Gilbertinho, entre os votos de feliz 2013 e a realidade | Fábio Campana

Gilbertinho, entre os votos de feliz 2013 e a realidade

O Globo

Em um balanço de fim de ano, o ministro da Secretaria Geral da presidência, Gilberto Carvalho, ponte entre o PT lulista e a presidente Dilma, confessou que o governo ficou “perplexo” com o baixo crescimento da economia em 2012.

Na entrevista, concedida ao programa “É Notícia”, da Rede TV, Gilberto Carvalho disse, ainda, na tentativa de contrabalançar a frustração com o resultado ruim da política econômica no ano passado, que talvez a metodologia de cálculo do PIB seguida pelo IBGE não tenha captado todos os movimentos da produção.

E que, por isso, o assunto estará em pauta no governo, para se saber se a anêmica evolução do país em 2012 foi mesmo “real”. Duas impropriedades nas percepções ministeriais. Uma delas, a que, diante da febre alta, passa-se a culpar o termômetro, conhecido cacoete de governantes diante de más notícias.

A suspeita sobre os métodos de aferição do “pibinho” calculado pelo IBGE, nascida no Ministério da Fazenda, pode até fazer sentido técnico — só saberemos disso nas revisões periódicas que o IBGE faz de seus indicadores —, mas causa temores de que se possa pensar em seguir o desastroso caminho argentino de intervir politicamente na aferição de índices.

Numa visão otimista, estimulada pelo clima de Ano Novo, estamos a léguas de distância deste desastre — devido à sensatez do Planalto e ao merecido respeito técnico ao IBGE. Esperamos.

Outra impropriedade é a perplexidade revelada pelo ministro. Ora, ela não faz sentido, pois há meses analistas alertam que a política de incentivo ao consumo havia se esgotado. Os cortes de IPI para vários bens (veículos, linha branca) já tinham antecipado o consumo ao limite, e o endividamento das famílias atingira o teto.


5 comentários

  1. terça-feira, 1 de janeiro de 2013 – 15:45 hs

    O FILHO DO SATANÁS
    janeiro 1, 2013

    O FILHO DO SATANÁS
    janeiro 1, 2013

    A Globo foi contemplada com 6 milhões extra para exibir o filme mais caro já produzido no Brasil. O objetivo é melhorar a imagem política de Lula. Os sindicatos, CUT e “Movimentos Sociais” receberam ingressos gratuitamente e mesmo assim foi fracasso de bilheteria. Vendedores de CD pirata não conseguiam vender a preço de R$ 1,00.

  2. mauro ribas
    terça-feira, 1 de janeiro de 2013 – 16:00 hs

    um adendo – çonhecido cacoete de MAUS GOVERNANTES diante
    de mas noticias –

  3. Sergio R.
    terça-feira, 1 de janeiro de 2013 – 21:02 hs

    E o governo não ficou perplexo em 2010? A metodologia mudou? Ou será que aquele PIB de 2010 não foi meio estranho.

  4. Ocimar
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 10:08 hs

    TABOM PRACEIS, ESSA GLOBO É UM LIXO MESMO,ESSE FILME MULLA O FDP,FOI GASTO MILHÕES DO NOSSO DINHEIRO E TEVE UMA ARRECADAÇÃO PÍFIA,BOM QUERIAMOS O QUE,UMA HISTÓRIA MENTIROSA ,E TEM OTÁRIO QUE ATÉ HOJE ACREDITA QUE ESSE VAGABUNDO LULADRÃO FOI UM OPERÁRIO,ESSE LIXO NUNCA TRABALHOU NA VIDA É VAGABUNDO POR NATUREZA.

  5. Manoel de Souza arantes
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 14:59 hs

    ROLAMDO LERO

    EXPLICA SANTO ANDRÉ,,

    EXPLICA PT

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*