ICI x Prefeitura: Curitiba pode parar? | Fábio Campana

ICI x Prefeitura:
Curitiba pode parar?

Da Joice Hasselmann:

Uma queda de braço ameaça o andamento de diversos serviços públicos em Curitiba. É uma disputa que foi travada entre o ICI, o Instituto Curitiba de Informática, que é o cérebro do município e a prefeitura, e que pode fazer a cidade parar. Vamos entender. Toda a parte de tecnologia, de software dos mais diversos órgãos da cidade é comandada pelo ICI, que cobra por isso. São cerca de R$ 10 milhões por mês. A prefeitura deixou de pagar os contratos porque a gestão de Gustavo Fruet discorda da atuação e do tamanho do poder que o ICI tem. A conta de dezembro é de R$ 20 milhões e mais um mês está vencendo. É matemática básica. Já tem fila de gente cumprindo aviso prévio. São pelo menos 80 pessoas que foram “pular carnaval” sabendo que seriam demitidas. E tem mais reflexos. Vamos entender.

Nas Unidades de Saúde já não é possível sequer imprimir documentos, nem uma simples receita médica. Os sistemas todos são controlados pelo ICI. Até as impressoras são do instituto, assim como os funcionários que dão suporte técnicos aos sistemas. Mas a situação, se não for resolvida, pode sim parar Curitiba. Só para se ter uma ideia o serviço 156, os sistemas de saúde, educação, integração do transporte, do cartão transporte, Armazém da família e muitos outros dependem das soluções do ICI para funcionar. Aliás, o 156, por exemplo, fica dentro do Instituto. O controle está lá. A questão é tão grave que o atual presidente, Renato Rodrigues, que está de um dos lados do balcão, enquanto a prefeitura está no outro, fez empréstimo usando aval pessoal para pagar os salários desse mês dos funcionários. Mas “só dessa vez”, disse o presidente. As questões são: e agora? A queda de braço vai continuar? Haverá uma ideia brilhante? Uma solução de fato será apresentada? Ou a cidade vai parar? Uma resposta precisa ser apresentada imediatamente.

A prefeitura de Curitiba deve sim ter controle dos sistemas de tecnologia que são usados na cidade, trocando em miúdos, deve ser um cliente que sabe o que quer e que sabe exigir o serviço pelo qual paga. Ponto. O que é inaceitável é esticar uma situação que parece ser uma conversa de surdos onde os interlocutores tentam berrar o tempo todo.


27 comentários

  1. Décio Guatambu
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 10:06 hs

    Cara a terceirização do “poder, não?

  2. TRABALHADOR
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 10:27 hs

    Os problemas da Prefeitura está no fato de se ter deixado tanto tempo o poder na mão de um grupo só. Esse contrato com esse ICI é algo muito estranho, porque se for buscar você não sabe como tudo começou, quem é essa gente, daonde eles apareceram, o que fazem, que é o dono, se a empresa é pública ou privada…Uma sucessão de coisa mal explicada. Esse negócio de informática é complicado, porque se você perder o domínio de seu sistema, você fica escravo do administrador do sistema…Vejam nós, pobres usuários, somos escravos da MICROSOFT, e ninguém consegue derrubar isso, nem os governos dos EUA, os Europeus, etc.

  3. Maria
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 10:38 hs

    Sabe quem mais sofre com essa queda de braço? Adivinhem…a população.
    O fato é que atualmente os serviços pelo ICI estão sendo prestados. Os funcionários estão trabalhando…inclusive, nem no período de carnaval houve recesso.
    E mais, todos trabalham com o risco de serem demitidos. Ah, isso sem falar no plano de saúde de funcionários que não está em atraso….
    O fato é: acabar com a “terceirização” para o ICI demanda um estudo de viabilidade técnica envolvendo a viabilidade técnica da Prefeitura assumir todos os serviços. Antes de questionar o ICI é preciso refletir sobre o serviço prestado e todo material humano lá empregado.

    Antes de qualquer estudo, o serviço tem que continuar e essa queda de braço tem que acabar…

    O recado é: parabéns a todos os envolvidos. Azar é nosso.

  4. Guerios
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 11:48 hs

    O prefeito tem que pagar e ponto final ! Que absurdo!

  5. Tio Quim
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 12:06 hs

    Tem questões que precisam ser enfrentadas e, evidentemente, poderão causar alguns inconvenientes. O ICI é uma delas. Os radares, outra, A tarifa de ônibus, a COTRANS, etc….Poderia aproveitar e verificar porque a tal DATAPROM é tão competente para ganhar contratos públicos. O que não pode é ser conivente com situações absurdas deixadas pelos antecessores.

  6. salete cesconeto de arruda
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 12:40 hs

    PRIVATARIA dá nisso!

