Alvaro questiona previsões otimistas de Mantega | Fábio Campana

Alvaro questiona previsões otimistas
de Mantega

Previsões otimistas em excesso e frustradas pela realidade dos números, ilusionismo contábil, maquiagem nas contas públicas, contabilidade criativa, endividamento crescente, inflação fora da meta, anúncios de programas que não se concretizam. Esses e outros temas relacionados à política econômica do governo Dilma Rousseff pontuaram as críticas e questionamentos feitos pelo senador Alvaro Dias ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, em audiência nesta quinta-feira (21/03), na Comissão de Assuntos Econômicos.

Alvaro Dias, um dos poucos presentes à sessão que fez questionamentos incômodos ao ministro, listou os truques contábeis que permitiram ao governo cumprir sua meta de superávit primário, tais como a estratégia de sacar recursos do Fundo Soberano; receber antecipadamente dividendos das estatais; inflar o PAC; empurrar despesas do Tesouro Nacional de dezembro para janeiro; triangulação entre Tesouro Nacional, BNDES e Petrobras.

“Dessa forma, o governo engordou o saldo do ano e fechou suas contas. Mas como isso contribui para a credibilidade do País no exterior? As contas do País, hoje, não vivem uma realidade de papel?”, questionou o senador. Apesar de o formato estabelecido pela presidência da CAE para a audiência não favorecer o debate com o ministro, o senador Alvaro Dias foi o que mais deixou no ar perguntas e indagações a respeito dos rumos da economia nacional, a maioria respondida com evasivas pelo titular da Fazenda.

Sobre a perspectiva de crescimento do País, o senador tucano afirmou que “a bola de cristal de Mantega está quebrada ou mascarada, e suas previsões frustram sempre”, ao citar como exemplo projeções para o crescimento do PIB feitas nos últimos dois anos. Segundo Alvaro Dias, Mantega previu 5,5% em 2011, contra um resultado final de 2,73%. Em 2012, o ministro previu 4,5% e chegou-se a 0,87%. “São previsões equivocadas que ensejam decisões equivocadas, e comprometem as decisões do setor privado e a credibilidade do País no exterior”, afirmou Alvaro Dias. Ainda a respeito das previsões erráticas de Mantega, o senador disse que “não se sabe o que é pior: se as previsões são resultado de incompetência ou mentira deslavada”, e questionou o ministro se ele aceitaria participar de audiência com consultores e especialistas a respeito da contabilidade criativa do governo. O ministro, nervoso, respondeu que não cabia a ele debater com consultores, e reconheceu que errou em “algumas” das previsões: “minha bola de cristal pode estar mesmo quebrada”.

Anúncios “espetaculosos” No início da audiência, o ministro da Fazenda, além de fazer previsões, desta vez apenas genéricas, sobre o crescimento do País – “a economia está em trajetória ascendente” – anunciou que o governo deverá receber investimentos de R$ 470 bilhões. O senador Alvaro Dias contestou os números apresentados pelo ministros, lembrando que o ex-presidente Lula por diversas vezes anunciou a chegada do “espetáculo do crescimento”, que depois foi frustrado pelos números. Para Alvaro Dias, o governo Dilma, assim como Lula, baseia suas ações em lançamentos espetaculosos sem respaldo na realidade. “É preocupante o País ser gerido por um governo que vende ilusões.

Dilma precisa de mais verdades e menos fantasias. Na época de Lula anunciaram o espetáculo do crescimento, mas naquele mesmo ano, o Brasil cresceu menos que o Haiti. Este anúncio agora de 470 bilhões é mais uma tentativa do governo do PT de gerar falsas expectativas. Isso não é honesto com a Nação, não ajuda o Brasil a angariar respeitabilidade e credibilidade internacional”, reiterou o senador tucano. Outra crítica contundente feita pelo senador durante a audiência diz respeito ao desequilíbrio atual verificado no Congresso em relação à representação popular. Na audiência, a esmagadora maioria de participantes pertencia aos partidos da base do governo.

Para o senador, tal predomínio, somando-se à metodologia aplicada ao debate, de todos fazerem primeiro as perguntas e ao final o ministro respondê-las de uma única vez (sem réplicas ou tréplicas), representa uma tentativa de se impedir o contraditório e de cerceamento à democracia, consequência do atual modelo de aparelhamento fisiológico promovido pelo governo do PT. “O desequilíbrio da representação popular é perverso para o País e para a democracia. A oposição está numericamente reduzida e isto é um prejuízo para o contraditório. É evidente que tal realidade é consequência do modelo de cooptação levado ao extremo por este governo, que com sua máquina de cooptação, está construindo uma fábrica de escândalos no País”, afirmou o senador Alvaro Dias. Na mesma linha da crítica ao modelo de cooptação mantido pelo governo, o senador do PSDB do Paraná destacou que a presidente Dilma, além de não promove reformas essenciais para o País, promove uma “reforma às avessas”, ao elevar os gastos correntes com a criação de novas estruturas, ministérios, empresas estatais e outros órgãos na administração pública. “O PT não tem um projeto de País, tem apenas um projeto de poder”, concluiu o senador, ao afirmar que as contas públicas não deixam espaço para uma expressiva redução da carga tributária, que penaliza a população e os empresários do País.


