Onda de violência atribuída a presos atinge 10 cidades de SC | Fábio Campana

Onda de violência atribuída a presos atinge 10 cidades de SC

Ônibus aparece queimado em Joinville (Pena Filho/Agência RBS/Folhapress).

De Jefferson Bertolini, Folha de S.Paulo:

Após nova madrugada de ataques, subiu para 31 o número de atentados e para 10 o total de cidades atingidas na segunda onda de violência urbana em Santa Catarina em menos de três meses.

Do início dos atentados, às 22h de quarta-feira (30) até as 13h deste sábado (2), a Polícia Militar registrou 19 veículos queimados, entre eles 14 ônibus, cinco atentados contra prédios da segurança pública, um ataque a prefeitura e seis ocorrências menores, como fogo em lixeiras. Uma pessoa ficou ferida e 14 foram detidas.

O balanço da PM divulgado às 13h deste sábado indica registros em Florianópolis (8), Balneário Camboriú (1), Itajaí (4), Jaraguá do Sul (2), Joinville (7), Criciúma (1), Gaspar (2), Camboriú (3), Palhoça (1) e Laguna (2).

Na sexta-feira (1º), o secretário estadual da Segurança Pública, Cesar Grubba, admitiu que os registros deste ano têm relação com a onda de ataques de novembro de 2012, quando a PM registrou 68 episódios violentos em 17 cidades no feriado prolongado da República.

O secretário atribuiu a autoria dos ataques a facções criminosas do Estado, entre elas o PGC (Primeiro Grupo Catarinense), formado por presos da penitenciária de São Pedro de Alcântara (30 km de Florianópolis), de onde diz ter partido a ordem para os ataques de 2012.

“Nós estamos atentos a esses grupos e preparados para um combate efetivo”, disse Grubba. Ele relacionou os atentados ao que chamou de “ação forte e efetiva da segurança contra o crime”.

O governo do Estado informou que manterá no fim de semana uma “sala de situação” para enfrentar os criminosos.

As polícias Civil e Militar não divulgaram o total de policiais envolvidos nas operações das próximas noites. Informaram apenas, pelas assessorias de imprensa, que todo o efetivo está pronto e em condições de atuar.


8 comentários

  1. domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 11:56 hs

    O caso em questão é em Santa Catarina, mas é o que ocorre em todo o Brasil com maior ou menor intensidade. Isso só vai mudar, quando “o povo” , inclusive eu, acordar de um sono profundo e lembrar em quem votou nas últimas eleições! O fato de ninguem exigir nada dos politicos do nosso congresso faz com que eles pensam que para o povo do andar de baixo está tudo bem. Algum paranaense lembra de que no Senado temos dois personagens que se revesam frequentemente? Eles, ou são Senadores lá em Brasília ou Governador aqui no Paraná e isso ha décadas! A única coisa que fazem é futrica entre partidos! Então está na hora de lembrar quem são esses personagens para mandar um para casa em 2014 e o outro em 2018! Lembrar também que essa gente não fez nada em termos de segurança a não ser mandar passar a mão na cabeça dos bandido? A vida dos trabalhadores, simplesmente não vale nada para os politicos. Os assaltantes entram na tua casa a hora que querem, fazem o que querem e ainda têm a proteção da Lei! Interessante que, para quem trabalha só tem a obrigação de pagar impostos, mesmo sofrendo todo tipo de consequência! Aliás, precisamos lembrarmos de muita coisa, inclusive, que temos direito à saúde, educação, segurança etc., lembrarmos também que quando precisamos de um procedimento de saúde temos que aguardamos no SUS (para o pessoal do interior), até sessenta dias, dependendo da complexidade. Muitas vezes temos que fazer uma vaquinha, “coleta voluntária” para pagar um exame de tomografia à uma pessoa que se encontra em desespero e obter o resultado mais rápido.Se depender do governo pode ser muito tarde, embora isso seja sua obrigação. Então trabalhadores, o nosso voto é como uma bala de prata que liquida os vampiros!!!!! Vamos tirarmos as nossas vendas e acertarmos a pontaria nestes “sugadores do povo” e nas próximas eleições eliminarmos de vez com esses politicos acomodados!!!!!!

  2. André
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 12:32 hs

    Tá feia a situação por lá. Atentados em Delegacias e sedes de policiais mostra que os bandidos estão a vontade.
    Agora, como deixaram as coisas chegarem a esse ponto. Não há como tomar medidas preventivas. Não existe inteligência na polícia. Melhor dizendo, serviços de inteligência?.
    Essa é uma situação que está se repetindo, pois há meses atrás tudo isso tinha acontecido.
    Nossos irmãos catarinenses precisar se expertar. Tá pior do que São Paulo.

  3. Henrique Júnior
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 14:05 hs

    Mete o fdp do chefe na solitária que acaba tudo, não acabam por que não querem.

