Brasil entre os países onde liberdade de imprensa corre perigo | Fábio Campana

Brasil entre os países onde liberdade de imprensa corre perigo

O Brasil se encontra, ao lado do Equador, em uma reduzida lista de dez países do mundo onde a liberdade de imprensa corre perigo, elaborada pelo Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ, na sigla em inglês).

O CPJ divulgou nesta quinta-feira em Nova York seu relatório anual “Ataques à Imprensa” no qual denuncia “um aumento sem precedentes no número de jornalistas assassinados e presos no último ano” e uma “legislação restritiva e censura estatal” que colocam em risco o jornalismo independente.

Quanto à lista de “Países em Risco”, que identifica os dez Estados do mundo onde a liberdade de imprensa enfrentou maiores perigos em 2012, o Comitê incluiu Equador, Brasil, Síria, Somália, Irã, Vietnã, Etiópia, Turquia, Paquistão e Rússia.

Para produzir a lista, o CPJ examinou seis indicadores de liberdade de imprensa: mortes, prisões, legislação restritiva, censura estatal, impunidade nos ataques contra a imprensa e quantidade de jornalistas exilados.

No caso do Brasil, o Comitê denunciou os “altos índices de assassinatos e impunidade” arraigados no país, assim como um “padrão de censura judicial”.

“Os obstáculos no Brasil são, em particular, alarmantes, dada a sua condição de líder regional e sede de uma vasta e diversa rede de meios de comunicação”, afirmou a escritora Karen Phillips no site do CPJ.

Em dezembro passado, o Comitê havia constatado a “preocupante alta” dos casos de jornalistas mortos de maneira violenta no Brasil, que registrou em 2012 quatro casos, seu maior número em mais de uma década.

Sobre o Equador, o outro país latino-americano incluído na lista, o CPJ denunciou o “uso de leis restritivas para silenciar a dissidência” por parte do governo do presidente Rafael Correa.

O relatório lembra o caso dos jornalistas Christian Zurita e Juan Carlos Calderón, autores do livro “El Gran Hermano”, sobre o suposto enriquecimento da família de Correa e considerados culpados de difamar o presidente, o que lhes custou uma milionária condenação por perdas e danos.

Embora Correa tenha posteriormente os indultado, o CPJ afirmou que o presidente equatoriano cumpriu “com sua meta de intimidar a imprensa nacional”.

Brasil e Equador também são assinalados por tentar “socavar iniciativas internacionais ou regionais a favor da liberdade de imprensa durante o ano”.

“O Equador encabeçou um esforço apoiado pelo Brasil para debilitar a capacidade da Comissão Interamericana de Direitos Humanos para intervir em casos de abuso contra a liberdade de imprensa sistemáticos ou graves”, assinala o informe.

Além disso, Brasil e Paquistão “estiveram entre o grupo de países que tentou desbaratar um plano da ONU para melhorar a segurança dos jornalistas e combater a impunidade em nível mundial”.

O CPJ é uma organização independente baseada em Nova York e que se dedica a defender a liberdade de imprensa em todo o mundo.


14 comentários

  1. olhar clínico
    quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 – 22:59 hs

    Liberdade de imprensa sim. Esculacho nas novelas NÃO !

  2. justino bonifacio martins
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 6:11 hs

    De fato no Brasil temos sérios problemas de liberdade de imprensa. A mídia – radios, jornais e televisões-, está nas mãos de meia dúzia de familias que fazem o que bem entendem; manipulam noticias e informações à serviço do capital. Quem quiser espaços tem que pagar, tem que comprar. Matérias de cunho crítico ao sistema não são divulgadas,são “censuradas”. A liberdade de imprensa não existe no país; só para os donos dos jornais, rádios e televisões e de quem os sustenta.

  3. Júnior
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 6:36 hs

    O maior paradoxo do mundo, a controvérsia mais burra da história, é o que ocorre aqui em Curitiba e no Paraná.

    A Gazeta do Povo, a RPC, enfim todo o grupo que recentemente adquiriu Estado do Paraná, Tribuna do Paraná e também o Paraná-Online, ao que tudo indica mediante polpudo aporte de empréstimos liberados com a chancela política do governo federal, ou seja, POR CAUSA DE DINHEIRO, como se estivesse à míngua de recursos, diuturnamente dá muito espaço na mídia positiva do prefeito atual, ataca o governo estadual e morre de amores pela Pre$identa da República…

    Basta ver na coluna Vida Pública, a matéria fixa e eterna enquanto o e$quema dure, “Os Passos de Dilma” onde endeusam a estratégica de sequestros e roubos a banco como se fossem atos meritórios e plenamente justificáveis…

    Amoldado financeira e jornalisticamente à pretendida Lei da Mordaça que é o sonho do PT concretizar, naturalmente com outro nome mais pomposo, este grupo jornalístico do Paraná acabou por descobrir que é melhor garantir o futuro de puxa-saquismo

  4. Coelho Ricochete
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 8:05 hs

    Mas olha só como estamos bem acompanhados, hein: Equador, Síria, Somália, Irã, Vietnã, Etiópia, Turquia, Paquistão e Rússia! E o petêzão querendo se engraçar a “regulamentar” a imprensa. Ah, VSF!