21 comentários

  1. sergio silvestre
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 20:10 hs

    Alvaro,pare de se passar pela MIRIAN LEITÃO.

  2. Silva Jr
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 20:59 hs

    Esse álvaro dias e a miriam leitão estão há 10 anos falando sempre a mesma ladainha:

    1 – O país estaria às portas de um racionamento de energia elétrica.

    2 – Durante o governo Dilma a economia cresceu de forma medíocre, com desemprego e sem renda..

    3 – O governo não irá conseguir preparar o país para a Copa do Mundo do ano que vem.

    4 – A inflação estaria fora de controle e prestes a explodir.

    5 – Lula e Dilma “afundaram” a Petrobrás;

    6. O juros não baixariam;

    7 – T tarifa elétrica subiria por conta do apagão.

    depois não sabem porque a oposição está desmoralizada

  3. antonio
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 21:11 hs

    Alvaro, qual governo não maquiou as contas? A Dilma aprendeu com o Fernando Henrique. Sem novidades. Apresente alguma coisa boa para o Paraná. Aprenda com o Senador Sérgio Souza.

  4. loop
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 21:12 hs

    Ué! Que está faltando para cavalgar sobre os economistas, a exemplo dos professores paranaenses?

  5. Strapasson
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 21:33 hs

    Atenção: o PT é inquestionável, senador Álvaro Dias.
    Eles são os donos da verdade.
    A democracia petralha é assim: discurso único e sem oposição!
    O contraditório é considerado um insulto.
    A oposição só é tolerada se ficar calada, inerte.
    Têm que ter muita paciência! Ai, ai, ai!!!

  6. rock
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 22:02 hs

    Alvaro desligue a Globo e tome cuidado com o Rapossoni no Paraná ou quando você acordar já era.

  7. quinta-feira, 21 de março de 2013 – 22:48 hs

    é sergio, quando o bicho pega vc. fica engraçadinho .

  8. verdade
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 23:13 hs

    O Sergio falou tudo!

  9. Parnanguara
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 23:18 hs

    Alguem tem q dizer alguma, isto é tarefa da oposição e a meu ver só temos o Alvaro , nunca se vê comentario de mais ninguem.

  10. Parnanguara
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 23:19 hs

    quero dizer alguma coisa…….

  11. Anônimo
    quinta-feira, 21 de março de 2013 – 23:24 hs

    E depois reclamam quando o PARANÁ não recebe benefícios da União. Este só está preocupado com 2014.

  12. Jack
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 0:11 hs

    O Margarina agora tem novo apelido: “Mãe Dinah”. De cada dez previsões, erra onze.

  13. Luiz Carlos - Londrina
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 7:55 hs

    É senador, o senhor me decepcionou ( aquela denuncia sobre a manipulação dos sorteios das loterias de responsabilidade da CEF)l, pois enviei VÁRIOS e-mail’s para seu gabinete e até hoje estou esperando uma resposta. sequer retornaram acusando o RECEBIMENTO DO EMAIL- , tá bem servido de assessores.

    Percebo, infelizmente, que o senhor somente levanta a lebre.

    O senhor teve acesso aos dados do COAF com respectivos nomes de pessoas que acertaram 525, 300, 206, 107 vezes nas loterias, diz que foi provado a lavagem de dinheiro, e daí?

    E daí, que o senhor fica bem na foto e na telinha da Tv, acho que é só isso.

  14. Constanza del Piero
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 9:22 hs

    Como seria bom governar sem oposição, não Sr. Sérgio, e seus múltiplos? –
    Essa lição a vermelhada aprendeu lá em 1917 na Rússia. De lá pra cá, a bandidagem comunista só aceita goverrnar sem uma voz sequer que se oponha a seus feitos.
    Por isso, eles matam, mutilam, explodem quartéis, sequestram, criam fatos, prendem desafetos etc etc
    Enfim, eliminam ou calam os adversários.
    O que sobra, devagarinho eles vão encostando na cerca, na cadeia, ou no cemitério. (Tadinho do C. Daniel).
    Assim fez Fidel há 50 anos. Assim fazia o Chávez; que o tinhozo o tenha; assim faz a Cretina Kirschner, e o resto do bando espalhado na América Latrina.
    E assim faz o petismo radical no Brasil. E estão quase conseguindo; só resta um: o Álvaro Dias.
    Logo, logo, ele também se cansa, ou cansam dele…

  15. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 10:58 hs

    – SS continua empenhado na missão de desqualificar denúncias.

