Eleito, Henrique Alves desafia STF e apoia mandato de mensaleiro | Fábio Campana

Eleito, Henrique Alves desafia STF e apoia mandato de mensaleiro

Na primeira entrevista, Henrique Alves dá sinais de que pretende medir forças com os demais Poderes: ‘É o Legislativo que representa o povo’, afirma (Celso Junior/AE).

De João Domingos, Eugênia Lopes e Denise Madueño, O Estado de S. Paulo:

BRASÍLIA – Alvo de uma série de acusações e de uma ação por enriquecimento ilícito, o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) foi eleito nesta segunda-feira, 4, o novo presidente da Câmara com 271 votos, sem necessidade de segundo turno. Em seguida, defendeu que os parlamentares condenados pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento do mensalão não tenham seus mandatos automaticamente cassados, como querem os ministros da Corte.

“(O processo do mensalão) será finalizado aqui”, afirmou o peemedebista, ao ser indagado sobre de qual Poder será a palavra final. “É lógico que (a palavra final) é da Câmara”, reiterou.

Para Alves, o Poder que representa o povo brasileiro “queiram ou não queiram”, é Poder Legislativo. “Aqui só existem parlamentares abençoados pelo voto popular”, provocou em seu discurso após a eleição. O parlamentar disputou o cargo com Rose de Freitas (PMDB-ES), Julio Delgado (PSB-MG) e Chico Alencar (PSOL-RJ). Juntos, os concorrentes de Alves tiveram 223 votos.

Desde 2004, o deputado é acusado pelo Ministério Público Federal de improbidade administrativa por enriquecer ilicitamente. O caso, que corre em segredo de Justiça, teve origem em denúncia feita em 2002 por sua ex-mulher, segundo a qual ele mantinha US$ 15 milhões não declarados em paraísos fiscais.

Campanha. O deputado afirmou que durante o período da campanha para a presidência deixou clara sua posição sobre os mensaleiros. Na época, fez coro a Marco Maia (PT-RS), então presidente, e disse que caberia à Câmara decretar a perda do mandato.

Durante um período o novo presidente da Câmara chegou a revelar a companheiros que manteria os processos do STF na gaveta. Foram condenados no processo do mensalão e perderão os direitos políticos os deputados José Genoino (PT-SP), João Paulo Cunha (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT).

O novo vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), que é secretário de Comunicação do PT nacional, questionou a competência do STF para decretar a perda do mandato de parlamentares. Ele defendeu que a Câmara dê a última palavra sobre a cassação. Segundo ele, a Câmara vai ter de se manifestar sobre a situação dos deputados, passando pela Corregedoria, pelo Conselho de Ética e pelo plenário da Casa, após o fim dos recursos.

O presidente do STF, Joaquim Barbosa, que relatou o processo do mensalão, compareceu à sessão inaugural do Congresso nesta segunda. Como Alves, compôs a Mesa dos trabalhos. Ao sair, foi levado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e pelo novo presidente da Câmara, até a saída do Congresso. “Eu quero paz com o Judiciário, quero harmonia, são dois poderes distintos entre si”, minimizou Alves. Ele disse ainda que nos próximos dias fará uma visita a Barbosa.

Executivo. Alves também partiu para o enfrentamento com o Poder Executivo ao se comprometer a aprovar o Orçamento Impositivo, que obriga o governo a liberar os recursos de emendas de parlamentares. “Esta Casa (Congresso) é a mais injustiçada dos Poderes; é a mais criticada”, afirmou. Ele procurou sempre fazer um discurso para o público interno, em defesa do Parlamento.

Mandatos. Com 11 mandatos consecutivos e 42 anos de Câmara, Henrique Alves dividirá com o colega de partido Renan Calheiros (AL), eleito na sexta-feira presidente do Senado, o comando da pauta de votações do Congresso pelos próximos dois anos. À frente das duas Casas, os dois peemedebistas reforçam a posição do partido na sucessão presidencial de Dilma – o PMDB já tem a Vice-Presidência, com Michel Temer.

