AIFU fecha mais 2 casas noturnas de Curitiba | Fábio Campana

AIFU fecha mais 2 casas noturnas de Curitiba

Foto: Juliano Pedrozo / Blogdajoice.com

Da Joice Hasselmann:

Mais duas casas noturnas foram fechadas em Curitiba ontem. Os estabelecimentos são da região norte da cidade e foram lacrados por falta de documentos e por não atenderem as normas de segurança do Corpo de Bombeiros. Uma terceira casa teve o som paralisado por estar muito alto, mas continuou funcionando. Foram encontrados menores no estabelecimento, que foram orientados pela FAS.

Outros três estabelecimentos foram notificados por falta de documentação, mas nenhum foi fechado, já que não foi encontrada nenhuma irregularidade que oferecesse risco.

Ontem a imprensa não pode acompanhar a mega operação da AIFU (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) em Curitiba. A Polícia Militar divulgou apenas o número de lugares visitados, mas não divulgou o nome dos estabelecimentos.


12 comentários

  1. De Castro
    sábado, 2 de fevereiro de 2013 – 12:47 hs

    Esse tipo de operação de fiscalização deveria ser uma constante, sem a necessidade de uma tragédia de proporções da que ocorreu em Santa Maria/RS, para que as autoridades do país acordassem para o problema.
    Com certeza essa “vontade” de fiscalizar vai se esgotando com o passar do tempo e tudo volta como era dantes….lamentavelmente !!!
    Esperamos que pelo menos no Paraná esse trabalho continue com a seriedade que merece e que o povo precisa…

    Outra irregularidade que as autoridades precisam combater é a VENDA DE BEBIDA ALCOÓLICA NOS POSTOS DE COMBUSTÍVEIS…ou será que vão esperar uma tragédia para depois agir…Fica o alerta…Um absurdo, tem posto de combustível em Curitiba que se transformou em “boteco”. Dezenas de pessoas bebendo e fazendo algazarra e depois entram nos carros e saem dirigindo como se isso fosse absolutamente normal !!!!!!!!!!!

  2. Palpiteiro
    sábado, 2 de fevereiro de 2013 – 15:51 hs

    A estupidez nossa de cada dia. Em vez de tornar rotina a fiscalização, em vez de agir preventivamente, em vez de agir pedagogicamente, o Brasil acha que pode resolver todos os problemas com rompantes de rigidez policial. A cada tragédia, a pantomima se repete e os fiscais saem autuando e fechando bares, restaurantes, botequins, boates, carrinhos de cachorro-quente, etc. A cada acidente provocado por bebuns, aumentam as penas e a dureza da fiscalização, de modo que um simples bombom serve de pretexto para a cadeia. O Estado brasileiro, sempre fiel às origens bananeiras, segue o rumo do Estado policial: o Estado babá, o Estado fiscal, o Estado professor de Deus. Flatulência logo dará cadeia, pois aumenta a poluição do planeta e o metano destrói o ozônio. Os especialistas nos diram o que comer, o que beber, como se vestir, como andar, como correr, como dirigir, como defecar e urinar e quantas vezes por dia será exigido. Hitler venceu, afinal, porque suas ideias estão cada vez mais presentes. Trujillo, o ditador dominicano, proibiu que os camponeses fossem à capital descalços ou de chinelos e obrigou o uso de sapatos por todos. Não estamos longe disso.

  3. antonio carlos indignado
    sábado, 2 de fevereiro de 2013 – 17:37 hs

    Estou morrendo de pena do pessoal do escritório do brilantina, devem estar trabalhando 24 horas por dia. Mas o chefe deve estar enchendo os bolsos. A desgraça de uns, dos donos de boates e inferninhos, está fazendo a felicidade do brilhantina. ACarlos

  4. caruncho
    sábado, 2 de fevereiro de 2013 – 19:31 hs

    POR QUE SERÁ QUE AS AUTORIDADES NÃO PERMITIRAM QUE A IMPRENSA ACOMPANHASSE A OPERAÇÃO ?

  5. sábado, 2 de fevereiro de 2013 – 21:04 hs

    Olha ai o local foi fiscalizado…….????? e encontrado menores no local que é inapropriado, portanto seus donos deveriam ser presos, e o local fechado e não funcionando como disse na materia, ou seja se faz de conta que fiscaliza mas não se tomam as medidas cabiveis.

  6. ZE DA BOTA
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 8:41 hs

    TEM DE FISCALIZAR AS IGREJAS, TEM IGREJAS QUE EM CULTOS AGLOMERAM ATÉ 8000 PESSOAS E AS SAÍDAS SÃO PRECÁRIAS, E OS ITENS DE SEGURANÇA ESTÃO LONGE DAS EXIGÊNCIAS DE SEGURANÇA.

  7. Bruno
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 9:19 hs

    ISTO TEM QUE SER ROTINA , POIS É OBRIGAÇÃO DO GOVERNANTES !!!
    Terá punição que liberou estas casas para estarem funcionando ?

  8. Emerson
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 10:02 hs

    Antonio Carlos, quem eh Brilhantina?

  9. MAURICIO PINA
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 15:02 hs

    Estou de acordo com todo o tipo de fiscalização que seja para melhorar a segurança das pessoas, mais que ela seja ampla e restrita, que não favoreça A OU B ainda quero saber como vai ficar os órgãos governamentais que não atende as regras e a legislação vigente, essas mesmas regras que estão sendo aplicada as casa de espetáculos e boates, o povo quer saber as escolas serão fechadas, as igrejas em barracões irregulares com uma porta só de entrada, grandes supermercados, até instituições militares, aqui no bairro do cajuru a Escola Municipal Pref Omar Sabag e um barril de pólvora dentro dos critérios estabelecido no momento esse e só um exemplo quase todos as escolas estão irregulares, mais uma vez vamos por em pratica a famosa frase, Faça o que eu digo mais não faça o que eu faço, o estado o município esses que organiza a fiscalização, estão mais irregulares do que o resto da sociedade, o que seria justo no momento e que as autoridades estabelecesse um prazo para que todo mundo se adequasse as normas incluindo os órgãos governamentais, apos isso sim poderiam jogar duro contra todos sem excesso, o difícil e isso sempre haverá privilegio a alguém.

    Qual e a moral de alguém que esta totalmente errado fiscalizar o outro.
    Quem vai a uma escola e uma criança que não tem escolha, primeiro temos que dar proteção a essa criança, que sobe em uma unica escada apertada de acesso ao segundo andar com 06 salas de aula, imagine vocês se acontecer algo.

    POR FAVOR ALGUÉM DA AIFU OU QUALQUER OUTRA AUTORIDADE ME RESPONDA.

  10. Elias Glaucio
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 15:39 hs

    Quando o assunto sair fora do noticiário,quero ver se as ações continuarão.Vale para todo Brasil,antes que condenem minha opinião.Voltaremos ao país do “jeitinho”.Anote aí!

  11. sergio silvestre
    domingo, 3 de fevereiro de 2013 – 16:45 hs

    Olha Palpteiro,foi prá mim o melhor comentário que eu li nas redes sociais até hoje.É tudo que o Brasileiro deveria repelir e ir contra.
    Acabam com a vida de certos empresarios em questão de horas.
    Isso me parece um rito sumario de decapitação.
    PARABENS!

  12. marina
    segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013 – 17:58 hs

    Palpiteiro, exatamente! Gostei de seu comentário! Porém é importante observar que a cultura de um povo leva ä extincao ou criacao de leis.
    Sempre o povo, pois é ele quem manda!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*