Policiais recuperam parte dos tablets roubados da Secretaria de Educação | Fábio Campana

Policiais recuperam parte dos tablets roubados da Secretaria de Educação

Da Agência Estadual de Notícias:

Policiais da delegacia de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), recuperaram parte dos cerca de 500 tablets roubados de um depósito da Secretaria de Estado da Educação, em 25 de janeiro, no Cajuru, em Curitiba. Os 31 equipamentos recuperados foram jogados no quintal de uma casa, durante perseguição a suspeitos.

A polícia tentou abordar um veículo, por volta das 18h de sexta-feira (8), no bairro Borda do Campo. “Na fuga os ocupantes do carro jogaram os equipamentos no quintal de uma casa. O morador nos chamou e constatamos que eram os tabletes roubados”, afirmou o delegado-adjunto da delegacia de São José dos Pinhais, Guilherme Rangel.

Ele explicou que como a investigação do roubo dos tablets está com a Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), os detalhes foram passados à especializada, que segue na busca pelo outros equipamentos e pelos responsáveis pelo assalto.

INSERVÍVEIS – O equipamento foi desenvolvido pela Positivo Informática para o uso exclusivo dos professores da rede estadual e, sem a senha, não serve para nada. Os tablets têm as costas amarelas com a marca do Ministério da Educação gravada em baixo relevo na parte inferior. Todos os equipamentos possuem uma capa protetora de silicone também amarela. “Se mais alguém encontrar ou tiver notícia de que está sendo vendido um tablet amarelo, com estas características, deve entrar em contato com a Polícia Civil”, disse o delegado Rangel.

A pessoa que for pega com um dos tablets roubados pode ser indiciada por receptação. “Por isso é importante fazer como o morador de Borda do Campo, que nos procurou assim que viu os aparelhos em seu quintal”, afirmou.


Um comentário

  1. Valéria Prochmann
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 3:45 hs

    Quando dirigi a Biblioteca Pública mandei gravar a expressão “patrimônio público estadual – este bem não pode ser vendido” nos aparelhos de fax, videocassete e outros equipamentos doados pela Receita Federal, anunciando abertamente a medida. Só assim consegui inibir os furtos. Sugiro que a SEED faça o mesmo nos tablets.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*