Genoino prevê ficar um ano na Câmara antes de ir para a prisão | Fábio Campana

Genoino prevê ficar um ano na Câmara antes de
ir para a prisão

O ex-presidente do PT José Genoino, condenado pela maioria do STF pelo mensalão (Sérgio Lima/Folhapress).

De Catia Seabra, Erich Decat e Felipe Seligman, Folha de S.Paulo:

Condenado a seis anos e 11 meses de prisão, o ex-presidente do PT José Genoino assume nesta semana o mandato de deputado federal com a expectativa de permanecer no mínimo um ano no cargo.

Genoino fez a previsão a petistas em meio às confraternizações de fim de ano.

Segundo aliados, Genoino não estava tão otimista até o dia 21 de dezembro, quando se cogitava a hipótese de ter prisão decretada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Mas seu humor mudou após Barbosa negar o pedido de detenção imediata dos condenados no processo do mensalão feito pela Procuradoria-Geral da República.

Na decisão, o ministro argumentou que o entendimento da corte é de apenas aplicar as punições quando o caso transitar em julgado. Genoino e demais réus ganharam então tempo extra até o início do cumprimento das penas, pois para que isso ocorra, o STF precisará ainda publicar o acórdão (resumo da decisão) e, depois, julgar todos os recursos possíveis.

Como foi condenado a uma pena inferior a oito anos, sua punição será cumprida de início em regime semiaberto.

Genoino foi eleito suplente com 92.362 votos e hoje é o primeiro da fila do PT de São Paulo por uma cadeira na Câmara de Deputados. Ele garantiu sua vaga com a eleição do ex-deputado Carlinhos Almeida para a Prefeitura de São José dos Campos (SP).

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), tinha marcado para hoje a posse dos que ocuparão as cadeiras dos deputados que se elegeram prefeitos. Mas o encarregado da diplomação, Eduardo Gomes (PSDB-TO), programou a solenidade para as 15h de amanhã.


9 comentários

  1. Manoela do Capão Raso
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 17:39 hs

    Se fosse um cidadão pobre que furtou uma galinha e tomou umas pingas a mais, ou tenha participado de uma briga de galo , já tinha levado uma no pé de orelha e já tinha tirados uns dias no xadrez.
    Assim é o tratamento da lei e da justiça, para os pobres sarafo e rico mordomia!

  2. Anônimo
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 18:40 hs

    Vagabundo. Já para a cadeia.

  3. NEVES
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 19:18 hs

    CADEIA NA BANDIDALHA PETRALHA JÁ !

  4. Luiz Simões
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 19:41 hs

    Vai roubar muuuuuuuuuiiiiiiiiiiiitttttttttttttttooooooooooooooo

  5. quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 20:11 hs

    Melhor negocio hoje a nível NACIONAL.E ROUBAR,como podem ter a cara de pau a assumir,este marginal??c

  6. Max
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 – 20:36 hs

    QUADRILHEIRO PETRALHA tomando posse, é COISA do PT

  7. NA CORDA BAMBA
    quinta-feira, 3 de janeiro de 2013 – 6:02 hs

    É uma grande vergonha as nossas leis. Um bandido condenado pelo
    STF ainda pode assumir uma cadeira como Deputado Federal !?
    Faça justiça então para o pobre “ladrão de galinha” que rouba para
    dar comida a algum filh

  8. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 3 de janeiro de 2013 – 10:28 hs

    Pesquisa assinala que a corrupção compensa.
    Vejamos: Um camarada faz um chuncho – um superfaturamento, por exemplo que lhe rende dois milhões.
    Caso seja preso, uma cana de dois.
    Quando que o dito, solto, levantaria dois mi em dois, três anos, trabalhando honestamente, mesmo ganhando o teto do serviço público?

  9. Olho Vivo
    quinta-feira, 3 de janeiro de 2013 – 14:02 hs

    Como o PT que se julgava um partido de gente séria permite que estes atos sejam praticados? Por favor seus pilantras, não sugem ainda mais o nome do partido que nasceu para ser diferente e defender o povo trabalhador, eu disse trabalhador e não ladrão.

    O PT de Lula está causando constrangimento para os PTistas sérios e honestos (que ainda habitam o partido).

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*