"Curitiba mudou de escala, para melhor", por Luciano Duccci | Fábio Campana

“Curitiba mudou de escala, para melhor”, por Luciano Duccci

O que segue são trechos do artigo publicado na edição de hoje do jornal Gazeta do Povo, assinado pelo ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci.

Há duas formas de iniciar uma gestão. A primeira é agir de imediato e implantar soluções para os desafios que se apresentam. A outra é apontar erros na gestão anterior para distrair a atenção das pessoas enquanto os resultados não aparecem. Quando assumi, em 2010, em substituição a Beto Richa, tomei o primeiro caminho. Acelerei o que estava previsto no plano de governo e busquei soluções para os novos desafios.

Foi assim, por exemplo, que nasceu o Ligeirão Azul, o maior e mais eficiente ônibus do planeta. E muitas outras soluções inovadoras vieram a partir dessa forma de pensar e agir. O Hibribus, o raio-x digital nas Unidades de Saúde 24 Horas, os três novos parques em implantação, o Hospital do Idoso, o Anel Viário Central, a nova administração regional do Tatuquara…

Ninguém faz nada sozinho. O mito do superprefeito não é nada além disso: um mito. Uma equipe ágil, criativa e competente é indispensável. Assim como é fundamental ouvir a população, o que fizemos de forma permanente nas audiências públicas. Um processo assim precisa de um líder. Aí, sim, o prefeito faz a diferença. Afinal, cidades sem problemas não precisariam de prefeito. E o grande desafio de Curitiba, hoje, é a mobilidade.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*