A quase gafe de Sarney | Fábio Campana

A quase gafe de Sarney

Do Lauro Jardim:

Casca de banana no discurso
Os assessores de José Sarney jogaram uma casca de banana para o chefe: incluíram no seu discurso de despedida o seguinte trecho: “parabenizo o novo presidente do Senado, Renan Calheiros”.

O detalhe é: Sarney leu o texto antes do início da votação e, ao perceber a gafe, pulou a frase e conseguiu esquivar-se. O erro teria passado batido – teria – se o discurso não tivesse sido enviado à imprensa.


2 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    sábado, 2 de fevereiro de 2013 – 8:06 hs

    Não se trata duma decisão apressada, sob emoção.
    De há muito a amadureço.
    A do voto nulo.
    Os bons candidatos – eles existem, que me desculpem.

  2. PEDREIRA
    sábado, 2 de fevereiro de 2013 – 11:59 hs

    A certeza do sucesso dos conchavos é tanta que essa gente já não toma mais os devidos cuidados com o que faz. E o povão, achincalhado pelo “coronéis”, rí e bate palmas!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*