Beto anuncia duplicação da Rodovia do Café | Fábio Campana

Beto anuncia duplicação da Rodovia do Café

O governador Beto Richa anunciou hoje a duplicação da BR-376, a Rodovia do Café, no trecho entre Ponta Grossa e Apucarana. A ordem de serviço será assinada por Richa no Trevo do Caetano, no início da rodovia, em Ponta Grossa.

O trecho entre as duas cidades tem 244 quilômetros. Destes, apenas 13 quilômetros já estão duplicados, na Serra do Cadeado, entre Mauá da Serra e Ortigueira. Portanto, a obra será de 231 quilômetros, incluindo o contorno em Apucarana. As obras terão duas frentes de trabalho: 30 km por Ponta Grossa e 20km por Apucarana.


18 comentários

  1. LUIZ CARLOS STRESSER
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 14:54 hs

    ESSE É O CARA PARABÉNS BETO

  2. Ricardo
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 14:58 hs

    Fábio, não vi comentário seu sobre uma notícia relevante.

    No mesmo contexto, o governador freia a convocação dos aprovados nos concursos para o quadro de servidores e membros da Defensoria Pública, alegando a proximidade com o teto de gasto com pessoa, estipulado pela Lei de Responsabilidade Fiscal, e tenta aprovar na ALEP, a nomeação de mais de 100 cargos comissionados, verdadeiros aspones, que só servem para ganhar apoio político, os quais custarão 4,6 milhões de reais ao ano para o governo estudual.

    O que acha disso?

    Por favor, exponha tal absurdo, de privilegiar um jogo político a uma ordem constitucional, a qual o Paraná, vergonhosamente está atrás de todos os estado mais pobres da nação.

  3. Ricardo
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 14:58 hs

    Ah, deu na gazeta do povo.

  4. pt
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 15:57 hs

    Com a tarifa do pedagio no parana,as rodovias pedagiadas ja deveriam a muito estarem duplicadas?

  5. sergio silvestre
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 16:13 hs

    Bom,eu aqui pé vermelho só gostaria de saber uma coisa.Esse foguetório,bandas e fanfarras para duplicar o que já deveria estar duplicado.Tem umas coisas que a população deixa rolar e eu fico indignado por isso.
    Quinze anos,nós descendo para Curitiba,muitos familias conhecidas
    morreram nesse carreador,dupplicarão 8km ali na serra,mais nada.
    Nem terceira pista fizeram.
    Uma pergunta tambem ao MP e nossa justiça.Porque voces fecharam os olhos para o que teria ter sido feito e acataram picuinhas e virgulas que esse malcheiroso contrato tem.
    E agora,quando vai ficar pronta essa duplicação.Já antevejo o que vai acontecer,vão infernizar partes desta estrada e cozinhar o galo até que vença o contrato.
    Ai fica do jeito que eles gostam,terra revolvida,estrada interditada e ai o governo da ocasião da mais vinte anos de concessão

  6. Carlos
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 16:34 hs

    Isto é uma conquista? Após 14 anos com os paranaenses ajoelhados perante as concessionários de pedágio estão comemorando como se fosse uma vitória? 14 anos de arrecadação e desinformação.

  7. Eduardo Glaser Lupion
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 17:10 hs

    Vamos ver se desta vez vão lembrar que o ideailizador e construtor da Rodovia do Café foi o Engenheiro Ayrton ( Lolô ) Cornelsen, ou simplesmente vão ignorar a história como fizeram todos os nossos governantes, pediria ao Governador Beto Richa que tombasse via Patrimônio Histórico os Obeliscos idealizados pelo Lolô Cornelsen para que eles não desapareçam da paisagem como já aconteceu com tantos.Um deles fica exatamente na Rodovia do Café.