Líder da bancada do PMDB por seis mandatos, ele citou a lealdade ao seu partido e falou de sua história. Lembrou que está na Casa há 42 anos que conhece a Câmara profundamente. Alves falou ainda de sua trajetória política, afirmando que sua família era a mais cassada pela ditadura militar. “Sei o que tive de passar para estar aqui. Eu sei o medo que tive de superar para chegar aqui”, disse, emocionado, durante o discurso após a vitória.

Ainda em seu discurso, ele fez ressalvas às críticas da imprensa ao Congresso, que ele julga “perversas e descabidas ao trabalho parlamentar”. / COLABORARAM DÉBORA ÁLVARES e RICARDO BRITO


20 comentários

  1. celestino
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 8:20 hs

    comentar o quê de um cara desse?
    O povo brasileiro merece!

  2. Tio Quim
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 8:54 hs

    Quando vão acabar com esse circo? Até quando vamos ficar ouvindo discurso de gente tão moralmente desqualificada?

  3. tadeu rocha
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 9:05 hs

    VOU DIZER NOVAMENTE, SOU BRASILEIRO AMO MEU BRASIL, É UMA COISA DE LOUCO O QUE ACONTEÇE E NÓS BRASILEIROS ACEITAMOS ISSO,ELEITO COM A MAIORIA DOS VOTOS DOS DEPUTADOS, E COM ESSA BAGAGEM QUE ELE TEM, ISSO QUE O RIO E SAO PAULO,É CONSIDERADA AS CIDADES MAIS CARA DO MUNDO, NAO É DO BRASIL É DO MUNDO. E NÓS NAO TEMOS VERGONHA DE TUDO ISSO. OS BONS POLITICOS QUE SAO POUCOS ESSA OPORTUNIDADE ELES NAO DAM ,É ISSO QUE EU GOSTO DO BARBOSA, VAI FAZER UMA LIMPA, PARABENS,

  4. Geraldo Martins
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 9:29 hs

    Como é q o povo vai acreditar nesse país? Saiu um entra outro pior, o cara tá enrolado, denunciado mais sujo q cueca de carvoeiro e ainda acha q tá certo.

  5. Saul de Lima Brenzink
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 9:31 hs

    E nós brasileiros temos que ouvir isso de um cidadão corrupto, desprovido de moral e ética. E ainda joga para cima do povo como se nós fossemos da mesma laia desse cidadão. Nós acreditamos ainda nas instituições e estamos convictos que o Supremo Tribunal Federal fará justiça, para o bem dessa nação.

  6. Olho Vivo
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 9:34 hs

    e alguém esperava alguma coisa dierente de um canalha destes? Infelizmente é por gente assim que a política perde pessoas boas, pois quem é honesto, tem interesse em fazer política do bem e para o povo, sai logo fora porque percebe que só os maus, só os pilantras se dão bem.

    O povo brasileiro merece tudo isso que está acontecendo na política, pois são eles que elegem este tipo de safado.

    Toma povo ignorante, comemora a vitória deste cidadão agora na presidencia do Congresso Nacional!

  7. Allexia
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 9:35 hs

    Alguém sabe informar quem são os deputados que votaram neste ser desprezível?

  8. Helena
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 9:35 hs

    EXCELENTÍSSIMO SR. DR. JOAQUIM BARBOSA,MINISTRO DO STF, CADEIA NELES!!! PRECISAMOS FECHAR ESSE CONGRESSO, ISSO É UMA VERGONHA NACIONAL E MUNDIAL, NÃO DÁ PARA ENGOLIR A MAIORIA DESSE CONGRESSO!!!
    QUEM FOR HONESTO NESSE CONGRESSO MANIFESTE SEUS VOTOS, POR QUE DAÍ SABEREMOS QUAIS FORAM OS CORRUPTOS QUE VOTARAM PARA ELEGEREM OS DOIS PRESIDENTES DAS DUAS CASAS DO CONGRESSO NACIONAL, DO MESMO PARTIDO.
    COMPROVADAMENTE: “TODA A UNANIMIDADE É BURRA”

  9. ze loko
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 9:49 hs

    o brasileiro é burro mesmo!!!! sem comentarios

  10. terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 10:22 hs

    É lógico prá vc. seu retardado !