    – Antonio: O petê chegou ao poder pregando mudanças, criticando e denunciando todas as mazelas do gov. FHC – Os brasileiros acreditaram. Agora, você vem ai justificar a ladroeira, a incompetência, a impunidade, com os erros que condenavam?

    – O Loop continua acreditando na história das “vítimas” quando a polícia simplesmente buscou proteger um prédio público – eu disse público. Uns e outros tentavam colocar as grades da Alep no chão, para invadi-la, apareceu a PM para evitar o vandalismo e impor a ordem, os “líderes” se voltaram contra os policiais e eles reagiram. Afinal de contas, existe a honra da farda em jogo.

    – os comentários do rock, continuam ocos, como oca é a parte que lhe encima o pescoço.

    – E o anónimo das 23,24 quer que se calem as denúncias, em troca de recursos aos quais, por merecimento, por tudo quanto contribui, o Paraná tem direito. É o quinto Estado em contribuição para com o erário federal e um dos últimos colocados na fila da justa distribuição.

    Quanta vesguice, maigudi!

  16. Olho Vivo
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 11:25 hs

    Esquece o “Mantega” e comece usar margarina. A bola de cristal dele e de toda PTzada está quebrada, fazem previsões para iludir o povo, mas as previsões na verdade se transformam em catástrofes e logo logo esse ministro vai precisar se aliar ao Chick Jeitoso para ver se consegue pelo menos dar um ar de humor nas suas previsões, já que erra todas.

  17. cesar - eu mesmo
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 12:10 hs

    jack. Parabéns. ou sejá tudo o que voce disse, nada, nada…não foi nada mesmo.
    Calado, teria dito mais.

    Quanto ao Strapasson, conheci gente boa desta estirpe, mas este….deixa pra lá. Deve ser lambe botas de riquinho, se não for um deles.

  18. toninho
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 14:07 hs

    Concordo plenamente que é função da oposição criticar a situação. Tem que ser assim ou não existiria oposição.
    Mas também é certo que a situação se defenda e mostre as inverdades das acusações, quando elas existem. Isto é democracia.

  19. Aline
    sexta-feira, 22 de março de 2013 – 16:32 hs

    Silva Jr é exatamente isto o que o Sr. gfalou, a Dilma está acabando de AFUNDAR o país. Agora comoo Sr é um puxa-saco e só olha o umbigo não olha o país acha que está uma maravilha.

  20. sergio silvestre
    sábado, 23 de março de 2013 – 17:37 hs

    Então CONSTANZA,se a america é LATRINA,VOCE FAZ PARTE DESSA MERDA.
    Porque com sua indignização não vai morar nos ALPES,ou nos EUA.
    Voces devem ter sido bulidos quando pequeno por algum primo bem dotado,pois detestam seu pais!
    Ou deve ser alguma anciã resignada e no fim do tunel procurando ter o que fazer.
    Cuidado com a sacada,pois sua cadeira de rodas pode despencar.

  21. Constanza del Piero
    domingo, 24 de março de 2013 – 19:39 hs

    Nada disso, Sr. Sérgio Silvestre, e seus múltiplos!
    Não faço parte dessa merda, tanto que luto contra tudo que possa nos arrastar para o fétido limbo vermelho que já cobre boa parte da América Latrina.
    Não sou elitista! Sou brasileira, patriota, e quero terminar de criar meus filhos e netos dentro de uma normalidade institucional, não num regime comunopetista, inspirado no castrismo e pregado pelo petismo bandido.
    Jamais fui bulida por alguém, muito menos por primo bem ou mal dotado! Formamos uma família decente, tementes às leis naturais e bíblicas. Somos apenas intransigentes quando o assunto é comunismo, terrorismo, liberdades individuais, roubo, safadezas e canalhices perpetradas pelo seu partido todos os dias. É só o sr. acompanhar o noticiário nacional, e de uns tempos pra cá, também o internacional.
    Por último, dispenso sua preocupação com minha sacada, e com minha cadeira de rodas. Nenhuma das duas existem.
    Devo me cuidar sim, é com esse exército de inocentes úteis, a soldo e a mando do petê, que conforme sua sugestão, podem sim, empurrar velhotas pilotando cadeiras de rodas de suas sacadas, bastando pra isso não concordar com suas patifarias.
    O sr. deveria se infiormar melhor, sobre o banditismo que sr defende!
    Passar bem!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*