Anonymous ataca Marco Feliciano | Fábio Campana

Anonymous ataca
Marco Feliciano

Do Felipe Patury:

O grupo hacker AnonymousBR atacou o pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Em um post publicado em seu blog, o Anonymous divulgou um dossiê contra o parlamentar.


11 comentários

  1. quinta-feira, 28 de março de 2013 – 11:29 hs

    Só gostaria de perguntar à turba do famigerado ultra radical extremista Jean Wyllys, porque vocês não vão fazer piquete, baderna e algazarra na CCJ que tem dois condenados do Mensalão?… Bando de arruaceiros da DITADURA GAY… Chega dessa turba fazer e desfazer sem que ninguém lhes faça oposição, chega!!!… O PSC não pode ser covarde e ceder ante a pressão que essa MINORIA BARULHENTA está fazendo, senão ficaremos todos reféns… Caso o partido não aguente e ceda, farei campanha para que os evangélicos não votem mais em seus candidatos e procurem outro partido… Vocês não podem abandonar o Pastor Marcos e joga-lo as betas feras, não podem!… Honrem o mandato que nós evangélicos lhes demos, e não cedam!…

  2. Constanza del Piero
    quinta-feira, 28 de março de 2013 – 17:03 hs

    Concordo com você, Celso! – Só os fanáticos e os ingênuos não entenderam ainda que toda essa movimentação é política, especialmente CONTRATADA para desviar o foco sobre Renan, e sobre o tal Eduardo não sei das quantas, “presidente” da Câmara, ambos, mais sujos que pau de galinheiro, e que, a exemplo de João Paulo Cunha e Genuíno, NÃO PODERIAM ESTAR ALI, DE JEITO NENHUM.
    E a grande imprensa manietada pelas polpudas verbas publicitárias, só vai no vácuo!

  3. verdade
    quinta-feira, 28 de março de 2013 – 17:53 hs

    Camisa de força neste demente do Feliciano que se acha melhor que qualquer um! Jah deram muito ibope para este ridículo preconceituoso…agora chega de dar espaço para lixo.

  4. Fabio Campo Mourão
    quinta-feira, 28 de março de 2013 – 18:47 hs

    Falou tudo Celso Bonfim.

  5. Nicj
    quinta-feira, 28 de março de 2013 – 20:27 hs

    Se o que está no dossie realmente for comprovado o cara é mais sujo do que pau de galinheiro. Mas, a verdade é que não existe lei no Brasil que regularize ou crie regras para os ocupantes de cargos de comissão de assessores parlamentares ou de órgãos políticos. Pode-se contratar qualquer um pelos critérios mais variados de apadrinhamento, amizade, favorecimento etc e aí espera-se que os políticos usem um critério inexistente no Brasil: O critério ético. Rs..impossível! O parlamentar que não faz o que o Marcos Feliciano faz que atire a primeira pedra! É engraçado que o Marcos Feliciano espera ser um novo profeta no Congresso Nacional pouco modesto principalmente com aquela declaração de bens. Um prédio com valor de 65 mil reais e um lote no valor de 3 mil reais. Ele quer vender estes imóveis? Eu estou comprando! Cara de pau não lhe falta. Só um milagre para ele fazer um bom trabalho na Comissão de Direitos Humanos. Espero que pelo menos ele discuta a mudança da lei para que menores infratores para que eles respondam como adultos por seus crimes que a impunidade está demais!

  6. Rose
    quinta-feira, 28 de março de 2013 – 20:41 hs

    O deputado usa de empregar assessores para trabalharem para fins particulares nas empresas e negócios do parlamentar e todas as pessoas estão sendo favorecidas porque o favoreceram antes. A famosa lei política do “é dando que se recebe”. Um político igual a tantos outros que infelizmente estamos acostumados. Agora provar isso é muito difícil porque é tudo subjetivo, o assessor está em serviço externo pode ser defendendo o interesse público ou interesses particulares. Eles tem uma liberdade muito grande e nenhum controle ou monitoramento por parte da instituição. Isso tem que ser mudado!!

  7. Renato
    quinta-feira, 28 de março de 2013 – 21:26 hs

    Ah sei, aquele grupo que INVADE o computador das pessoas, e ROUBA informações, e não podem ser processados por difamação ou calúnia pro que são ANÔNIMOS, agora deram pra bancar de moralistas?? é de dar gargalhadas. Basta ver o slogam do site deles: “Somos legião”, o mesmo usado pelos DEMÔNIOS que JESUS E-S-C-U-R-R-A-S-S-O-U do corpo de um homem a 2 mil anos atrás.

  8. Marvado
    quinta-feira, 28 de março de 2013 – 23:15 hs

    Esse besta do Celso Bonfim tem que se converter ao Islã, aí poderá travar uma Guerra Santa. Kkkkkkk. Bando de evangélicos hipócritas.

  9. Kjk
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 21:12 hs

    Esse tal Renato é só mais um ignorante entre tantos que merece os lixos de politicos que tem… Anonymous invade sistema de babacas que acham ser donos do mundo porque os ignorantes de sempre deixam eles continuarem fazendo o que querem,depois ainda querem reclamar de saúde,educação,segurança… Tem mais é que deixar um troxa desses tomar no c* mesmo!

  10. cesar - umuarama
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 22:45 hs

    Marvado. O que é tu???????

    Vai sendo aos sem eira e nem beria, e daqui uns dias chegam até tua casa, dai sera tarde. Lembre….
    “DEIXA, POIS NÃO É COMIGO”

    Nota de desagravo frente à prisão arbitrária, ilegal e desnecessária do Coronel da PMPR Sérgio Filardo.
    O tempo passa, mudam os fatos, mas a história se repete, pela omissão confortavelmente covarde dos que podem ou devem – fazer e nada fazem.
    Primeiro levaram os negros
    Mas não me importei com isso
    Eu não era negro

    Em seguida levaram alguns operários
    Mas não me importei com isso
    Eu também não era operário

    Depois prenderam os miseráveis
    Mas não me importei com isso
    Porque eu não sou miserável

    Depois agarraram uns desempregados
    Mas como tenho meu emprego
    Também não me importei

    Agora estão me levando
    Mas já é tarde.

    Como eu não me importei com ninguém
    Ninguém se importa comigo.

    Bertold Brecht (1898 – 1956)

  11. cesar - umuarama
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 22:46 hs

    ou ainda…
    Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.
    Como não sou judeu, não me incomodei.
    No dia seguinte vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista.
    Como não sou comunista, não me incomodei.
    No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.
    Como não sou católico, não me incomodei.
    No quarto dia, vieram e me levaram;
    já não havia mais ninguém para reclamar.
    Martin Niemôller, pastor luterano alemão,1933

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*