'Prometo incondicional obediência e reverência ao futuro Papa' | Fábio Campana

‘Prometo incondicional obediência e reverência ao futuro Papa’

De O Globo:

RIO – No último dia como chefe da Igreja, o Papa Bento XVI se reuniu com cerca de cem cardeais para cumprimentá-los, receber homenagens e participar do tradicional ritual de “beija-mão”. Foi uma despedida emocionada na Sala Clementina, na qual Bento XVI reconheceu que entre os presentes “está o futuro Papa”, ao qual ele prometeu sua incondicional obediência, desejando que o escolhido seja iluminado para guiar a Santa Sé. No final da tarde desta quinta-feira (início da tarde no Brasil), o religioso se despede da liderança da Igreja Católica e parte de helicóptero para a residência de verão, em Castelgandolfo. No evento desta manhã, ele conversou com os religiosos, sorriu em vários momentos e prometeu estar perto em oração, principalmente durante o processo de escolha de seu sucessor.

– Continuarei com vocês nos próximos dias. Antes de saudá-los pessoalmente, desejo dizer que continuarei próximo em oração, especialmente nos próximos dias, para que vocês sejam plenamente dóceis à ação do Espírito Santo na eleição do novo Papa. Que o Senhor vos mostre quem Ele quer. Entre vós, entre o Colégio dos Cardeais, está também o futuro Papa, ao qual já hoje prometo a minha incondicionada reverência e obediência – afirmou Bento XVI.

Leia mais em ‘Prometo minha incondicional obediência e reverência ao futuro Papa‘.


3 comentários

  1. TRABALHADOR
    quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 – 12:28 hs

    Com todo o respeito ex-Vossa Santidade, agora o sr. está em pecado, porque se divorciou do papado. Foi ele que disse: “Não separe, pois, o homem o que Deus uniu”. Fosse eu desistia e tocava o barco em frente. Tem um ditado aqui no Brasil que diz: “pra que tá c….o, um p…o a mais, um p…o a menos, não faz diferença.

  2. Carlos Bahia
    quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 – 12:46 hs

    IMPÉRIO ROMANO
    A mídia brasileira exibiu com abundância toda a movimentação dos bastidores do Vaticano.
    O que mais me chamou atenção foi o ritual dos cerimoniais. A pomposidade, o luxo e requinte dos palácios romanos. Tudo nos remete ao império romanos, uma viagem no tempo, como se ressuscitássemos a história. No ponto de vista da arte e da história é encantador chega encher os olhos dos cultos e também dos mais emocionais.
    Tudo remete ao século XV no período dos reis absolutistas: papas, cardeais, bispos, padres, pode se fazer analogia com a monarquia: reis, condes, viscondes, barões e duques. E por incrível que pareca, a igreja tem a sua organização politica no mesmo moldes do Império Romano, com províncias espalhada por todo o mundo.
    A igreja Romana é uma lenda viva!

  3. Reinoldo Hey
    quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 – 19:31 hs

    ANOTE AÍ:

    Angelo Scola, o novo Papa, será Papa Pedro II (PETRUS ll).

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*