Quanto custa o Congresso Nacional? | Fábio Campana

Quanto custa o
Congresso Nacional?

De Gil Castello Branco, O Globo:

A democracia não tem preço, mas o Legislativo brasileiro tem custo elevado. No ano passado, as despesas da Câmara dos Deputados, do Senado Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU) atingiram R$ 9 bilhões, montante equivalente aos dispêndios integrais de seis ministérios: Cultura, Pesca, Esporte, Turismo, Meio Ambiente e Relações Exteriores.

Neste ano, somente os gastos das duas Casas Legislativas, excluindo o TCU, deverão alcançar 8,5 bilhões. Assim sendo, chova ou faça sol, trabalhem ou não suas Excelências, cada dia do parlamento brasileiro custará R$ 23 milhões, ou seja, quase um milhão por hora!

Estudo realizado no ano passado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em parceria com a União Interparlamentar revelou que o congressista brasileiro é um dos mais caros do mundo. No campeonato de 110 países, o Brasil ganhou a medalha de prata no ranking dos custos por parlamentar, atrás apenas dos Estados Unidos. Na classificação dos custos por habitante, ocupamos a 21ª posição.

Dentre as Casas, a vilã do momento é a Câmara que custou aos contribuintes R$ 4,3 bilhões em 2012, montante superior em R$ 400 milhões à média de R$ 3,8 bilhões dos últimos dez anos. Já no Senado, em função dos escândalos de 2009, as despesas vêm caindo e, no ano passado, foram as menores desde 2010, totalizando R$ 3,4 bilhões.

Considerando os 15.647 servidores da Câmara e os 6.345 do Senado, o Congresso é uma “cidade” com quase 22.000 funcionários efetivos e comissionados. A título de comparação, dentre os 5.570 municípios do País, apenas 27% possuem mais habitantes. Em 2012, o custo de “pessoal e encargos sociais” no Congresso Nacional foi de R$ 6,4 bilhões, o que correspondeu a 84% da despesa global. A conta inclui salários, gratificações, adicionais, férias, 13º salário e outras vantagens. Só pelo trabalho noturno, Câmara e Senado pagaram R$ 4,5 milhões em 2012.

Comparativamente, o Legislativo é o campeão de salários médios entre os Poderes. Em dezembro de 2012, segundo o Ministério do Planejamento, a média salarial do Legislativo foi de R$ 16,3 mil, mais do que o dobro dos R$ 6,7 mil que ganham os servidores do Executivo. No Judiciário, a média é de R$ 13,5 mil.

Gil Castello Branco é economista e fundador da organização não governamental Associação Contas Abertas


9 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 – 17:44 hs

    O significado econômico de custo está diretamente ligado ao de resultado. A pergunta é: qual resultado gera o Congresso Nacional? Que resultados tem trazido para a Nação?

  2. Constanza Del Piero
    terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 – 19:29 hs

    Vergonha! – Deviam colocar tudo na cadeia, depois fazer uma depuração, um a um.
    Sobraria muito pouco que prestasse pralguma coisa! – Numa malha mais fina, mais apurada, talvez nenhum!

  3. terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 – 19:34 hs

    O Brasil,viveu,a ditadura Vargas,Militar,mas esta vivendo a pior ditadura de todos os Tempos.DITADURA DO CONGRESSO!, Fernado Henrique,se reelegeu,comprando os congressistas,Lula através do mensalão,conseguiu,administrar,mas sacrificando muitos companheiros,que vao para a cadeira.O CONGRESSO MAIS CARO DO MUNDO. Vamos ter que aturar tanta vergonha???,Devemos iniciar urgente uma CAMPANHA, nao reeleja nenhum destes parlamentares, cadeia para eles urgente,vamos começar urgente uma campanha NACIONAL,para eliminar este CANCRO BRASILEIRO!!!!!!L

  4. terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 – 19:42 hs

    foda-se nós, somos otários mesmo !

  5. loop
    terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 – 20:12 hs

    É preciso in line, uma manifestação maciça do povo, para atrelar o fabuloso ganho dos políticos ao salário mínimo. Que cada classe ganhe tantos salários mínimos.

  6. Trabalhador
    terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 – 20:50 hs

    Sei que alguns deputados passam por aqui, gostaria então de perguntar:
    Vocês conseguem por a cabeça no travesseiro e dormir à noite? Dormir que eu falo, o sono dos justos, sem remédio, sono bom…
    Com os 8,5 bilhões que custa o congresso para o país por ano daria para dar leite para mais de 18 milhões de crianças durante os 365 dias do ano, uma quantidade generosa para cada uma, 750 ml, e considerando o preço do leite no varejo. Esse quantidade de leite seria suficiente para alimentar todas as crianças do semi-árido brasileiro e ainda sobraria para enviar à outras regiões.
    Todo dia tem gente criticando o governo nesse blog por causa do programa bolsa família…Antes para o povo que para esse bando de gente folgada. O pior é que, além de tudo, boa parte é corrupta, não gosta de trabalhar, ganha a vida no mole, tem parlamentar criminoso.
    Como pode haver gente sem um pingo de vergonha na cara. Gente ruim, da pior espécie…

  7. juca tomaz
    quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 – 1:00 hs

    Um contista-cronista já disse, lá por meados do século passado que “os deputados e senadores são inúteis e comem demais’; alguma dúvida?
    Pois é, mas quando geisel fechou a baiúca das conchas a grita foi geral. mas a economia foi grande.
    em resumo: quem legisla é o executivo c0om medidas provisórias e o stj com seu peculiar viés, então é melhor que fechem as duas casas, falta não farão…

  8. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 – 9:18 hs

    -Em comparação com os americanos, pagamos um alto preço por praticamente nenhum resultado comprovado.
    -Para termos uma pequena comparação, todo o PIB que o Brasil produz equivale ao PIB do estado da Califórnia!!!
    -Então possuímos congressistas extremamente caros pelo que produzem e pelo resultado que apresentam.
    -No governo do Médici, havia muitas cassações de políticos comprovadamente corruptos e hoje????
    -Falam que a Ditadura Militar foi um grande erro, será???

  9. Luiz
    quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 – 10:34 hs

    Pelo pensamento do governo petista, tudo que é caro e ineficiente deverá ser privatizado, portanto, quando vão abrir as licitações para a concessão do Congresso à iniciativa privada?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*