  4. BRANCO
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 17:46 hs

    ANTONIO, esperar o que do SENADO, acabam de eleger para o Presidencia do Senado o RENAN CALHEIROS, VIGARISTA, LADRÃO, ETC, ETC., na rua o povo diz””””diga-me com quem andas e direis quem tu és……….PARA O SENADO PEDEMOS DIZER………””””””’diga-me quem é o presidente do senado e quem são os senadores e direi o que é o BRASIL”””””

  5. domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 18:41 hs

    O CRIME. Organizado esta mais poderoso,que nossos poderes falidos,corruptos,covardes e convenientes,só se pensa em si próprio,,povo só nas vésperas da eleições,com um abraço um acenar de mão esta tudo resolvido!!

  6. caruncho
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 20:41 hs

    NÃO SE ESPANTEM SE O PARANÁ FOR O PROXIMO ESTADO A SOFRER COM ESSES ATENTADOS

  7. Trabalhador
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 21:59 hs

    Se o governador de Santa Catarina não consegue resolver, melhor apelar pro Governo Federal…Será que eles tem o rabo preso e por isso não resolvem? Será que Santa Catarina é um estado governado por corruptos que tem o rabo preso com o crime organizado? Por Favor presidenta Dilma, intervenção em Santa Catarina Já, com exército e blindados nas ruas, com afastamento do governador, mostre que à esses bandidos que o Brasil não é governado por um bando de frouxos. Vamos salvar nossa Bela e Santa Catarina…

  8. jose c pontes
    quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 – 4:25 hs

    vejam que tudo estava indo bem, bastou que fize sem uma torturas das piores, em joniville para chegar a este ponto, para endereitar esta onda,basta o ministro da justiça vir urgente a sc, e dizer que apartir de agora vai fiscalizar o estado, e torturas cometidas, pedir copias de todos b.o contra policias, omissoes, ninguem esta acima da lei, o ser cometeu o delito tem que ser preso, criaram a lei do bafometro, voce ja ouviu dizer que um comandante esta colocando bafometros em seus subordinados, nao, acredita que aquela atitude qual cometeram no presidio com os detentos, teve exames toxicologicos para rever que nao poderiam estarem em perfeitas condiçoes, as atitudes dos mesmos eram estilos terroristas. ,a miseria atrai miseria, aonde existe casas populares para os menos favorecidos, cursos para os jovens, uma politica mal. aonde nomeiam pessoas por envolvimentos politicos, para cuidar, diretores de presidios qual nao houvem reclamaçoes precisa a imprensa mostrar para que muitos ainda continuam tentando justificarem seus erros, , peguem um policial qual alguem denuncie que nao ficaram marcados quem denunciou os mesmo, porque ao haver a denuncia deveriam serem afastado ate que acaba se as investigaçoes, a corregedoria deveriam vir disfarsadamente na casa do denunciante e ouvir as provas, para depois ouvir o policial qual acreditaria estrem inocentes justificando seus erros, e fazer a diciplina contra os mesmo,a policia , vou rapidamente contar umfato real qual vai encher voce de odio, um pai cego , tem um filho de 17 anos, nunca fumou e nem bebeu ou vive em portas de butecos, mas vai todas as noites dar amparo a sua avo uma senhora de idade, ao estar no portao viu a viatura vindo, por ter feito o proerd, sentiu seguros, ao ver ele o nome sutil jogou suas esperança fora, o vagabundo, o que faz estou aqui vendo minha vo, nao mandei falar, cala a boca, armas em punho começaram a humilha-los, bateram, outro dia o pai da vitima se deslocou ate o comando da policia reclamar, nada foi ate a delegacia registrou um boletim de ocorrencia,faz quaze um ano aguarda que tomem providencias o rapaz esta traumatizado ate o dia de hoje, o sonho de ser policia daquele jovem de ter sua farda sumiu, se revoltou ate agora espera justiça, sera que ja buscaram quantos b.o existem por torturas e abusos, invaçoes sem mandatos em sc, ate agora nenhuma pesquisas foram feitas, os proprios policias fazem o t.c notificam,quando se verem apurados so dizem preso por desacato, agora somente deus pode mudar estas historia triste de violencia, sera que nao esta na hora de rever os erros o ministerio publico sair para o presidio e ouvir o preso em silencio e apurar os fatos, muitos presidios o detento reclama para o advogado ou parentes que esta sendo vitima de torturas, outro dia vao embora e a resposta e a mesma, mal comportamento.ja esteve uma corregedoria dos presidios fazendo bafometros, e tambem fiscalizando os agentes, agora e casoo qual a policia qual nao existe torturas e nem violaçoes das leis , policia federal,porque cumpre o mandato carrega pelos braços, nao agride as vitimas, o que esta havendo em sc , e o escasos que veio a bomba explodir, ja e hora de rever os erros, gerar frente de empregos, condiçoes, para que haja oportunidades, sugiro que sejam criados uma comiçao dos direitos humanos voluntarios para fiscalizar atitudes suspeitas, e encaminhe a policia federal, precisa de uma policia comunitaria, so assim tem informaçoes privelegiadas, mas para tudo isso tem que haver humildades no policial nao se vestir uma farda acreditar que acima dele e o juiz , deve saber que acima dele o homem justo, e jesus que tudo ve, a prova dos descasos estao ai frente a frente,e agora ainda da tempo sejam justo execultem o que a leis falam,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*