Bancada do PSC quer isenção do ISS para o transporte coletivo | Fábio Campana

Bancada do PSC quer isenção do ISS para o transporte coletivo

A bancada do PSC na Câmara Municipal de Curitiba enviou proposição a Gustavo Fruet, nesta segunda-feira, em que solicita a isenção do pagamento de ISS ao transporte coletivo e redução em 50% da taxa de gerenciamento da URBS, que administra o sistema. A proposta vai ser discutida amanhã na sessão plenária e já faz parte da ordem do dia.

A bancada do PSC junto com outros sete vereadores justifica que pela análise da composição da tarifa técnica observa-se que os impostos municipais pesam no cálculo final da tarifa, que é o preço final pago pelos usuários. O imposto representa R$0,32 reais do preço total da passagem.

Além da isenção do ISS, a bancada do PSC, formada pelos vereadores Mestre Pop, Bruno Pessuti, Tiago Gevert, Rogério Campos e Carla Pimentel, defende que a passagem seja subsidiada igualmente pelo município, governo estadual e governo federal. Defendem, ainda, a manutenção da tarifa integrada e da tarifa domingueira a R$ 1,00.


6 comentários

  1. QUEM PAGA A CONTA?
    segunda-feira, 11 de março de 2013 – 16:35 hs

    QUEM PAGA A CONTA DO AUMENTO DO TRANSPORTE COLETIVO??? É O TRABALHADOR???? NÃO….É O EMPREGADOR.
    A legislação trabalhista prevê que o trabalhador só pode gastar 6% de seu salário com transporte, tendo o custo que for. Os autônomos, e informais, que não possuem registro em carteira, estes sim, pagam integral, mas a grande maioria quem paga é o EMPREGADOR. Assim sendo, se o EMPREGADOR não reclama, por que temos nós que ficar discutindo isso??? O dia que os empresários sairem de suas cadeiras e forem às ruas aí sim, teremos redução de tarifas. Sandor Mendes

  2. carlos rocha
    segunda-feira, 11 de março de 2013 – 17:06 hs

    Com uma bancada do PSC de situação dessa o prefeito não preçisa de oposição.

  3. Luiz Marcos
    segunda-feira, 11 de março de 2013 – 18:33 hs

    Essa eu quero assitir de CAMAROTE! Por a MÃO no Bolso do
    POVO da URBS…. Vão fazer uma limpa na URBS.
    Parabens PSC.

  4. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 11 de março de 2013 – 18:43 hs

    KKKKK

    Como é a composição do ISS?

    Cada Município cobra sua parte?

    E a Taxa de gerenciamento, de quanto é?
    Como é distribuída (entre URBS e COMEC)?

    Explique melhor.

    A Gazetona, como de costume,
    NADA DISSE!

  5. De olho nas notícias!
    segunda-feira, 11 de março de 2013 – 19:57 hs

    Boa idéia! Se cada fizer sua parte, e não ficar de “chororô” como esse senhor, quem sabe chegam a um acordo? O governo do já deu sua isenção…. vamos lá prefeito!!!!

  6. Bem isso!
    terça-feira, 12 de março de 2013 – 7:15 hs

    Muito bom, a Prefeitura deveria já ter pensado nisso e se adiantado, mas o chororô não dexa as cabeças pensarem.
    Manda brasa na redução do ISS e pronto.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*