Paraná envia membrana artificial a vítimas de incêndio em Santa Maria | Fábio Campana

Paraná envia membrana artificial a vítimas de incêndio em Santa Maria

Foto do mestre Orlando Kissner.

O Paraná enviou nesta quarta-feira (30/01) uma remessa de membranas regenerativas para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre para auxiliar na recuperação das vítimas do incêndio de uma boate em Santa Maria (RS), no último domingo. O material sintético substitui a pele temporariamente e facilita a cicatrização das queimaduras.

Foram enviados cerca de 300 envelopes da película, no tamanho 18×10 (maior tamanho fabricado), o que deverá atender cerca de 60 feridos. “O Estado faz a sua parte num momento tão difícil vivido pelos nossos vizinhos do sul”, disse o governador Beto Richa.

O governador entregou o material ao médico José Fernando Macedo, vice-presidente da Associação Médica Brasileira e superintendente do Departamento de Assistência à Saúde do Servidor Público do Paraná (DAS/SEAP), que levou pessoalmente a membrana para cirurgiões do HC de Porto Alegre.

“Representa uma gota num oceano de sofrimento e tristezas. Cada um tem que fazer sua parte. É o mínimo que podemos fazer”, disse Macedo. Segundo dados da Força Nacional do SUS, o número de pessoas internadas após a tragédia chegou a 143, na manhã desta quarta-feira.

MEMBRANA ARTIFICIAL – A membrana doada pelo Estado do Paraná é fabricada em Curitiba e patenteada como tecnologia paranaense, registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e na Administração de Comidas e Remédios (FDA) dos Estados Unidos.

Como um tipo de membrana artificial, o medicamento substitui a pele, diminuindo a dor e facilitando a cicatrização. “Como ela age nas circulações nervosas, ela diminui a sensação de dor e facilita a cicatrização. No caso de jovens, onde a cicatrização é mais rápida, o medicamento auxilia muito”, ressaltou Macedo.

“Vamos mostrar aos cirurgiões plásticos do HC como utilizar a membrana e auxiliá-los para que possam atender o maior número possível de vítimas”, completou o superintendente.


8 comentários

  1. Nanda
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 22:32 hs

    Muito bacana o Governador do Paraná ser tão solidário e ajudar Rio Grande do Sul, sem partidarismo . São atitudes como essas que os PTistas são incapazes de fazer por que o preconceito partidário é maior que o humanismo e jamais ajudariam um outro estado que não fosse do bando

  2. Marcelo
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 9:04 hs

    O governador não faz mais que a obrigação, na verdade está ajudando os brasileiros. Tantos os Paranaenses, como os gaúchos, são brasileiros. Aliás o pessoal do PT e do PSDB também são brasileiros. É louvável e correta a atitude do governador.
    Mas deve-se também ajudar mais os paranaenses. Meu pai morreu em 2011 e ficou meses internado no posto de saúde da prefeitura de Curitiba, porque não havia vagas nos hospitais para velhos. Na época ele estava com problemas no pulmão e dificuldade para respirar, podia ficar em casa se tivesse um aparelho para auxiliar a respirar, a prefeitura até fornece, solicitamos e ficamos esperando, esperando…Resultado, ele foi ficando no postinho, pegando infecção hospitalar, piorando, piorando…Até que morreu. Dias depois a moça da Prefeitura ligou dizendo que havia aparelho respirador disponível, meses depois da solicitação…Dái não adiantava mais. Uma vergonha, porque o número de aparelhos que a prefeitura disponibiliza é insuficiente para toda a população. Na época o prefeito era o Luciano Ducci, médico e amigo do governador, membro desse partido generoso que a moça se refere, o PSDB.

  3. lucia
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 9:09 hs

    Engraçado que a Joice da record falou tanto na pele artificial ,e nem sequer elogiou a atitude do governador .Será que Curitiba não tem nada certo só defeitos

  4. toninho
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 9:37 hs

    Mas não precisava foto para uma notícia dessas.

  5. marlene salete alquieri
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 11:23 hs

    Este é um ato de humanidade, neste momento não podemos pensar em partido politico, e sim nas pessoas que estão sofrendo nos hospitais, esperamos que o governo do paraná possa ajudar em todas as situaçãoes possiveis para salvar vidas.

  6. joao
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 11:46 hs

    esse cidadão ta fazendo moral em cima da desgraça dos outros faz bem o estilo deasse governinho

  7. sergio silvestre
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 12:26 hs

    Já perceberam como os politicos correm para resolver os problemas quando a midia martela dia e noite.
    Porque quando falta remedios de doentes do seu estado,estes as vezes morrem por isso,e eles nem se tocam.
    Será que precisa ocorrer estas tragedias para que os governos se toquem.
    Não.Eu acho que querem é aproveitar a veiculação massiça da tragedia para aparecer.

  8. Aline
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 14:28 hs

    Nanda, falou tudo, eles só sabem atacar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*