Médico é assassinado durante assalto no Mossunguê | Fábio Campana

Médico é assassinado durante assalto no Mossunguê

Da Gazeta do Povo:

Um assalto a uma residência terminou na morte de um médico neurocirurgião na noite desta terça-feira (19), no bairro Mossunguê, em Curitiba. Paulo Carboni Junior e a família foram surpreendidos por três homens armados, que entraram na casa deles para efetuar um roubo. Segundo a Polícia Militar, os criminosos atiraram em Carboni antes de fugir.


De acordo com o titular da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba, Amarildo José Antunes, a polícia já tem alguns suspeitos. O delegado, no entanto, preferiu não dar mais detalhes para não atrapalhar as investigações. Em conversas informais com a família, o delegado apurou que o médico teria reagido ao assalto.

O crime ocorreu na Rua José Martins, por volta das 21 horas. De acordo com o setor de investigação da Delegacia de Furtos e Roubos, até o momento o crime é tratado como latrocínio – roubo seguido de morte. Os autores ainda não foram identificados.

Após os disparos, a esposa de Carboni, que também é médica, socorreu o marido. Ela levou o neurocirurgião até o Centro Municipal de Urgências Médicas do Campo Comprido (unidade 24 horas). Segundo informações da Polícia Militar, ele não resistiu e chegou sem vida ao CMUM.

Trajetória

Carboni se formou em 1982 e fez residência médica na Santa Casa de Curitiba. Em seguida, o médico fez uma especialização na Inglaterra e em 1986 começou a trabalhar nos hospitais Pequeno Príncipe e Cajuru. Nas últimas duas décadas, se dedicou exclusivamente à área pediátrica.

O médico era casado com a hematologista e oncologista Edna Carboni, que também atua no Pequeno Príncipe. Paulo Carboni deixa um filho e uma filha.

O Hospital Pequeno Príncipe informou, em nota, que a entidade recebeu com profunda tristeza a notícia do falecimento de Caboni. O médico trabalhava há mais de 20 anos no local e atualmente coordenava uma das equipes de neurocirurgia do Hospital Pequeno Príncipe.

A entidade informou ainda que “se solidariza com familiares, amigos, corpo clínico e demais profissionais que atuaram com ele. Ao longo desses mais de 20 anos Paulo Carboni sempre exerceu sua função com excelência e ética, deixando para todas as equipes um exemplo de dedicação e profissionalismo”, finaliza o documento.

Velório

O corpo de Paulo Carboni Junior é velado na Capela Vaticano – Esmeralda, na Rua Desembargador Hugo Simas, número 26, esquina com a Rua Albino Silva, bairro Alto São Francisco, próximo ao Cemitério Municipal. Às 18 horas, o corpo será cremado no Crematório Vaticano, em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba, em uma cerimônia reservada aos familiares.

< capa


29 comentários

  1. bacamarte
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 21:11 hs

    Não tem mais jeito, Pena de Morte já!

  2. sergio silvestre
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 21:37 hs

    Ex prefeito,medicos,cidadãos anonimos,só falta o Enio MORRICONE
    com a trilha sonora.Porque sicários pistoleiros já tem de monte.É SÓ BANG BANG.

  3. abdala mahua
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 22:06 hs

    Meu Deus o que está acontecendo! Um médico morto covardemente, e outro, covardemente matando! Onde estão os valores humanos, de fé e de princípios do povo brasileiro? Quem somos? porque vivemos? Este ano começou com a vida sendo posta como mercadoria descartável! Mortes por falta de segurança na boate em Santa Maria! e agora aqui, também o Saul Raiz salvo por pouco! este Dr. Paulo, doi muito! CHEGA!!!!!!!!! Todo dia repete e nada muda! Onde estão as nossas defesas! Estamos em GUERRA CIVIL e somos os alvos dos inimigos desconhecidos! O QUE VAMOS FAZER PARA REVERTER ESTAS TRAGÉDIAS!!!!!!