  7. Joao Carlos
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 12:56 hs

    O Luciano Ducci deixou um pepino para o Gustavo o ICI…..Mas esse grupo que sempre dominou o poder em Curitiba esta com os dias contados….A nivel de Estado tambem vai haver mudancas na proxima eleicao….Aguardem…

  8. Fg
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 12:59 hs

    É a velha vanguarda do atraso, esta gente vem falando em modernizar, abrir caixas pretas e vai levar Curitiba para 20 anos atrás, à pessoas que não conseguem rumar o barco para frente e enxergar novos caminhos só conseguem andar para tras, Curitiba vai se arrepender de se entregar aos retrógados Fruets e seus companheiros PTzianos.Teremos saudades da cidade inovadora.

  9. pedro
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 13:05 hs

    complementando o comentraio da Maria estou sabendo tb que os servidores do ippuc a disposicao nao receberam VA nem tampouco complemento de slario do mes que passou , ha e o ici estã aviso de corte de luz

  10. jobalo
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 13:18 hs

    Ou o Sr Prefeito não tem conhecimento de informática , ou esta de má intenção, Hoje tudo na maioria dos serviços Públicos, esta informatizado, consultas em geral , ( médicas, juridicas, tec ) , Pelo amor de Deus Sr Prefeito, vê se toma tento e se informatize.

  11. Bruno Silva
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 14:09 hs

    Fruet está certo, tem que acabar com este teta (ICI) que a anos muitos mamam… farra com dinheiro publico, TC e MP devem nvestigar a fundo … Fruet tem um pepinão para descascar, pois trocar o pneu com o caminhão andando não vai ser fácil…

  12. Para o Tio Quim
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 14:43 hs

    A transição, causa ocorra, deve ser gradativa. Agora tocar o f..-se, não pagar ninguém e deixar que as coisa estourem, é coisa de amador ou terrorista.A população, para variar, paga o pato.

  13. Maria
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 15:05 hs

    Tudo que disse foi pq vivemos esse clima de instabilidade em casa…tenho gente da minha família que trabalha lá…
    O salário da pessoa é realmente muito baixo, mas fará falta! Até sem plano de saúde ele está.
    Essa guerra de força só gerará desgaste à Prefeitura, que não poderá (pelo menos a curto prazo) assumir tudo que o ICI faz, para os funcionários e para a população…pois o serviço está sendo prestado, mas é dúvida é: até quando???

  14. ExICI
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 15:30 hs

    O que não se comenta – por ignorância de alguns e má-fé dos Fruets e PTs e tarsos da vida – é que o ICI tomou conta naturalmente de todos os processos relevantes de TI no município, EXATAMENTE COMO FOI PENSADO PARA ATUAR: ou seja, conseguindo implantar inovações tecnológicas para Curitiba, sem precisar passar pelo INFERNO BUROCRÁTICO e pela BAIXA PRODUTIVIDADE pública. Ao acabar com este modelo, pense em uma licitação para compra de equipamentos, ou desenvolvimento de sistemas: AO TERMINAR O PROCESSO LICITATÓRIO CHEIO DE RECURSOS E PROBLEMAS JUDICIAIS – VIDE CONSÓRCIO DO LIXO, RADARES,ETC, o que está sendo adqurido estará completamente DEFASADO.
    É o começo do RETROCESSO, e o mais preocupante é que se trata de um SUCATEAMENTO LENTO E SILENCIOSO. O Sr Prefeito será herói de alguns agora, mas deixará um legado de ATRASO E DEFASAGEM TECNOLÓGICA para as próximas gerações. Daqui a poucos anos, o sucessor fatalmente terá que recriar algo muito parecido com o ICI para CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO. Quem viver, verá.

  15. fred flintstone
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 15:39 hs

    TA CERTINHO, VAMOS VOLTAR AOS TEMPOS DAS CAVERNAS!!!

    fred flintstone

  16. Luis
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 16:14 hs

    Os funcionários terceirizados, prestadores de serviço, no ICI NÃO RECEBERAM o pagamento referente ao mês de janeiro, NEM UM CENTAVO

  17. Robson
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 17:06 hs

    Me da uma dor no coração saber que a minha Cidade que sempre foi orgulho para todos esta nesta situação, estou morando em Fortaleza ha 3 anos e gostaria que aqui tivesse um ICI, quem esta ai não valoriza se tem maracutaia ou não esta não é a questão, a questão é que o Gustavo fez alianças com o PT e precisa colocar os companheiros para mamar em algum canto o problema é só politico e quem vai pagar é o Povo, ou alguém esqueceu quem foi o Deputado que mais queria ver o Lula na cadeia pelo Mensalão e hoje estão todos de braços dados abra o olho Curitiba Cidade Modelo…..

  18. terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 18:06 hs

    pois é……ao que parece o demagogo Fruet entende que vai fazer um sistema de TI funcionar com dois estagiários como desenvolvedores………é lamentável o rumo que a cidade está tomando…..de fato nos viramos pro tempo das cavernas……..

