Paraná terá 25 mil vagas em cursos de qualificação | Fábio Campana

Paraná terá 25 mil vagas em cursos de qualificação

Um acordo firmado entre a Secretaria Estadual do Trabalho, Família e Desenvolvimento Social, Secretaria municipal do Trabalho e instituições ofertantes, dos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), vão ampliar a oferta de cursos no estado, que deve chegar a 25 mil vagas em 2013.

“Nossos esforços continuam concentrados para que mais trabalhadores consigam sua autonomia profissional e econômica, porém, é necessário diminuirmos a burocracia e as dificuldades na execução desse programa”, disse o secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli.

Romanelli acrescentou que o Paraná mantém uma economia aquecida, e o reflexo disso é a geração de empregos. “Somente na Agência do Trabalhador de Curitiba são mais de seis mil vagas de trabalho, no estado esse número ultrapassa 20 mil”.


3 comentários

  1. TRABALHADOR
    sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013 – 17:01 hs

    Mas tem que ofercer curso técnico mesmo, de verdade, aquele com grade e carga horária de acordo com o catálogo nacional de cursos técnicos do MEC. Daí o cara faz, pega o diploma e consegue arrumar um emprego que preste em uma empresa boa (tipo montadora de automóvel), passar em concurso público (tipo trabalhar na COPEL) e conseguir credenciamento nos conselhos da classe para exercer a profissão (tipo o CREA). Tem muita enrolação nesses cursos técnicos, o cara vai lá faz um de eletricidade, pensa que é técnico e na hora de trabalhar descobre que é só um eletricista. Tem que montar direitinho e investir bem o dinheiro…E não deviar a verba pra outra coisa, como costumam fazer com o dinheiro da educação.

  2. MARCOS ROCHA
    sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013 – 17:06 hs

    Mas esse não é o Setti que trabalha com Ratinho Junior? Ja tomou posse, eita gente boa.

  3. antonio carlos indignado
    sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013 – 19:36 hs

    O problema é convencer aquele pessoalzinho que se esconde atrás do Bolsa Família a aprender a fazer alguma coisa. Este povinho todo prefere ficar em casa a trabalhar, mesmo ganhando aquela merreca. ACarlos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*