Sobrinha de Joaquim Barbosa é demitida do Senado por criticar Renan | Fábio Campana

Sobrinha de Joaquim Barbosa é demitida do Senado por criticar Renan

Do Josias de Souza:

A volta de Renan Calheiros à presidência do Senado custou o contracheque a duas estagiárias. Trabalhavam na Secretaria de Recursos Humanos da casa. Foram mandadas ao olho da rua depois de veicular na internet mensagem considerada ofensiva. Uma das demitidas é sobrinha do presidente do STF, Joaquim Barbosa.

Deve-se à repórter Helena Mader a conversão do episódio em notícia. A encrenca ganhou movimento na semana passada, na quarta-feira pré-carnavalesca. Na manhã daquele dia, um rato irrompeu na repartição onde trabalhavam as jovens. Houve corre-corre. Armada de um calendário de papelão, a copeira do setor matou o roedor. E as estagiárias tiveram a inopinada ideia de tirar fotografias.

Uma delas pendurou a foto do cadáver no Facebook. Na legenda, lia-se a seguinte frase: “E a gente que achou que o único problema aqui fosse o Renan Calheiros”. Foi imitada pela colega. Filha de uma irmã de Joaquim Barbosa, a segunda estagiária também levou à rede social a imagem do rato com um comentário análogo ao da amiga.

Por mal dos pecados, Renan retornara à presidência do Senado havia seis dias. E a chefia da Secretaria de Recursos Humanos achou melhor demitir as moças. Supreendidas, as duas agora hesitam em autorizar a divulgação de seus nomes. A parente do presidente do Supremo apagou sua conta no Facebook e lacrou os lábios. A amiga decidiu falar, sob o compromisso do anonimato.

Contou que, após deixar o Senado na manhã daquela fatídica quarta-feira, seu telefone soou. Era o chefe. Cobrou explicações sobre a postagem. Agendou para a manhã seguinte uma reunião. No encontro, as estagiárias foram apresentadas às cartas de demissão. Ouviram um pedido para que assinassem as peças.

“Levei um susto, não imaginei que fossem tomar uma medida tão radical”, diz a demitida mais loquaz. “Não fizemos nenhuma associação do senador Renan Calheiros ao rato. Acho que foi um mal-entendido. Vários servidores do Senado compartilharam o abaixo-assinado contra o Renan nas redes sociais, eu mesma havia feito isso semanas antes.”

Estudante de Direito, a sobrinha de Joaquim Barbosa estagiava no Senado desde 2011. A amiga, matriculada num curso de Administração, escalara a folha em setembro do ano passado. O salário não era grande coisa: por meio expediente, R$ 829 mensais, mais um socorro de R$ 130 para o transporte.

Instado a manifestar-se, o Senado falou por meio de uma nota da Secretaria de Comunicação Social. No texto, o episódio foi tratado como “ato de indisciplina”. “Nesse contexto, a administração tem o dever de agir de acordo com o termo de compromisso assinado pelas estagiárias.”

Sem vínculo empregatício estável, as duas puderam ser afastadas sem a necessidade de abertura de processo disciplinar, normalmente exigido no serviço público. “Além do conteúdo ofensivo da matéria, vale registrar que as estudantes postaram-na durante o horário de expediente, utilizando ferramentas de trabalho”, acrescenta a assessoria do Senado em sua nota.

Procurado, Renan Calheiros mandou dizer que não tomara conhecimento das demissões. O gabinete de Joaquim Barbosa confirmou o parentesco com uma das jovens. Mas informou que ele não comentará o episódio. Corre no tribunal a denúncia protocolada pelo procurador-geral Roberto Gurgel contra o seminovo presidente do Senado.

Por uma dessas ironias que o cotidiano é mestre em fabricar, a notícia sobre a demissão das estagiárias que associaram o rato a comentários sobre Renan foi levada à internet, nesta sexta (15), pelo próprio Senado. Pode ser lida na íntegra aqui, graças aos bons préstimos do serviço de clipping que reproduz notícias sobre os senadores.


22 comentários

  1. jose marcos
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 21:23 hs

    SERA QUE A ESTAGIÁRIA ESTAVA LÁ POR INFLUÊNCIA DE ALGUÉM ?!?!

  2. Helena
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 21:40 hs

    Com a bandidagem é assim: OLHO POR OLHO, DENTE POR DENTE…

  3. carlos troiano
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 22:53 hs

    A repórter deverá ser a próxima a ser demitida em virtude da veiculação da notícia…..seria de rir se não fosse de chorar…

  4. Law
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 23:38 hs

    E o nepotismo como fica?
    De outro lado, a indisciplina está evidente no caso!

  5. Lee
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 2:45 hs

    Tem muita coisa evidente também sobre o Renan Calheiros.
    Mas ele não foi afastado.
    Fail law.

