Humor ferino | Fábio Campana

Humor ferino

Corre na internet
Enquanto Lula se faz de morto, Chavez finge que está vivo.


11 comentários

  1. tadeu rocha
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 12:28 hs

    uma colocaçao espetacular, parabens quem bolou isso, é uma pura verdade, lula se fas de morto para comer cccc do coveiro

  2. sergio silvestre
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 12:48 hs

    E o AÉCIO finge que é sóbrio.

  3. justino bonifacio martins
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 13:36 hs

    Maldades da bandidagem mafiosa, preconceituosa e reacionária contra Lula e Chavez.

  4. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 14:28 hs

    Logo estarão juntos.

  5. sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 14:31 hs

    Os gastos da Presidência da República com cartões corporativos classificados como sigilosos por se tratarem de “informações estratégicas para a segurança da sociedade e do Estado” incluem compra de produtos de limpeza, sementes, material de caça e pesca e até de comida de animais domésticos. As despesas secretas do Executivo federal somaram R$ 44,5 milhões entre 2003 e 2010. O gasto preponderante no período – R$ 31,6 milhões – refere-se a despesas com hotéis e locação de carros.

    As informações constam de planilha do próprio Palácio do Planalto obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo.

    Saiba mais
    Despesa sigilosa com mudas cresceu em 2004
    O levantamento detalha pela primeira vez a natureza dessas despesas sigilosas com cartão corporativo nos dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva na Presidência. São 106 itens, incluindo comissões e corretagem, despesas com excesso de bagagem, serviços médicos, taxas de estacionamento, pedágio, material esportivo e produtos médicos.

    Os gastos foram realizados por servidores do Gabinete de Segurança Institucional, do Gabinete Pessoal do ex-presidente e ordenadores de despesa da Presidência da República.

    O levantamento revela que parte dessas despesas secretas é corriqueira e não se enquadra em informações estratégicas e de segurança.

    Auditorias do Tribunal de Contas da União (TCU) já apontavam para a irregularidade do segredo de alguns gastos com cartão corporativo. Pela legislação, cabe ao gestor regulamentar o uso da verba sigilosa. O cartão corporativo foi criado em 2001, ainda no governo FHC, exatamente para dar mais transparência aos gastos oficiais.

    Governo Dilma

    Entre janeiro e setembro do ano passado, 46,2% das despesas via cartão corporativo foram classificadas como sigilosas pelo governo. Ao todo, R$ 21,3 milhões dos R$ 46,1 milhões foram pagos secretamente via cartão corporativo. A maioria é de compras e saques da Presidência da República, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da Polícia Federal. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

  6. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 16:37 hs

    Pois é.

    Dois embusteiros.

    Aqui, a Nação aguarda não uma custosa caravana, mas uma simples coletiva para desdizer as denúncias que envolvem o ex-presidente, outrora tão falante.

    Lá, também um simples laudo duma junta médica desanuviaria toda a situação.

  7. sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 17:09 hs

    Mas por que ? se não deve nada não tem o que temer, se inocente é, pode até usar contra seus acusadores (PIG e outras invenções de salete, sergio e cia.).

  8. GASTÃO
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 18:12 hs

    ” É UM HUMOR DOS MELHORES E MAIS VERDADEIROS.
    PARABÉNS AO SEU AUTOR.

  9. Helena
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 18:28 hs

    É a tática no jogo político de esquerda, promete tudo e não faz nada! É sempre no mundo de “faz de conta”, só FINGIMENTO…e o povo só levando…

  10. cesar - umuarama
    sábado, 12 de janeiro de 2013 – 19:50 hs

    SEM COMENTÁRIO A ALGUNS COMENTÁRIOS ACIMA…QUE NADA, NADA NÃO É NADA.
    QUANTO AOS GASTOS DOS CARTÕES, É ASSIM NO MUNDO INTEIRO, E NÃO CHOREM, OS SEUS IDOLOS TAMBÉM GASTAM, E MUITO BEM, E NÃO VEM COM AQUELA QUE É DINHEIRO GANHO COM O SUOR….

  11. sergio silvestre
    domingo, 13 de janeiro de 2013 – 2:22 hs

    Autoridades tem grandes gastos,mas parece que o povo ai em cima quer que o governo viaje em lombo de jegue e more debaixo da ponte.
    Mal sabem que o FHC,mora nos jardins em São Paulo e toma vinho de 5000 reais a garrafa.Então né,foi com a sobra dos seus salarios quando presidente né,ou sobra das privatizações.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*