Requião denuncia oficiais do Exército que exigem propina | Fábio Campana

Requião denuncia oficiais do Exército que exigem propina

Ministro do Exército, Enzo Petri, abriu sindicância

Sindicância aberta pelo Exército apura denúncia feita contra oficiais que atuam no setor de compras. Eles estariam condicionando a assinatura de contratos com empresas vencedores em licitações ao pagamento de propinas. A coisa começou a cheirar mal no final do ano passado, quando uma empresária paranaense procurou o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

Chama-se Iracele Mascarello a empresária que levou os lábios ao trombone. É dona do Grupo Mascarello, fabricante de ônibus. Conforme relato do repórter Hugo Marques, ela procurou Requião em novembro do ano passado. Contou ao senador que sua empresa vencera uma licitação para fornecer 65 ônibus ao BGP (Batalhão da Guarda Presidencial) –negócio de R$ 17,8 milhões. Às vésperas da assinatura do contrato, contou Iracele a Requião, oficiais do Exército contactaram um representante da empresa em Brasília. Informaram que a formalização do negócio exigiria o pagamento de propina. Informado, o senador decidiu passar a informação adiante. Requião foi à presença do ministro Aloizio Mercadante (Educação).

Filho de general e irmão de coronel, Mercadante contou o que ouvira a duas pessoas: o comandante do Exército, general Enzo Peri, e Dilma Rousseff. A presidência exigiu providências. Abriu-se uma sindicância, ainda inconclusa. E o contrato com a Mascarello foi, finalmente, assinado. Sem o ‘por fora’.
A denúncia chega às manchetes oito meses depois de Dilma ter lançado, em junho do ano passado, um bilionário programa de compras de máquinas e materiais para os ministérios. Deu-se ao programa o apelido de PAC Equipamentos. Foi orçado em R$ 8,4 bilhões. Um pedaço dessa cifra será aplicado na reequipagem das Forças Armadas.
Numa conta que inclui de caminhões a lançadores de mísseis, o Exército já gastou R$ 1,8 bilhão. É contra esse pano de fundo monetário que se processa a investigação sobre a cobrança de propinas por oficiais. Em nota, o Exército informou:
“A citada sindicância se encontra em curso e, até o presente momento, não há como comprovar a ocorrência de propina no referido processo. Registre-se que o processo licitatório já foi concluído e a empresa representada pelo denunciante contemplada na forma do que está previsto nas normas vigentes.”


20 comentários

  1. domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 13:12 hs

    Brasília está apodrecendo o país todo !

  2. NARIZ DE FOLHA
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 15:28 hs

    ESTE É O MODELO LULA DO PT DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.

    OPODER EM BRASÍLIA ESTÁ RECHEADO DE MAFIAS EM TODOS OS MINISTÉRIOS. NEM O EXERCITO ESCAPOU.

  3. domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 16:31 hs

    Batom na cueca!

  4. Romão Miranda Vidal
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 16:57 hs

    Acredito que cutucou a onça com vara curta ou foi emprenhado pelo ouvido.
    Se não for provado nada, duas situações deverão ocorrer:
    – fala mais que a boca e vai ter que se explicar;
    – a proprietária vai se ver em uma tremenda saia justa e vai
    ter que citar nominalmente quem lhe pediu tal propina;

    Mas se nada for provado, provavelmente levará para a tribuna do Senado um discurso violento, cheio de retórica, irado e descerá o nível a ponto de adjetivar todos os envolvidos nesta história e, culpá-los por tê-lo envolvido como denunciante e denunciados.
    E no final sai como o Paladino da Vicente Machado…

  5. Deutsch
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 17:31 hs

    Qual é a novidade? Quando servi em 79 tambem existiam as propinas e desvios praticados por oficiais responsáveis pela compra de material no quartel.
    Pagava-se pelo material de 1 ª e vinha coisa de 3ª.

  6. OCIMAR
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 18:16 hs

    FOI SÓ ELES SE BANDEAREM PARA O LADO DOS CORRÚ–PT–OS,DOS COMUNISTAS IMUNDOS,PRO LADO DO LULADRÃO, OLHA NO QUE DEU.

  7. antonio carlos indignado
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 18:29 hs

    Se a denúncia do senador forem mesmo procedentes é porque chegamos ao fundo do poço. Quando as Forças Armadas de um país entram na corrupção, é porque o sistema faliu completamente. Será que já chegamos a este ponto? ACarlos

  8. antonio carlos indignado
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 18:29 hs

    Se a denúncia do senador for mesmo procedentes é porque chegamos ao fundo do poço. Quando as Forças Armadas de um país entram na corrupção, é porque o sistema faliu completamente. Será que já chegamos a este ponto? ACarlos

  9. Antonio Carlos Carvalho
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 19:11 hs

    A corrupção dos petralhas e da presidenta e seus sequase chega ao Exército, pelo jeito cheio de melancias

  10. Marcelo segurança.
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 20:21 hs

    Como sempre fez, o ‘senador’ está querendo desviar o foco! Ele só fez essa denúncia para desviar os holofontes da investigação que está sendo feita para saber quanto ele recebeu quando da compra dos onibus da Mascarelo para o transporte escolar do Paraná. Como sempre, ele atira antes e todo mundo acredita…

