Três são presos por tragédia em boate do RS | Fábio Campana

Três são presos por tragédia em boate do RS

Dono da boate Kiss foi detido no hospital. Vocalista da banda Gurizada Fandangueira, que usou o sinalizador que causou o incêndio, e outro integrante do grupo também foram presos.

Da Gazeta do Povo:

Três pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira por conta do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), na madrugada de domingo (27). Dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira – que se apresenta quando o incêndio teve início – e um dos donos da casa noturna foram encaminhados para a delegacia do município na manhã desta segunda-feira (28).

O sócio da boate Kiss foi detido em um hospital. O vocalista da banda Gurizada Fandangueira, que usou o sinalizador que causou o incêndio, e outro integrante do grupo também foram presos.

O número de mortos no incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), subiu para 236 na manhã desta segunda-feira. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal Saúde (SMS). O órgão não deu detalhes sobre a localidade ou a circunstância dos cinco últimos óbitos.

Mais cedo, o Instituto-Geral de Perícias (IGP) havia informado que 231 pessoas morreram no incêndio que ocorreu na madrugada deste domingo (27), porém, o número foi atualizado ao longo desta manhã.

Segundo a secretaria, 79 vítimas seguem internadas em hospitais de Santa Maria e 65 foram encaminhados para outras cidades do Rio Grande do Sul. Os casos mais graves foram levados para hospitais de Porto Alegre.

A dimensão da tragédia pode ter sido ampliada pelo fato de que a porta principal da boate Kiss, em Santa Maria, na região central do Rio Grande do Sul, estava trancada na hora do incêndio, de acordo com o comandante geral do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul, coronel Guido Pedroso de Melo.

Cerca de 50 vítimas do incêndio na boate Kiss devem ser enterradas no cemitério municipal da cidade nesta segunda-feira, segundo informações do jornal “Zero Hora”. Para realizar os funerais, os cemitérios de Santa Maria estão com horários e serviços diferenciados.

O Cemitério Ecumênico Municipal abriu para enterros a partir das 7h30m. As funerárias deverão revezar os enterros em intervalos de meia-hora. Durante a tarde de domingo, equipes do cemitério tiveram ajuda do Exército para a abertura de túmulos.

Ao menos 101 dos mortos eram alunos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), com base em lista anterior divulgada pelo governo estadual.

Um ato ecumênico, em homenagem às vítimas do incêndio da Boate Kiss, ocorreu a partir das 8h desta segunda-feira (29) em Santa Maria. A celebração será feita pelo arcebispo da cidade, dom Hélio Adelar Rupert, no Centro Desportivo Municipal (CDM), onde está sendo velada parte das vítimas.


9 comentários

  1. João
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 11:44 hs

    Deveriam estar detidas também as pessoas responsáveis pela fiscalização, ou pela sua falta.
    Em qualquer país minimamente sério o Governador do Estado e o Prefeito da cidade já teriam renunciado.

  2. segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 11:48 hs

    E aqueles que autorizaram o funcionamento da boate sem alvará, sem laudo do corpo de bombeiros, tambem devem ser ouvido e punidos. Aqui em Curitiba houve mortes no joquei clube em um evento, com mortes, em show de varias bandas, não tinha alvará e não tinha autorização de ninguem e assim mesmo foi realizado aquele “show”, agora ainda, acho, que ainda esta correndo processo na Justiça. Se não tem autorização para tal coisa, as Policias tem que intervir, vai ser um jogo de empurra. Falando em Curitiba, o Prefeito e o Governador deveriam baixar um ato, proibindo a abertura destas casas notunas, enquanto não fosse regularizado a documentação, 100 %, porta de escapes etc..

  3. sergio silvestre
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 12:05 hs

    Ai começam caça as bruxas,quando na verdade os donos e a banda só estavam ali porque alguem deu alguma licença ou liberou a troco de alguma coisa.Temos uma mania de toda tragédia punir empresário
    ou algum outro bode espiatório,as autoridades mandam ajuda,surfam na tragédia e ficam impunes,alguns até com dividendos politicos favoráveis.
    Tenho funcionarios que sabem manejar varios tipos de extintores,acostumados a grandes alturas,em trinta anos ,zero de acidentes,muitas vezes o aparato extra salvou a vida de alguem.
    O problema é que temos uma boa legislação,mas tudo envolve taxas altas para se pagar,quando treinamento para pequenas brigadas de incendio,projetos de segurança,etc deveriam ser gratuitos.
    Então a cada tragedia,fazem reuniões e nestas reuniões resolvem aumentar alguma taxa para o empresário,meses depois tudo cai no esquecimento e volta tudo a estaca zero,com alguem levando vantagem e fechando os olhos para os descalabrios que são estas bombas relogio.
    Deveriam estar juntos nas cadeias as autoridades,estas sim tem culpa por não cobrar o que diz a legislação,que por sinal e muito boa.