  19. alessandra
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 20:44 hs

    parece que quem manda é a maninha o fruet só diz sim sim senhora ………………………….que ponto chegamos

  20. Deutsch
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 – 20:59 hs

    Digamos que o contrato com o ICI seja rompido unilateralmente e de foram rápida. Imaginem voces o que vai ser da cidade sem seus serviços, ou voces acham que 1/2 dúzia de funcionários vão dar conta de toda área de TI da prefeitura em 2 dias?
    Se houver mudança ela deverá ser gradual, até que a prefeitura contrate centenas de novos funcionários para dar conta do recado.
    Agora, a contratação de centenas de novos funcionários não terá impacto na folha salarial da prefeitura? donde virão os recursos para tal empreita?
    Ou o Fruet é muito, mas muito burro mesmo, ou está muitíssimo mal assessorado. Ou talvez tenha aquela turminha de vagabundos do pt querendo assumir o ICI, achando que é empresa pública, para aninhar seus amiguinhos.

  21. Ane
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 9:35 hs

    O fato é que a alegação é de inconstitucionalidade na contratação do serviço do ICI. Barram os pagamentos, desconsiderando o fato de que os serviços foram prestados. A discussão é daqui pra frente, seja de novo contrato, ou então contrato nenhum, passando para a administração direta (quem sabe a tal secretaria de TI), o que na minha opinião, geraria um atraso tecnológico sem precedentes para Curitiba. Seja lá como for, os novos heróis de Curitiba, que vieram para nos salvar de todas as “maracutaias” praticadas no passado, poderiam então, partindo do princípio de inconstitucionalidade, suspender imediatamente a prestação de serviços do ICI! E por que não o fazem? Porque querem o serviço, mas não querem pagar por ele? E onde fica o Direito Constitucional dos trabalhadores de terem o seu salário garantido?
    Além do mais, a nova turma pode ser louca, mas não burra! Bastam 15 minutos sem a prestação de serviço do ICI para se instalar o CAOS na cidade inteira. Da coleta de lixo até a bilhetagem do transporte coletivo. Aliás, sem o ICI, o prefeito não sabe nem se eu já paguei o meu IPTU! Que tal então sentar e conversar como homens, e resolver essa questão sem precisar expor os funcionários (que nada tem a ver com essas picuinhas políticas)?

  22. que vergonha...
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 10:44 hs

    o que sera que vai acontecer se o ici ficar sem luz…. e sem internet……meu Deus…. a cidade entra em caos… ninguém vê isso….

  23. Professor Pardal
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 12:31 hs

    Prefeito é iso aí!Doa a quem doer…ca$$io,jacobwiski e metralhas!!!
    Anule essa imoralidade da tercerização do CPD da Prefeitura Municipal de Curitiba pelo interresse publico e denuncie ao MP,os privatizadores e os beneficiários,que devem deviolver mais de 1 bilhão ao muinicipio de Curitiba!!!

  24. Irineu
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 20:09 hs

    Terceirização cara e honerosa ao município, por quê? para que nós funcionários de carreira continuem ganhando uma merréca, onde antes era status ser funcionário público e hoje é uma vergonha, niguém pergunta a quem pertence os direitos do ICI e outras centenas de empresas que estão enfiadas no serviço público.

  25. alessandra
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 – 22:52 hs

    Professor Pardal com todo respeito mais kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  26. Yan
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 – 21:21 hs

    Estranha toda esta discussão. As pessoas não sabem o quanto custa informatizar e projetar uma cidade como Curitiba ao ponto de ela ser considerada a CIDADE MAIS DIGITAL do Brasil,premio este que me orgulho como funcionario publico da area de TI do municipio e trabalhando a 25 anos dentro da PMC em ter contribuindo, ah o problema é não saber o que o ICI faz, facil olhe para fora de sua casa veja os sistemas que controlam OBRAS, que controlam a area de vigilancia via cameras nas ruas, controlam o acesso aos postos de saude, as escolas que permitem que o contribuinte via internet acompanhem os seus pedidos a PMC , os sistemas que controlam as licitaçoes, os repasses de verbas federais e estaduais ao municipio e ainda controlam o repasse de informações ao TC-PR , a Camara aos orgãos governamentais, Custa 10 milhoes por mes?? custa mas tente fazer melhor e com a velocidade que o ICI faz , e os contratos de parceria que a PMC de Curitiba tem com as outras capitais em transferencia de tecnologia , isto tudo graças a essa empresa que todo mundo esta escrachando , mas peça para fazer um visita lá , vá ver de perto como as coisas são feitas , vá ver onde o seu $$$ esta sendo empregado , não fique sendo escravo da midia , indo atras de caça noticias como estamos vendo hoje, por que jornalista responsavel já foi la ver de perto , ja foi la conversar com os funcionarios e viu que a realidade é bem diferente do que se esta espalhando por ai…. é uma pena as pessoas acharem que com um salario de 3.000 R$ que é o salario que um profissional de TI servidor publico contratado da PMC ganha hoje possa se fazer maravilhas …um bom profissional custa muito mais que isto , um analista de sistema na iniciativa privada ganha ate 15.000 R$ enquando pelo quadro engessado do municipio essa valor cai para 1/5 por causa da tal lei de responsabilidade fiscal .

  27. Você sabia
    terça-feira, 12 de março de 2013 – 17:28 hs

    Afinal já resolveram o problema? Um relatóriozinho do TC foi enviado? Pagaram as contas?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*