  5. TRABALHADOR
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 8:18 hs

    Mas acredito que na prática a “liberdade de imprenssa” no país nunca existiu plenamente. A remuneração dos profissionais da imprensa depende da receita do veículo, essa receita vem dos anunciantes. Quem são eles? Empresas, o próprio governo (que gasta bastante em publicidade), na verdade são os que dominam os meios de produção e o poder. Então tudo isso impõe um limite à essa “liberdade de imprensa”, o veículo com certeza não vai permitir que o jornalista “bata” com vigor quando se tratar de um anunciante seu, do seu cliente…E não tem muito o que fazer à respeito, é o sistema, a lógica capitalista. Liberdade de imprensa tem um povo com um melhor nível de educação, pois aí as pessoas com um nível melhor de cultura, passam a buscar por informações bem produzidas, por pessoas idôneas e inteligentes; aí o jornalista e o veículo passam a ter um comprometimento verdadeiro com o leitor/espectador, pois do contrário ninguém lerá, ou escutará, ou assistirá o que eles produzem. Vamos só lembrar quem é a imprensa no Brasil: 70% dela em nosso país é dominada por 6 famílias…Que liberdade de imprensa poderemos esperar ter? Claro que o projeto de controle do PT é algo absurdo, o caminho não é por aí…

  6. fiscal de realeza
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 10:06 hs

    se for jornalistas da globo e veja até que nao seria ruim pois só escrevem bobagens e falam tanto que deveriam ser presos quando misturam politicagens e politica e jornalismo globo cancer do brasil

  7. jose souza martiniano.
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 10:16 hs

    EQUADOR, VENEZUELA, IRA, CUBA, E BRASIL, VAI PARA O MESMO CAMINHO.

  8. Constanza Del Piero
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 11:17 hs

    Se algum petista mal informado tinha alguma duvida sobre as reais intenções da quadrilha no poder, é só buscar mais informações.

  9. Fui II
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 11:33 hs

    Ditadura é ditadura, seja da direita, seja da esquerda….agora que os PTralhas estão no poder estão reeditando tudo o que combateram, mas tudo não passava de falácia, pois o que eles queriam mesmo era o poder. Agora estão mostrando a que vieram. Não vamos deixar que se instale mais uma ditadura neste País.

  10. Helena
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 11:56 hs

    É se continuarmos com governos petistas, é o que vai acontecer, quem é amigo e admirador de Hugo Chávez, Fidel, Evo Moralez e etc, só vai dar nisso…brasileiros bonzinhos né!?

  11. Lee
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 12:45 hs

    Mas também, por aqui qualquer chantagista ou cabo eleitoral se auto-intitula jornalista e sai rosnando, mordendo e achacando.
    Aí morre e diz que foi crime contra “jornalista”.

  12. salete cesconeto de arruda
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 13:42 hs

    Itália – liberdade total com Berlusconi e seu grupo de imprensa;
    Inglaterra – livre com seu Murdock e companhia;
    Estados Unidos – LIVRE com o AVAL da indústria das armas….
    Brasil – livre com o PIG – Partido da Imprensa Golpista.

    Ainda bem que temos a BLOGOSFERA com Fábio e tantos outros que não impedem comentaristas de entrarem em suas casas independente de filosofia, partido político, religião, etc. etc.

    LIBERDADE DE EXPRESSÃO é diferente de IMPRENSA dominado por 3 ou 5 famiglias.

    Que dó dos bons jornalistas!
    Que dó!

    Lembro dos mocinhos barbudos ou não – CHEIO DE SONHOS DE LIBERDADE – hoje depressivos, bebendo e morrendo precocemente… alguns até broxando literalmente e isso é muito muito muito… triste.

    Não é verdade?

    Se a cabeça do ALTO se perde a CABEÇA de baixo MORRE!

  13. Eduardo Pereira
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 18:34 hs

    Não sei se entenid bem a informação mas tinha lido em utro canto que o que corria risco eram jornalistas ,não alliberdade de imprensa .Por exemplo em goias um desafeto do governador e do cachoeira foi morto, aqui um joranalista que denunciou o pouco caso frente aos desmandos da Policia Civil teve de vazar.
    Sobre liberdade de imprensa , nunca na historia desse pais , se publicou tanta sandice com tintas de noticia.Aquela coisa do contraditorio, de comprovação da noticia, do respeito pelo leitor, foi , perdoem o termo chulo , pra privada
    Nunca a imprensa foi tão aparelhada pela (, sei la como se chama isso mas vá lá na falta de outro nome ), “oposição”(?) , a ponto do decano da decadencia , o “combalido” senador do paraná dizer na CBN que a imprensa é que era a oposição no Brasil
    Sinto muita saudades é do Pasquim. Era autentico nas criticas e na vontade de nos fazer rir , tinha paertido e não escondia de ninguem. Era pluralista no sentido amplo da palavra.Quanta saudades da Senhor , da Folha dos anos 80 .da imprensa nanica… quem não leu, é que nem não ter visto o Zico jogar…uma chance que não vão ter de novo.

  14. Helena
    sábado, 16 de fevereiro de 2013 – 17:18 hs

    Salete, você errou em seus argumentos, “redondamente” em seus comentários sobre o Brasil, é assim:
    Brasil – livre para os corruptos e ladrões das empresas e dos cofres públicos.
    Nesses países citados por vc, os corruptos estariam na CADEIA.
    Por falar nisso, onde está o criminoso italiano Batisti? que o governo de Lula e Dilma petistas deram guarida e ainda deu um empregão pelos seus crimes na Itália, para o “anginho”…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*