  6. Trabalhador
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 7:03 hs

    E o direito assegurado na constituição ao livre direito de expressão…Renan Calheiros fez coco na constituição, homem ruim, gente da pior espécie… O Brasil pensante te odeia sr. Canalheiros…Cria vergonha na cara e vai embora do nosso país Renan.

  7. Ernesto Roses
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 7:32 hs

    Talvez as estagiárias fossem as dus reservas morais do Senado. Agora …

  8. jose
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 9:01 hs

    Esqueceram de uma lei fundamental: sempre sobra para o estagiário,,,

  9. fiscal de realeza
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 9:36 hs

    CARLOS TRIANO

    SE FOR REPORTER DA GLOBO OU DA REVISTA VEJA COM CERTEZA TEM
    MUITAS REPORTAGENS TENDENCIOSA GLOBO VEJA E EPOCA JUNTOS COM PSDB É A VERDEIRA PIG
    PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA

  10. Antonio carlos
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 10:52 hs

    Trafico de influencia do sr. Joaquim Barbosa .
    Pode-se discutir sobre o Renan, mas quem são estagiárias na ordem do dia.
    Imagino q a apadrinhada imaginava-se intocável pelo parentesco c o titio!!!
    Manda quem pode , obedece quem tem juízo!

  11. lucia
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 10:55 hs

    Ditadura ou não ditadura

  12. Helena
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 11:17 hs

    Isso porque o senador prometeu muita ética em seu comportamento, MAS QUE ÉTICA É ESSA, HEIN SENADOR?????

  13. sergio silvestre
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 11:23 hs

    Isso prova que não tem virgens num campo de flores.
    Isso prova que por mais que pareça ser reto,tambem comete seus deslizes por interesse.

  14. Leônidas Marques
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 12:54 hs

    A demissão das estagiárias é a prova que faltava para provar que desde 2002 os Poderes Legislativo e Executivo da República estão dominados por uma meia duzia de DITADORES. O chumbinho tinha que ser colocado no Congresso no lugar certo.

    Leônidas

  15. BOZO
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 13:01 hs

    É, NÃO SE SALVA NINGUÉM DA NOBREZA MESMO … SE ESTAVA LÁ CHUPANDO NAS TETAS, FOI POR INFLUÊNCIA DE ALGUÉM … MAS, QUEM SERÁ HEIN SR. JOAQUIM BARBOSA ??????

  16. salete cesconeto de arruda
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 15:00 hs

    Será que o Joaquim sabia que a SOBRINHA usava o horário de serviço para ficar postando seus comentários?
    Rsrsrsrsrs
    Dizem que ele RIU.
    De que mais rí o Joaquim?
    Sei.
    Do CAIXA 2 que ele confundiu com MENTIRÃO.
    Pois .

  17. Silva Jr
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 15:10 hs

    “Quando era Ministro da Justiça do governo FHC, Renan não era rato. Era cisne branco.”

  18. Consciência !
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 15:26 hs

    Essa é a Casa das Leis do nosso país. O acusado de crimes assume o maior posto da casa e pune quem mostra que o Rei está nú. A corte por sua vez, por mero casuismo e manutenção de privilégios, confirma a hipocrisia. Quando será que no Brasil, os inocentes deixarão de pagar pelo verdadeiros culpados ?
    Isso é o que chamo de inversão de valores, e a sociedade brasileira em estado de letargia… Pra frente Brasil !!

  19. Sherlock Holmes
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 20:50 hs

    Fora Renan Corrupto;
    Vergonha na cara Brasil;
    É hora de reagir;
    Fora Renan

  20. OCIMAR
    domingo, 17 de fevereiro de 2013 – 8:35 hs

    E O MEDO QUE ELA DESCOBRISSE MAIS ALGUMAS DESSE MARGINAL.

  21. Neto
    domingo, 17 de fevereiro de 2013 – 15:54 hs

    É essa maldita simbiose que reina nos poderes. Ha alguns anos visitei o gabinete de um deputado e ele foi apresentando os funcionarios do gabinete. Me lembro de duas, uma era mulher de um promotor outra era esposa de um juiz aposentado. E o pessoal reclama das imunidades

  22. Ricardo Luiz de Paula Costa
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 – 17:23 hs

    Diga-se de passagem, nesse ambiente rato é o que não falta. É o típico local onde as coisas se invertem. Nesse local por exemplo os ratos comem as gatas. Penso que o Joaquim Barbosa deva odiar sua sobrinha pois antes do Senado ser comandado por um Rato das Alagoas era comandado por um Ratão do Maranhão, ambiente onde qualquer prostituta jamais aceitaria conviver com prostitutos sem ética ou decoro.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*