Parceria irá levar ações de cidadania para as UPS | Fábio Campana

Parceria irá levar ações de cidadania para as UPS

O Governo do Estado, a Prefeitura de Curitiba e o Tribunal de Contas do Paraná vão levar ações integradas de desenvolvimento e de cidadania para as Unidades Paraná Seguro (UPS), na capital. O pacote de ações e detalhes da parceria foram tratados nesta quarta-feira (9), em reunião com o vice-governador, Flávio Arns, a secretária da Justiça e Cidadania, Maria Tereza Uille Gomes, o secretário municipal de Planejamento, Fábio Dória Scatolin, o conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná Pedro Paulo Piovesan de Farias. O termo de cooperação deve ser assinado nos próximos dias.

Para o vice-governador, Flávio Arns, a polícia tem papel fundamental na redução da criminalidade e da violência. “Precisamos de promoção de cidadania, de direitos humanos e de novas perspectivas. Desde que as UPS foram criadas, o Governo constituiu um grupo de trabalho intersecretarias, mas é fundamental que prefeituras e sociedade participem na construção de políticas públicas. O Tribunal de Contas criará o sistema de monitoramento dos resultados”, diz.

O secretário de Planejamento de Curitiba, Fábio Dória Scatolin, parabenizou o Governo pela iniciativa de trabalhar em conjunto no combate à violência. “O objetivo de todos é a população. A segurança é um problema que afeta toda a cidade em todas as instâncias”.

De acordo com o vice-governador, Flávio Arns, a ideia é estender o modelo a ser implantado em Curitiba a outras cidades com UPS instaladas. “Estamos construindo um sistema para que a cidadania seja a base da família paranaense e, como consequência, seja criada a cultura de paz no Paraná”, afirma.


3 comentários

  1. Gilberto oliveira
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 0:56 hs

    Primeiro eles tem que fazer essa tal UPS ser de valor para a comunidade…pois na vila verde por exemplo o que se vê é um policial cuidadndo de um módulo,de vez em quando vem uma viatura, e a imprensa mesmo sabe que os homicidios continuam…a população mais uma vez caiu no conto do vigário…LAMENTÁVEL

  2. Pedro Paulo Piovesan de Farias
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 10:42 hs

    Esclareço que sou Analista de Controle do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, e não Conselheiro do TCE PR, como noticiado na matéria.

  3. Luiz Celso policial
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 13:29 hs

    Parabéns !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*