Crise na comissão de Direitos Humanos vira impasse religioso | Fábio Campana

Crise na comissão de Direitos Humanos vira impasse religioso

Do Felipe Patury, Época:

A crise política que se instalou na Câmara após a eleição do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para presidir a comissão de Direitos Humanos se transformou em um impasse religioso. Ontem o colégio de líderes passou três horas para decidir que Feliciano será chamado na próxima terça-feira para outra reunião que tratará da sua permanência ou não à frente do colegiado. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), espera convencer Feliciano a renunciar, única forma de retirá-lo do posto para o qual foi eleito. Mas a executiva nacional do PSC, partido do pastor, decidiu que não vai substituí-lo. Feliciano tem dito aos colegas que não vai renunciar e ameaça nem comparecer à reunião dos líderes com ele na terça. A reunião desta quarta-feira da comissão de Direitos Humanos foi suspensa. “A comissão não tem condições de se reunir e de decidir alguma coisa”, reclamou Alves.


7 comentários

  1. zico
    quarta-feira, 27 de março de 2013 – 8:53 hs

    E o Papa…será expulso do Brasil também? Afinal ele é contra o homossexualismo como a maioria do povo brasileiro…ou será que não?
    Fala serio, esses gays estão procurando chifre na cabeça de cavalo.

  2. Fábio
    quarta-feira, 27 de março de 2013 – 10:32 hs

    Pois é, agora de Comissão de Direitos Humanos virou Comissão de Direitos Religiosos. Toda vez que o poder é dado aos que colocam a religião à frente do que deveria ser um “Estado Laico”, vira essa balaio de gato. A Igreja Católica quase queimou vivo o Galileu Galilei só porque o coitado falou que a Terra não era o centro do universo. Recentemente a pesquisa de células troncos esbarrou e esbarra na intromissão da igreja em querer afirmar que não pode pesquisar com embriões humanos, enfim, a religião colocando freio e jogando a culpa do pecado original sobre os ombros do cidadão tão sem inteligência e fácil de manipular.

  3. jobalo
    quarta-feira, 27 de março de 2013 – 11:02 hs

    Nem considero religião , esta seita do feliciano que é mais um caça niquel da população pobre, do que ´própriamente um a religião, Mas a apelação da gueizarada já esta passando dos limites, até o assumido caetano et mais adptos estão levando a coisa muito a serio, vê-se que os negros uqe se consideravam ofendidos nem falam mais no assunto, Com certeza querem dar a comissão para o Deputado Gay Jean, que vai aprovar até suruba ao ar livre. tenha paciência minha gente , vão procurar coisa mais importante pra fazer.

  4. cesar - eu mesmo
    quarta-feira, 27 de março de 2013 – 11:07 hs

    Vamos ver a quanta andam os Cristãos, neste congresso.
    Um pais com mais de 90% que se dizem Cristão. Um congresso onde a maioria se diz Cristão.
    Vamos ver quantos Pilatos.
    Que o Espirito Santo Ilumine a Todos.

    Paz e Bem.

  5. quarta-feira, 27 de março de 2013 – 12:50 hs

    Se o Partido ceder a essa pressão será covarde, omisso, e não merece mais os votos dos evangélicos, eu principalmente vou fazer campanha para que os evangélicos não votem mais nesse Partido e procurem outro!… Vocês não podem abandonar o Pastor Marcos e o jogar as betas feras, não podem mesmo!… Nunca se deixa, abandona um Amigo aliado na batalha… ´Vocês estarão assinando um atestado de que são politicos manipuláveis e covardes, que ante o 1º movimento de uma minoria barulhenta se acovardam e se escondem em seus gabinetes…

  6. Anônimo
    quarta-feira, 27 de março de 2013 – 12:55 hs

    Se o Partido ceder a essa pressão será covarde, omisso, e não merece mais os votos dos evangélicos, eu vou fazer campanha para que os evangélicos não votem mais nesse Partido e procurem outro!… Vocês não podem abandonar o Pastor Marcos e o jogar as betas feras, não podem mesmo!… Nunca se deixa, abandona um Amigo aliado na batalha… ´Vocês estarão assinando um atestado de que são politicos manipuláveis e covardes, que ante o 1º movimento de uma minoria barulhenta se acovardam e se escondem em seus gabinetes… O Pastor Marxos representa um grande e numeoso segmento da sociedade Brasileira, chega desse grupo querer dar as cartas na comissão, enquanto estiveram a frente o que fizeram? Nada… Nada x Nada!… Agora que o seu pequeno, diminuto grupo deixou a presidência da Comissão querem tomar no grito?… No grito nao… No grito não!… No voto talvez, acho difícil, senão impossivel, mas no voto tudo bem faz oarte do jogo democratico, mas no grito???!!!…

  7. marcio
    quarta-feira, 27 de março de 2013 – 16:27 hs

    Deixemos o Feliano trabalhar!

    Ele que mostre a que veio. Ele foi eleito em acordo partidario. Se essa Comissao era tao importante, porque o PT não pegou?

    Impedi-lo se trabalhar e um sinal de intolerancia igual ou pior por parte daqueles que se sentiram traidos com a indicacao do Feliciano.

    Agora o mais sensato e fiscalizar ao inves de impedir o trabalho dele.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*