Dilma fará minirreforma ministerial após eleições no Congresso | Fábio Campana

Dilma fará minirreforma ministerial após eleições no Congresso

O Globo

Mal voltou de férias, a presidente Dilma Rousseff já se debruça sobre um mapa da Esplanada dos Ministérios para organizar o atendimento aos partidos aliados em 2013, ano crucial para preparar sua reeleição em 2014. As mudanças, no entanto, só devem ser implementadas após a eleição das Mesas Diretoras da Câmara e do Senado, no início de fevereiro.

Apesar do amplo favoritismo dos candidatos peemedebistas Henrique Eduardo Alves (RN), na Câmara dos Deputados, e Renan Calheiros(AL), no Senado, o governo não quer correr o risco de mudar a divisão de espaços na Esplanada e, eventualmente, ser surpreendido pela vitória de algum azarão — o que poderia obrigar o Planalto a recompor a divisão de ministérios.

Até agora, há duas mudanças tidas como certas. A primeira terá o objetivo de incorporar o PSD à Esplanada. A segunda servirá para retribuir ao deputado Gabriel Chalita e ao vice-presidente Michel Temer o apoio de ambos a Fernando Haddad na eleição do ano passado em São Paulo.


9 comentários

  1. ranciaro
    quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 – 17:45 hs

    O ex-Presidente Collor ao ler esta matéria, deve ter azia. Justamente o que ele combatia, dar benesses a corruptos em troca de se manter no poder. Sem o Senado o Executivo será que não administra? Então não existe Governo! Que Poderes são esses que a CF/88 preconizou?

    Olhar sempre a mantença do poder por senadores, deputados e partidos políticos, em detrimento da gestão do país? Cadê a Ficha Limpa?

  2. Zangado
    quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 – 20:49 hs

    Está aí mais um exemplo – o federal.

    Não há possibilidade de governança pública eficiente com eleições a cada dois anos e possibilidade de reeleição. Daí as inumeras “manobras” para abafar os fiascos governamentais (o “pibinho” e o rosário de corruptos deflagrados).

    Esse “sistema” nefasto à República transformou-se numa maratona insana em busca de cargos e mandatos públicos, tudo mais tornou-se perfunctório e a responsabilização dos agentes e governantes públicos irrealizável, quando não serôdia, na maioria dos casos.

    Tudo fica esquecido ou postergado pela sucessiva maratona eleitoral – tudo.

    Portanto, precisamos apoiar a PEC 71/2012 para unificação das eleições, conforme esclarecido abaixo em matéria do site do STF:

    PROJETOS
    PEC propõe unificação das eleições no país a partir de 2022

    Proposta de Emenda à Constituição com o objetivo de unificar as eleições no país foi apresentada no dia 19 de dezembro pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR). De acordo com a proposição, a partir de 2022 os eleitores poderão votar no mesmo dia para os cargos no Executivo (prefeito, governador, presidente da República) e no Legislativo (vereadores, senadores, deputados estaduais e federais). Hoje, são realizadas eleições a cada dois anos, alternando-se eleições municipais com eleições para cargos estaduais e federais.

    Para fazer coincidir os pleitos numa única eleição geral, realizada a cada quatro anos, vereadores e prefeitos eleitos em 2016 terão mandatos de seis anos, em vez dos quatro anos atuais, caso a proposta (PEC 71/12) seja aprovada.

    Além de diminuir os custos com o processo eleitoral, Jucá argumenta na justificativa da PEC que a unificação das eleições também garantiria maior transparência para o eleitor.

    “Os eleitores teriam acesso a um quadro mais claro da realidade política, com condições de melhor formar juízo a respeito da continuidade ou da substituição de seus representantes”, justifica o parlamentar.”

  3. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 – 23:17 hs

    Com PLENO EMPREGO Dilma pode fazer o que bem desejar para que o Brasil continue sendo bom para todos.
    Sabia que ainda tem gente pregando MEDO nos que MELHORARAM de vida Fábio?
    Querem retomar o poder PERDIDO por incompetência na base do TERROR para cima dos que estão FELIZES e VIVENDO como NUNCA ANTES NESTE PAÍS. Pois é. Pois é.
    Agora entendo porque o PIG se AGARRA no PIB e berra, berra, berra… fazendo escândalos com seus Jabores! Ainda bem que temos JORNALISTAS lúcidos que não mais caem nos golpes do PIG.
    VIVA A BLOGOSFERA.

  4. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 – 11:52 hs

    Poderia EXTINGUIR vários.

    Nem notaríamos.

    E O mantega,
    Tá prestigiado?

    Lembrando:

    Inflação de 5,84;
    Crescimento de 1%

    Somando tudo=MINISTRO INCOMPETENTE!

  5. quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 – 15:00 hs

    salete, vc. está perdida, aqui não é AVATAR .

  6. kiko
    quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 – 19:29 hs

    O Beto não está sozinho nesta parada de tentar se segurar no poder, a companheira também. Tudo pelo poder, não é mesmo Beto e Dilma? ACarlos

  7. Pedro Gunha
    quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 – 21:11 hs

    Salete vai se internar num hospital psiquiátrico, vc continua falando as mesmas asneiras. O tal do PIG está gravado na tua cachola. Vai se cata.

  8. quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 – 22:38 hs

    A SALETE ESTÁ PERDIDÍSSIMA.

  9. sergio silvestre
    sábado, 19 de janeiro de 2013 – 1:37 hs

    ONDE FICA AVATAR HENRIQUINO?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*