  4. quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 22:28 hs

    E nós pagamos impostos para ver estas noticias!!!!! Não temos para quem reclamar! O barco está à deriva! A vida das pessoas de bem não tem mais valor! O bandido entra na residencia de quem quer que seja a hora que lhe convém, faz o que quer, tortura com requinte de crueldade, leva o que quer e ainda atira no sujeito que produziu, que trabalhou, que pagou impostos e este, não tem nehum respaldo das autoridades. Nossas leis só incentivam o bandido ser mais bandido e aumentar sua quadrilha.. Estamos vivendo um caos na sociedade! Só o nosso Congresso, que faz as Leis, acham isso tudo normal, que não precisam mudar nada!
    Mas nós eleitores também temos memória curta, aliás nem temos memoria! Votamos sempre nos mesmos!

  5. Carlos Bahia
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 0:17 hs

    O crime que vitimou o Dr.Paulo Carboni Junior é mais uma violência contra a sociedade. Poucos dias o ex prefeito Saul Raiz foi baleado.
    Que saudade de Curitiba dos anos 70 em que os muros eram baixinhos, as secas eram de ripas, não havia grades nas janelas, O policial tinha um 32 na cintura e fazia ronda de fusca.
    A vida vale muito pouco ou nada para um criminoso. A certeza da impunidade tornou o assassinato algo banal. A lei é branda e paternalista para com o criminoso, a justiça é lerda e acaba por privilegiar o réu. Se tivéssemos pena de morte ou prisão perpetua para este tipo de crime, teria este jovem cometido este crime? Tá mais que na hora de mudar esta lei!

  6. BOZO
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 8:14 hs

    UMA PERDA ENORME À SOCIEDADE PARANAENSE. QUANTAS OUTRAS PERDAS TERÃO QUE OCORRER PARA QUE O GOVERNADOR FAÇA ALGO NA SEGURANÇA PÚBLICA, QUE ESTÁ UM VERDADEIRO CAOS. OS CRIMES VIOLENTOS ESTÃO ASSUSTANDO TODA A POPULAÇÃO, E NADA É FEITO. A POLÍCIA CIVIL SIMPLESMENTE NÃO EXISTE, APENAS ATUANDO EM CASOS PONTUAIS. A POLÍCIA MILITAR DESAPARECEU DAS RUAS, PRINCIPALMENTE NO PERÍODO NOTURNO. UMA VERGONHA TOTAL !!!

  7. luiz*
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 8:50 hs

    Que tristeza, um médico neurologista. Sabem o que é isso?
    Quantos anos de aperfeiçoamento profissional, para tão delicada especialidade.
    Não precissamos mais de penitenciárias, temos que colocar todas as crianças na escola, para que no futuro essas coisas deixem de acontecer.

  8. OCIMAR
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 9:29 hs

    EU NÃO ME RECORDO DE TER TANTA VIOLÊNCIA NO PAÍS ANTES DOS CORRÚ–PT–OS DAREM O GOLPE NOS TROUXAS,2002/2003,ISSO COMEÇOU MESMO,QUANDO FOI IMPLANTADO O BOLSA ESCÓRIA,BOLSA QUADRILHA,O BOLSA VAGABUNDAGEM.

  9. paulo
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 11:13 hs

    com esse desgoverno que temos no pr so pode acontecer isso ou vão quere da culpa no lula

  10. salete cesconeto de arruda
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 11:26 hs

    Aqui no Rio está bem melhor do que em Curitiba calculando pela média de pessoas e os tipos de crime.
    Que pena!
    Curitiba NUNCA MAIS será a mesma?
    Acorda Curitiba!
    Diagnóstico já!

  11. Jean Charles
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 11:27 hs

    Não chegou a ser latrocínio… suspeitíssimo, espero que investigações da Civil esclareçam o bárbaro crime!

