Cerca de 60 presos fogem do 4º DP em Londrina | Fábio Campana

Cerca de 60 presos fogem do 4º DP em Londrina

De Lucas Emanuel Andrade, Bonde:

Uma fuga em massa foi registrada por volta das 18h30 deste domingo (24) no 4º Distrito Policial, na avenida Dez de Dezembro, em Londrina. Cerca de 60 dos 95 presos conseguiram escapar da carceragem.

Um grupo de cinco a seis pessoas foi até o 4º DP com a intenção de libertar o preso conhecido como Edinho, do Jardim Novo Bandeirantes, em Cambé. Eles teriam agredido a coronhadas dois agentes penitenciários e liberaram todos os presos, porém, nem todos quiseram fugir.

O bando levou ainda 12 armas do distrito e uma viatura descaracterizada.

Diversas viaturas da Polícia Militar a da Polícia Civil foram mobilizadas até o local. O helicóptero do Graer também auxiliava nas buscas. Duas ambulâncias do Siate atenderam os agentes feridos.

Até as 20h15 cerca de 26 presos já haviam sido recuperados.

(colaboração Paulo Monteiro, do jornal Nosso Dia)


6 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 – 9:48 hs

    No Paraná, para um cidadão comu, é mais seguro trancafiar-se na cadeia, pois, nas cadeias não há bandidos.

  2. Londrinense
    segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 – 9:53 hs

    Um distrito policial com capacidade para 24 presos abrigava 97, que absurdo, e não adianta dizer que é herança maldita, pois o governo do Beto ja tem mais de 2 anos, já está na reta final. Até quando??? Beto se continuar esse descaso voce não vai se reeleger, acorda……

  3. TRABALHADOR
    segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 – 10:38 hs

    Credo + 60 bandidos na rua? Somado aos 513 deputados federais, 81 senadores, 1.059 deputados estaduais, 59.500 vereadores; teremos então 61.213 bandidos andando nas ruas. Bandido, um substantivo masculino, significa entre outras coisas: “Individuo que procura prejudicar alguém”.

  4. laisa lopes
    segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 – 13:41 hs

    Esse era previsto e gracas a Deus não resultou em tragédia. O Governo do Estado realizou um teste seletivo (prova de marcar x) recrutando centenas de pessoas, sem qualquer formacão técnica ou experiência, denominando-os de AGENTE DE CADEIA, atribuindo-lhes a complexa missão de custodiar presos. Sem autorizacão para portar arma de fogo, por razões óbvias, esses inocentes estão convivendo com criminosos da mais alta periculosidade, inclusive integrante de faccões com vinculo dentro e fora dos presídios. A sociedade comeca a pagar o preco da irresponsabilidade do poder.

  5. Zangado
    segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 – 15:09 hs

    Cadê o “xoque de jestão” no sistema de carceragem?
    Parece que quem está dando curto circuito são os própríos presos …
    É o que dá somente pensar em maratona eleitoral.
    Enquanto tivermos eleições a cada dois anos e possibilidade de reeleição esqueçam governança pública.
    Não há tempo para governar, somente para fazer conjuminâncias políticas.
    Tudo mais é perfunctório.
    O resto é propaganda na mídia (com dinheiro público), mas a realidade sempre aparece e aí os responsáveis desaparecem …
    Podemos acabar com isso nas próximas eleições – basta um clic consciente na hora do voto !!!

  6. Luiz
    segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 – 18:13 hs

    Estado de Respeito…..ih,ih,ih,ih

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*