Petrobras vale na Bolsa 65% de seu patrimônio, menor nível desde 1999 | Fábio Campana

Petrobras vale na Bolsa 65% de seu patrimônio, menor nível desde 1999

Da Folha de S.Paulo:

As recentes quedas no valor das ações da Petrobras fez com que o valor de mercado da companhia voltasse ao nível de 2009 e atingisse apenas 65,5% do seu patrimônio, segundo levantamento da Economatica divulgado nesta quarta-feira (6).

O valor de mercado atual da petrolífera brasileira é R$ 224,8 bilhões, mesmo nível de 20 de janeiro de 2009 –antes da descoberta do pré-sal.

Como o patrimônio líquido da companhia é de R$ 343,1 bilhões, significa que o mercado está pagando nas ações da empresa dois terços do valor de seu patrimônio.

Essa relação entre patrimônio e valor de mercado é a mais baixa desde 3 de março de 1999 –quando ficou em 61,1%, segundo a Economatica.

A queda dos últimos meses tem ocorrido devido à desconfiança do investidor com o desempenho econômico da estatal.

Na segunda, a Petrobras divulgou seu balanço anual, que mostrou uma queda de 36% do seu lucro líquido em 2012 na comparação com o ano anterior.

O resultado foi afetado principalmente pela importação de combustível –porque os preços são congelados no Brasil, e a companhia tem de comprar o derivado no mercado internacional e vendê-lo mais barato no mercado doméstico–, pela desvalorização cambial e pela queda na produção de petróleo.

Desde que atingiu seu maior valor de mercado, em 8 de março de 2011 (R$ 413,3 bilhões), esse valor já despencou R$ 188,5 bilhões.

Atualmente, a Petrobras é a segunda maior empresa brasileira de capital aberto por valor de mercado. A primeira é a Ambev e a terceira, a Vale.


8 comentários

  1. TRABALHADOR
    quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 – 9:02 hs

    Talvez seja porque esse tal de “Pré-sal” esteja demorando demais para acontecer e os investidores prefiram coisas mais concretas. Esse é o problema das estatais brasileiras, transformam-se em cabides de emprego e fiquem obesas e não conseguem andar com a velocidade necessária. Por que não privatizá-la? Nos EUA eles não tem estatal pública de petróleo e o preço da gasolina ao consumidor é menor, e eles nem misturam alcool…Pra mim essa matéria nada mais é que uma tentativa de justificar o aumento dos combustíveis frente a opinião pública.

  2. quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 – 10:20 hs

    Mas qual o motivo da “queda na produção” ?.

    O mulusculo contabilizou o pré-sal com “ativos”, mas é técnicamente inatingível, ou seja “existe mas não pode ser tocado”.
    A propósito, não eramos “alto suficientes” na produção de petróleo? Porque no Paraguay a gasolina é mais barata, eles são “grandes produtores”??

  3. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 – 10:27 hs

    Um dia, a Petrobrás era nossa, do povo, pensávamos, aliás.

    Agora, transformou-se num braço político do lulopetismo.

    Não se trata apenas dum cabide, mas daquele pau que atravessa a parte alta do guarda-roupas e no qual se penduram dezenas deles.

    Enquanto vesgos lascam sorvetes nas próprias testas, detonando os constantes aumentos dos combustíveis no governo efeagácê e endeusando o seu governo pela demora desse recente, numa estúpida intervenção estatal, a empresa comprava mais caro prá vender mais barato prá sustentar a frota que multiplicou-se várias vezes, às custas do arreganhamento do crédito e da desoneração do IPI que fhodheram estados e municípios.

    Não basta corrigir os erros cometidos pelos leigos apadrinhados que dirigiram a empresa por tantos anos e que se cegaram diante das regras do mercado, colocando lá uma técnica competente, reconheça-se como a senhora Graça Foster, mas submissa às ordens abestalhadas que partem lá de Brasília, ou melhor, duma sala do Instituto Lula, em São Paulo.

  4. HENRY
    quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 – 10:46 hs

    O pt “partido do trambique, RECHEADO DE corruPTos, CONSEGUE TUDO O QUE DE RUIM PARA ESTE PAÍS. ATÉ ACABAR COM UM DOS MAIORES PATRIMÔNIOS DA NAÇÃO. PIOR QUE TEM MUITOS IGNORANTES QUE AINDA APOIAM E VOTAM NESTES TRASTES.

  5. Sergio R.
    quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 – 11:57 hs

    Isso que é gestão de resultados… negativos.

  6. Odorico
    quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 – 16:11 hs

    Depois que a petrobras virou moeda política dos mensaleiros a coisa começou a desandar. Lembro quando o Pai do mensalão chegou a baixar o preço dos combustiveis só para garantir a reeleição,agora a bomba esta estourando na mão do seu poste.
    Mas e aquela conversa das riquesas do presal,patrimoneo do povo…autosuficiência em petroleo???kkkkkkkkkkkkkk

  7. sergio silvestre
    sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 – 9:25 hs

    Ué,o FHC queria vender a petrobras por 17 bilhões.Dinheiro este que iria sumir com os privatas do caribe,1-2

  8. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 – 9:30 hs

    -Na minha modesta opinião, a Petrobrás deveria ser privatizada há muito tempo atrás. Porém, para a classa política, onde muitos políticos são “pendurados em cargos do quadro da Petrobrás” como conselheiros, diretores, é extremamente útil….enquanto isso a gasolina só sobe, é uma das mais caras e piores do mundo….mas tudo bem…o povão nem quer saber…..”cabeu” no salarinho, tá valendo!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*