  12. salete cesconeto de arruda
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 11:29 hs

    Aqui no Rio está bem melhor de VIVER do que em Curitiba mesmo a globo se ‘ESGUELANDO’ com suas mentiras. Calculando pela média de pessoas e os tipos de crime o Rio é um paraíso diante da nossa amada Curitiba.
    Que pena!
    Curitiba NUNCA MAIS será a mesma?
    Acorda Curitiba!
    Diagnóstico já!
    Todo mundo SABE onde está o problema.
    Ou não?!
    O que os IMPEDE DE FALAR?
    Coitada da polícia…
    Estão tão sujeitos a morrerem quanto o POVO de Curitiba.
    E pensar que tem oportunista tentando politizar a VIOLÊNCIA que vai se tornar MAIOR em poucos dias.
    Diagnóstico já!

  13. ALEXANDRE
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 11:43 hs

    nas rádios e jornais só escuta policiais e delegados dando entrevista sempre após um caso como este – cade esta turma antes deste latrocínio?
    estamos carentes de segurança pública
    um médico que estudo para salvar vidas, chega um vagabundo que nunca fez nada na vida e tira a vida
    lamentável isto e nossa polícia(segurança publica) nota zero
    meus sentimentos a família

  14. CURITIBANO ROXO
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 11:48 hs

    Parece que depois da campanha do desarmamento as coisa apenas pioraram… tá na hora das polícias agirem sem dó em cima de qualquer pessoa suspeita ou então vamos ter que fazer uma campanha de rearmamento em que qualquer cidadão de bem tenha direito ter porte de armas, talvez assim a bandidagem se intimide.

  15. joarez
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 12:00 hs

    Coitado, morrer asim dá dó, mas a impressa é uma merda, só porque é medico, cueca de seda, morador numa mansão no Mossungué, fazem este alarde, e, quantos trabalhadores com profissões mais humildes morrem dia a dia e nada se fala, impressa que nao merece credibilidade e respeito…

    Este outro que é ex-prefeito, se fosse outro idoso qualquer, não daria o “debate” em cima do são vicente…

    Alias, o fato da imprensa e demais autoridades só se “coçarem” quando um bacana se dá mal, nâo incobre a merda que é a paqsta da segurança do Governo do Estado, fora Secretario, volta pro MP, e, BETO, 2014 ta xegando, Gleici ri à toa, impóssivel nao vencer o candidato da situação rsrsrsrsrs…

  16. Dunha
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 12:36 hs

    Enquanto um cidadão desse luta, estuda e se especializa com o intuito de salvar vidas, os bandidos vagam pela cidade se especializando em destruir famílias. Lamentável.
    à família enlutada os pêsames e agradecimentos pelo serviço prestados à nossas crianças.

  17. macedo
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 13:02 hs

    mudem o legislação penal, perpétua ja

  18. quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 13:10 hs

    Não podemos mais ficar calados para tanta violencia em nossa cidade devemos nos unir e precionar o governo do estado policia militar policia civil exercito pois pagamos nossos impostos e temos o direito de sermos protegidos pela policia quando na época do exercito na rua nao havia nenhum tipo de vandalismo pois era imposta regras no cidadao que perambulava pela rua temos um efetivo que precisa ser mais reconhecido vamos nos unir e acabar com estas atrocidades em nosso país.

  19. Marcus
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 13:38 hs

    Eu conhecia o Paulo , uma excelente profissional como pessoa e médico que ajudava as famílias pobres das crianças que precisavam de complexa neurocirurgia , muitas vezes não cobrando nada dos mais necessitados. Uma perda incomparável , um homem que com certeza salvaria a vida de muitas criançinhas no decorrer de sua interrompida carreira , abreviada por um bando de miseráveis bandidos que bem provável vem de uma favela bem próxima a casa que foi invadida . Já tiveram vários casos de assalto naquele local , até a casa da filha do vice governador foi assaltada e cadê a polícia, a secretaria de segurança ??? A favela localizada próxima a R. Engenheiro Lorival está repleta de bandidos incomodando e agora matando a vizinhança. Socorro autoridades , polícia , segurança pública , aonde está o Estado Sr. Beto Richa ? Coloquem o efetivo naquela região antes de mais pessoas do bem serem mortas.
    E envio meus sentimentos a família do Paulo , esposa e os dois filhos. E que Deus ajude a superar esta dor , tendo certeza que o Paulo está ajudando outras criançinhas em outro plano espiritual.
    Marcus

  20. sergio silvestre
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 15:07 hs

    Rocimar,voce não tem focinheira ou bridão.Aviolencia de Curitiba é culpa do PT?