  11. CARMINHA
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 20:40 hs

    CONHECEM AQUELE DITADO – NÃO JOGUE PEDRA NO TELHADO DO VIZINHO SE O TEU É DE VIDRO.
    É DOUTOR REQUIÃO, AS DENUNCIAS DO TEU IRMÃO EDUARDO QUE NA ÉPOCA O SENHOR RECEBEU UMA DENUNCIA DO SENHOR LEOPOLDO DIRETOR DO PORTO DE PGUÁ, O QUE O SENHOR FEZ, NADA NÃO PROCUROU FAZER UMA SINDICANCIA E NADA, SIMPLESMENTE EXONEROU O SEU HOMEM DE CONFIANÇA, MAS JA PENSOU , ELE NÃO TERIA TANTO DOLARES NO ARMARIO, UM HOMEM QUE SAIU DE CURITIBA SEM NADA, E VOLTOU RICO, COM DINHEIRO DE SALARIO DE SUPERINTENDENTE É QUE NÃO FOI, PORQUE PASSARM TANTOS SUSPERINTENDENTE E NENHHUM DELES SAIU RICO, MAS COMOI ELE É O IRMÃO DO GOVERNADOR FICOU POR ISSO MESMO. QUE DÓ…

  12. ivanowski
    domingo, 10 de fevereiro de 2013 – 23:32 hs

    . Partindo do falastrão REQUIÃO, cuidado …

    . Espero que se nada for provado e comprovado esses ‘oficiais’ ñ deixem por menos .

    . Façam esse REQUIJão PAGAR UMA BOA INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS …

  13. Proteu Dela Rue
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013 – 3:07 hs

    O homem tem cuião.

  14. Romão Miranda Vidal
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013 – 7:07 hs

    Dizia minha mãe: Criança quando está quieta: está cagada ou dormindo. Milico quando está quieto: ou está de folga ou tramando golpe militar.
    No caso em tela,a vencedora da licitação está dentro da primeira situção: cagada. Vai ter que se explicar.
    Ainda no caso em tela, o Senador como sempre adora a polêmica irresponsável, está também na primeira situação: cagado.Vai ter que se explicar.
    Não foge à regra os militares. Ou se explicam ou se explicam, pois em silêncio permanecendo, adimitindo estarão a situação. Situação constrangedora:ou se explicam ou estarão cagados.

  15. segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013 – 9:28 hs

    E para o Paraná? Nada. O senador, a nossa Maria Louca, Roberto Requião impediu que o Paraná obtivesse empréstimos para melhoras na infraestrutura do Estado, que ele próprio, por 12 anos, deixou sucateado e, com suas políticas a ” La Chavez”, atrasou por mais de 30 anos o desenvolvimento do IDH dos 399 municípios que formam o Paraná. Acusou o ministro Paulo Bernanrdo de corrupto e não deu em nada, agora parte para cima da Instituição, Exército Brasileiro, porque mexer com o Exército sempre dá mídia, espero que o Exército solicite informações para a Capitania dos Portos de Paranaguá, tem muitas, dá adimistração dos Requiões no Porto de Paranaguá para, enfim, mostrar a farsa que é o desmiolado senador Roberto Requião.

  16. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013 – 12:27 hs

    Um camarada me disse certa vez: “Não sei porque o pessoal briga prá ser secretário disso, secretário daquilo. Me contentaria com a diretoria de compras”.

  17. LENZA TOLEDO
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013 – 13:20 hs

    Requião tem lá suas qualidades. Ele é um homem sem medo, o que tb não quer dizer que ele seja totalmente mãos limpas. Não sou do PMDB, mas um grande abraço.

  18. Anonimo
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013 – 18:42 hs

    Pode ser verdade, pode não ser, quantas denuncias que o próprio Requião inventou para atacar os seus inimigos, todo mundo sabe disso, mas parece que esquecem, o caso daquele pistoleiro que ele criou para ganhar a eleição. o FERREIRINHA, quem não sabe que é mentira, então, como o Brasil é um país muito corrupto tudo pode acontecer, é possível que os oficiais sejam corruptos mas também que o Requião tenha outros interesses, comigo ele não tem mais credibilidade

  19. Trabalhador
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013 – 23:44 hs

    As forças armadas sempre foram sujas, é só olhar os anos de ditadura e comprovar. Eles patrocinaram o maior assalto aos cofres públicos que este país já presenciou, na época quem denunciasse morria e nem deixavam a viuva velar o defunto. Esperar o que dessa gente…

  20. cléo amaro de oliveira martins
    terça-feira, 12 de fevereiro de 2013 – 17:14 hs

    Acredito que uma denuncia séria mereça um severa apuração. Entendo que por aqui falte materiais ao pessoal , inclusive nas japonas agasalhos dos soldados e cabos, onde a temperatura da serra de Caxias do Sul RS, dá 5 graus abaixo de zero , naquela ronda das 2 as 4 da madrugada é penosa ! Observo que isso é assunto para Coroneis , e há que ver o que foi adquirido e a que preço. Acompanhei e auxilei contatos na aquisição dos Jeeps Marruas na Agrale , para que o lucro e impostos fossem vertidos na minha cidade e no meu Estado, sem nenhuma participação ou comissão financeira fosse o caso !

    cléo 32 anos 67 idade. advogado Adesg

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*