Cardeais do PMDB nativo deliberam | Fábio Campana

Cardeais do PMDB
nativo deliberam

O PMDB passou o dia em conversas internas. Os deputados estaduais, agora sob o comando de Teruo kato, mais o ex-governador Orlando Pessuti, almoçaram juntos para deliberar. Um único tema na pauta: o acordo com o governador Beto Richa. A reunião vai longe. Foi interrompida por causa da sessão. Continua no final da tarde.

Há controvérsias. Enquanto Caíto Quintana não tem esperanças de grandes entendimentos, Alexandre Curi joga todas as suas fichas no apoio amplo, geral e irrestrito a Beto Richa.


Um comentário

  1. CLOVIS PENA. Um ano ou menos!
    quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 – 7:05 hs

    Cabe alertar para um aspecto muito importante para reflexão nesta nova configuração da etapa final de governo. O fator TEMPO.
    Novos secretários serão nomeados e começarão a atuar em março/2013. Os secretários que serão candidatos deverão deixar o governo, se não me engano, em abril de 2014. Cada secretário depois de assumir leva um tempo mínimo para chegar ao “ponto desejado de desempenho”, digamos, dois meses. Cada secretário que vier a se candidatar, começa a “desocupar” o mando, digamos, dois meses antes. Os principais assessores estarão com a cabeça na situação futura. Descontados os feriados e o invevitável “final de ano” entre o natal e o carnaval, observa-se, para a atual gestão, um lapso realmente útil, de aproximadamente OITO MESES.
    Em março do ano que vem será invevitável uma nova especulação em relação a nomes novos para o secretariado…… e será inevitável o burburinho sobre “diretrizes de governo” a serem anunciadas em campanha, pelos candidatos ao pleito de outubro !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*