PMDB amplia gastos do Senado em 57% em 10 anos | Fábio Campana

PMDB amplia gastos do Senado em 57% em 10 anos

De Daniel Bramatti, Estadão:

José Sarney (AP, foto abaixo), Renan Calheiros (AL) e Garibaldi Alves Filho (RN), os três peemedebistas que presidiram o Senado nos últimos dez anos, deixam como legado de suas gestões um aumento real de 57% nos gastos com pessoal e uma ampliação de 741% no número de cargos comissionados, aqueles ocupados por servidores não concursados.

Sob o domínio do PMDB – partido que deve manter sua hegemonia no comando do Senado nos próximos dois anos, com a volta de Renan à presidência -, a instituição viveu ainda seu maior escândalo administrativo: a nomeação irregular de funcionários por meio de atos secretos, não publicados nos Boletins de Pessoal. O episódio ensejou inúmeras promessas não cumpridas de reformas administrativas.

A folha de pagamentos de pessoal consome anualmente R$ 2,88 bilhões. Há uma década, o custo era de pouco mais de R$ 1 bilhão – em valores corrigidos, a cifra chega a R$ 1,83 bilhão. Os números, publicados em boletim do Ministério do Planejamento, não incluem o pessoal terceirizado.

Leia mais em Sob domínio do PMDB, Senado amplia gastos com pessoal em 57% em 10 anos.


4 comentários

  1. Francisco de Assis
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 10:29 hs

    Que tal voce fazer um comparativo, com o aumento nos ultimos 10 anos, dos gastos da Assembleia Legislativa do Parana, assim teriamos uma noção de autoridades honestas

  2. Anônimo
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 10:47 hs

    Pena de morte para esses bandidos, por crime de roubo qualificado, pois parte desse salários dos afilhados retorna a eles.
    Assassinos das pessoas que morrem em portas de hospitais, enchentes mal controladas, assaltos pois não temos segurança, vitimas de drogas por não terem educação.
    Repito pena de morte já.

  3. Fui II
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 12:10 hs

    Alguém esperava alguma coisa diferente dessa corja?

  4. antonio carlos indignado
    segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 – 17:34 hs

    Não é justo dizer que o aumento extraordinário das despesas do Senado sejam culpa só do velho de guerra. Eles são sim culpa dos presidentes da casa, e foram tantos e nem todos eram do velho de guerra. ACarlos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*