  8. Antonio Cruz
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 17:44 hs

    Tudo bem Fábio ter lado político, mas vc poderia ao menos citar que os recursos não são do governo do estado, são da pedagiadora que controla a rodovia.
    Anotei: no trecho que a concessionária duplica em Campo Largo, há mais de 25 placas do Governo do Estado, por míseros 10km, ou menos de duplicação, precisa tanto?
    Mais governo, e menos propaganda.

  9. Marco
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 19:56 hs

    uma vergonha !!!!
    com os valores que já estamos pagando a anos, era para estar tudo duplicado no PR.

  10. José dos Santos
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 20:08 hs

    perguntar não ofende..quanto de recurso do Estado esta sendo usado nessa obra?

  11. Joel Sobrinho
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 20:39 hs

    Fato concreto,foi o único governo que sem prometer o tão conhecido ¨:abaixa ou acaba:¨sobe tratar a questão com respeito as cláusulas contratuais,obtendo resultado que beneficia toda a população. Parabéns Governador e Secretário de Infraestrutura e Logistíca é assim que se governa.

  12. luisa
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 20:56 hs

    E Jesus como tem gente despeitada so…………

  13. mariana
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 21:11 hs

    Pelo tempo que está concessionada e pelo preço que já pagamos, deveríamos estar trafegando em, pelo menos 3 pistas.

  14. Anônimo
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 21:35 hs

    ISTO ME FAZ LEMBRAR O JAYMÃO EM CIMA DE UM TRATOS ANUNCIANDO A DUPLICAÇÃO DA MESMA RODOVIA, LÁ POR MIL NOVECENTOS NOVENTA E TANTO….

  15. carlos
    quinta-feira, 7 de março de 2013 – 21:39 hs

    Quanto vai custar esses dez quilometros? Por quantos anos vai ser estendido o contrato das pedageiras?Quanto tempo vai para terminar todo o percurso?Cade projetos de rodovias sem pedagios?Quanto vai aumentar o valor do pedagio?O governador toma vergonha na cara reveja os valores dos pedagio cobrado no estado, estou cansado de ser roubado.Já sofremos um golpe em campanha eleitoral com a baixa do preço do mesmo a qual estamos pagando até hoje a dita conta.Desculpa pelos erros de portugues sou um trabalhador do transporte, por esse motivo fico revoltado.Não tem CPI na ALP porque os deputados não deixam.As estradas pedagiadas não são aquelas coisas,ainda tem a questão de segurança nas estradas, roubo de cargas, caminhões, onibus etc.Sinceramente fico com vergonha pelo senhor e as pessoas que estão na foto.Sei que a maioria está contente com as estradas por isso o aplaudem porque não tivereram familiares mortos em acidentes, seu patrimonio de anos levados etc.

  16. sexta-feira, 8 de março de 2013 – 7:37 hs

    Fábio, está obra prometida por muitos , finalmente será construída pela administração do Governo Beto Richa, com coerência e dialogo conseguiu que a concessionária em parceria com o Estado viabilizasse o projeto de duplicação da BR 376, a conhecida Rodovia do Café, obra importantíssima que liga o Norte do Estado com a capital,os usuários terão mais segurança e rapidez em suas viagens , é isso que o Paraná precisava, desenvolvimento com responsabilidade em toda as regiões, beneficiando a todos Paranaenses.

  17. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 8 de março de 2013 – 8:10 hs

    -É o anel viário idealizado pelo Lerner saindo do papel, muito tempo depois do mesmo ter deixado o governo….antes tarde do que nunca!!!
    -Até acabar a duplicação, estará defasada e será necessário a triplicação juntamente com boa parte sendo utilizada no transporte ferroviário!!!!
    -Falando em transporte ferroviário, quando vamos priorizar este modal de transporte???

  18. Sandro
    sexta-feira, 8 de março de 2013 – 14:04 hs

    finalmente algo concreto em ralação as estradas paranaenses………..o “abaixa ou acaba” só nos trouxe anos de atraso que agora estão sendo recuperados…….o periodo das trevas finalmente sendo deixado para trás….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*