  4. VAMOS GARANTIR A SEGURANÇA .
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 13:13 hs

    SE EXISTE PROBLEMA NA EMISSÃO DE ALVARÁS (SAÚDE, BOMBEIROS, ESTRUTURAL ETC…)PARA LOCAIS QUE RECEBEM MUITAS PESSOAS COMO BARES, CASAS DE SHOW, TEATROS, BOATES E GRANDES RESTAURANTES,ETC…
    O ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO SOMENTE DEVERIA SER CONCEDIDO APOS APRESENTAÇÃO DE APÓLICE DE SEGURO COMO É O SEGURO OBRIGATÓRIO DE AUTOMÓVEIS (MAS LÓGICO NÃO NESTES MOLDES RIDÍCULOS DO DPVAT), POREM NESTE CASO O SEGURO DEVERÁ ATENDER COM CLAUSULAS DE RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL COM VALORES INDENIZATÓRIOS QUE CUBRAM TODO E QUALQUER TIPO DE PROBLEMA(MAL) CAUSADO AOS FREQUENTADORES DURANTE A PERMANÊNCIA OU EM VIRTUDE DE ALGUM FATO OCORRIDO NO PERÍODO EM QUE FREQUENTAVA A “CASA”
    ASSIM TERÍAMOS AS COMPANHIAS DE SEGURO FISCALIZANDO E CERTAMENTE NÃO IRÃO ASSEGURAR LOCAIS SEM CONDIÇÕES DE SEGURANÇA , PORQUE AÍ A RESPONSABILIDADE SERIA DELES .PODERIA ACABAR AS POSSÍVEIS CORRUPÇÕES NA EMISSÃO ALVARÁS.
    É SÓ PENSAR QUAL SERIA O MONTANTE QUE UMA COMPANHIA DE SEGUROS TERIA QUE DESEMBOLSAR NO CASO ACONTECIDO EM SANTA MARIA, SERÁ QUE ALGUMA SEGURADORA TERIA ACEITADO UM CONTRATO DE SEGURO TOTAL PARA A BOATE KISS??

  5. Zangado
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 13:14 hs

    Vamos ver que essa tragédia ainda vai ter suas consequencias de não responsabilização de todos os responsáveis – diretos ou indiretos; aqui os responsáveis do setor público.

    Uma atividade sujeita a autorização ou licença dom poder publico implica verificar se este não prevaricou.

    Só não esperemos que chegem finalmente à conclusão de que o culpado foi o sinalizador usado no local …

  6. salete cesconeto de arruda
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 13:58 hs

    Como nos NAVIOS eu proponho uma LEI que obrigue os proprietários e não apenas os TESTAS DE FERRO a serem os últimos a saírem das CASAS NOTURNAS.
    Aposto que se assim for todas terão a SEGURANÇA necessária.

  7. JULIO CESAR DE SISTI
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 14:00 hs

    Aproveita e joga a chave da sela fora!!!!!!!! Bando de irresponsávies!!! O que o cara tem na cabeça de disparar um sinalizador dentro de um ambiente fechado???? Banco de bandidos irresponsáveis!!!!

  8. SIDE
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 17:58 hs

    Demagógico e inoportuno,a prisão de empresários e artistas.É só fachada para esconder os verdadeiros culpados,coisa de terceiro mundo.Se a casa noturna funcionava é porque tinha Alvará e pagava anualmente inúmeras taxas.O maior culpado é o Poder Público que tinha o dever e o poder de fiscalizar,de prevenir e de informar aos proprietários todos procedimentos de prevenção de incêndio e de acidentes.

  9. anonimo
    terça-feira, 29 de janeiro de 2013 – 0:24 hs

    Uma bomba relogio montada e pronta pra explodir , so faltava um idiota provavelmente drogado assender o pavil ( se é que bomba relogio tem pavil )

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*