:19 hs

    Concordo com o texto abaixo, essa comissão nunca serviu para nada:

    DIREITOS HUMANOS DE MOMENTO OPORTUNO

    De repente, mais que de repente, todo mundo virou ativista dos direitos humanos no Brasil! Jornalistas, artistas, comediantes, donas de casa, políticos, religiosos e ateus, pessoas de todas as classes e ideologias. A maioria, que sempre dormiu em “berço esplêndido de nossa pátria amada” – acordou gritando palavras de ordem! Quem jamais se apercebeu que a seu lado tem pessoas passando sede e fome, por vezes sendo queimadas em praça pública ou em serviços escravos por detrás de marcas poderosas que vestem a elite do país, passou a erguer as bandeiras da moralidade por todos os rincões desse grande Brasil de mil faces lagrimejadas. O que dói, para quem sempre teve a seu alcance a visão serena de uma pátria mãe prostituta que vende seus filhos a pais incestuosos, é saber que um dia após o Pastor da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara de lá sair esculachado – todas essas vozes da moralidade de momento oportuno – voltarão a se calar, a tampar seus olhos com as vendas da indiferença e a retomar seu sono no esplêndido berço que jamais se importou de verdade com a humanidade e os direitos das muitas vozes que foram sempre renegadas ao esquecimento.

    Alcione Giacomitti, escritor.

  3. Rogério Lobo Miró
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 8:34 hs

    tancredo Neves, iluste politico, ao assumir disse: Daqui nem Deus me tira, ….nem assumiu!!!

  4. Constanza del Piero
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 9:22 hs

    Esse, e o Bolsonaro, pelo menos falam aquilo que sentem. E se estamos vivendo uma democracia, então nada pode impedi-los de se expressarem.
    Aliás, disseram apenas aquilo que é dito em qualquer churrasco, em qualquer mesa de boteco. O resto é lorota e pressão de meia dúzia que querem implantar no Brasil, o direito deles, não o da maioria!

  5. PEDRO CAMARGO
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 10:04 hs

    Fabio este camarada não me engana, ele fala mal dos homoxessoais, porque, ele também joga no time da turma, agora fica ai pagando de machão racista sai pra seu morde fronha na ponta.

  6. Policial atento
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 10:17 hs

    O cara foi eleito legitimamente, esses baderneiros ficam escondidos atrás dessas pseudos minorias para promoverem a desordem e a instabilidade. Não querem cumprir a lei mas apenas defender ilegal e ilegitimamente seus interesses, que não são os de toda a sociedade. Essas minorias são preconceituosas e intolerantes, não sabem conviver num estado democrático.

  7. luiz*
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 14:44 hs

    Sou hétero, espero que eu tenha o direito de opinar!
    Esse Pr é um deputado (Feio ou bonito, velho ou novo, honesto ou desonesto, etc) que está lá porque foi eleito pelo povo.
    Isso é a mais singela Democracia.
    Foi legalmente escolhido para presidir essa comissão.
    Vocês acham que alguém deve ser demitido por sua opção sexual ou por suas crenças?
    Deixem o cara lá, ele só representa um voto na Câmara, tanto faz como deputado ou como presidente dessa comissão, só isso.
    Espero que ninguém esteja pensando em eliminar o cara?!

  8. AILSON RAAB
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 20:26 hs

    MEU CARO FABIO CAMPANA
    eu sempre leio seu blog,admiro voce…mas eu acho que voce esta igual o blog do petista esmael moraes,criticando quem defende a familia (os evangelicos)..
    .voce tem alguma coisa contra os evangelicos?voce so critica os evangelicos:
    nao deixe se levar pelos petista e psouinos.

    abcos

  9. Tereza
    segunda-feira, 8 de abril de 2013 – 21:46 hs

    Parabéns Fábio Campana,poucos jornalistas fazem jus a profissão como você! Grande prazer de conhece-lo!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*