  21. Paula Zacarias
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 15:57 hs

    PAULO CARBONIA ELE FOI ENTREGUE A MINHA VIDA EM 92 E A VIDA DA MINHA FILHA EM 2012 ELE FOI O MÉDICO QUE NOS DEU UMA NOVA CHANCE DE VIDA COM SUAS MÃOS ABENÇOADAS POR DEUS. SEI QUE DEUS PREPAROU UM BOM LUGAR PARA VC E QUEM SABE ELE LHE DÊ UMA NOVA CHANCE TAMBÉM. DEUS ABENÇOE SUA ALMA ONDE ELE ESTIVER DESCANSANDO. SAUDADES

  22. Cajucy Cajuman
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 16:29 hs

    Do jeito que a criminalidade anda, matando mais do que em muitas guerras por aí, chegará o momento de colocar o Exército brasileiro nas ruas. E não estou falando de retrocesso político, nem da volta dos militares ao Poder.

    Mas estou falando sim, que às autoridades não estão vencendo a marginalia e ninguém mais tem sossego. Matam, mandam e desmandam e a resposta das autoridades é pífia. Sempre a mesma, estamos investigando…

    O Congresso parece que não está nem aí para a gravíssima situação da segurança pública no país. É muito papo fiado e pouca ação. A bandidagem continua dando ordem de dentro dos presídios e tudo fica do mesmo tamanho.

    Pelo menos é o que se tem visto com tanta roubalheira, assaltos e assassinatos. Santa Catarina é o melhor exemplo da atualidade: OS GOVERNOS perderam o controle!

    Se fizer uma pesquisa sobre a presença do Exército nas ruas, tenho certeza que a população aprovará. Chega de meias palavras. É preciso solução.

  23. Joao Carlos
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 16:51 hs

    Muito triste isso que esta acontecendo em nivel de Brasil e no nosso Estado lamentamos tanta violencia….Pessoas de bem sendo vitimas…

  24. quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 20:13 hs

    Enquanto houver traficante e “direitos humanos” não muda nada!

  25. Luiza
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 21:29 hs

    Considero que a região do Campo Comprido- Mossungue- é a região mais perigosa da cidade. Todo dia tema assalto por la.
    Outra região de grande violência é a Agua Verde. Não moro nestes bairros nem a pau.

  26. macedo
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 22:40 hs

    basta , perpétua já para crimes idiondos, latrocionios etc etc, inclusive para menores de 18 anos, perpétua já, projeto de iniciativa popular, perpétua já, o povo brasileiro não aguenta mais , chega de criminosos, em que nível for

  27. REGINA FARIA GOMES
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 23:48 hs

    vivemos no mesmo bairro capanema hoje Jardim botanico estudamos na mesma escola crescemos juntos no bairro e hoje pergunto onde esta o nosso sossego que tinhamos quando criança o que as autoridades fizeram com as leis que protegem nos cidadaos CURITIBANOS .pergunto Senhor GOVERNADOR ONDE ESTA A SUA PROMESSA dos modulos policiais fixos nos bairros no tempo de seu PAI FALAVA E CUMPRIA .A MAE DE PAULO SO POSSO DIZER tenho certeza que deixa um legado so de orgulho e sempre vou lembrar daquele menino alegre e estudioso e a esposa e filhos que DEUS CUIDE DE VOCES.

  28. LUCIANE- JACAREZINHO
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 – 9:17 hs

    Meus sentimentos a família, lamentável perda do Dr. Paulo,
    é nosso dever cobrar inclusão social para se evitar jovens de hoje entre para o mundo do crime!

  29. Alexandre
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 – 12:11 hs

    Que a mãe desses 3 vagabundos chorem antes das nossas

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*