  11. Claudio
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 10:29 hs

    Se não acatar a decisão final do judiciário, o nobre deputado eleito presidente da Câmara, jogará, definitivamente, a moral e a ética no lixo…
    Ele deveria ser o primeiro a levantar a bandeira da honestidade e do respeito ao cidadão brasileiro e assim aceitaria a decisão dos juízes, que avaliaram e debateram sobre os fatos e provas apresentados que comprovaram a existência e o envolvimento de políticos no mensalão. Mas infelizmente, o povo elege pessoas que não os representam, ou seja, o eleito, representa a si mesmo, nem aos partidos aos quais são filiados eles são fiéis, pois volta e meia estão trocando de partido, dependendo da oferta.
    Precisamos de reformas na política, na tributação e na consciência dos eleitores.

  12. FUI !!!
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 11:04 hs

    É uma vergonha ter um acéfalo destes na Presidencia da Camara.
    Não sabe o que diz (como a totalidade dos políticos) e o pior é que
    a decisão do Supremo é soberana. Deixe o “babaca” continuar se
    achando…

  13. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 11:07 hs

    Passa da hora um movimento popular.

    Mas, se sente que a paciência, a tolerância do povo estão no limite.

    A indignação cresce a cada momento.

    Sei não, mas a panela de pressão está prestes a explodir!

    O espírito daquele cidadão que deu uma bengalada no Zé Dirceu está se reencarnando em escala espantosa.

    Sei não…

  14. marcos
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 11:40 hs

    O povo está anestesiado e não reage a nada. Esses políticos perderam totalmente a vergonha.
    Além do silêncio da população me causa espanto o silêncio das forças armadas. E os intelectuais vem me falar de democracia???
    Se democracia é isto que está aí eu prefiro a ditadura dos militares que pelo menos não roubavam meu dinheiro e construíam infra-estrutura e além do mais cassavam os políticos ladrões e sem vergonha.

  15. OCIMAR
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 12:14 hs

    TADEU,NESSE CONGRESSO SÓ SE SALVA O BOLSONARO,O RESTO,É RESTO.

  16. ivanowski
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 14:09 hs

    . Que injustiça que cometeram contra o ‘ povo brasileiro ‘ . Quem deveria ser ELEITO Presidente da Câmara era o DEPUTADO TIRIRICA.

    . Aí sim, haveria sintonia fina com o povão. Identidade perfeita.
    . rsrsrsrs ….

  17. caruncho
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 – 18:19 hs

    SINCERAMENTE ,EU TENHO A MAIOR SAUDADE DOS GOVERNOS MILITARES. SOCORROOOOOOO GENERAIS,ALMIRANTES E BRIGADEIROS.

  18. eu
    quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 – 9:19 hs

    Marcos!!! voce falou tudooo, o povo precisa se mobilizar!!!!!

  19. DEMOCRATA
    quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 – 13:29 hs

    O novo presidente da Câmara dos Deputados provou na entrevista que é gente da mesma laia de Dirceu e Genoíno. Não estou me precipitando e dizendo que ele já é condenado pelo simples fato de ser processado, mas ele não defenderia criminosos condenados a troco de nada, salvo se pessoalmente se enquadre entre eles.

    Em tese, o discurso de defender a última palavra pelo legislativo teria algum fundamento jurídico, mas na prática, tanto juridicamente quanto moralmente é absurda, pois se a Lei de Ficha Limpa tivesse se aplicado nas últimas eleições, muitos não estariam no Congresso hoje.

    A condenação de tantos membros do Legislativo por graves crime contra o povo brasileiro e o Estado é suficiente para lhes retirar legitimidade para o controle desejado, o contrário acarretaria sensação geral de impunidade e poderia levar à derrocada da democracia.

    Não quero o Brasil como a “nova Venezuela” da America Latina, abaixo os militares e a corrupção, viva a democracia!!

    Como cidadão, espero que todos as denúncias sejam apuradas e que os condenados, gostem ou não, sejam recolhidos ao xilindró!

  20. quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 – 15:25 hs

    Esse aí conseguiu escapar dos militares porque deve ter denunciado os outros guerrilheiros, igual o mensaleiro do PT.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*