Com Dilma, reforma agrária cai em 2011 e tem a pior marca desde FHC | Fábio Campana

Com Dilma, reforma agrária cai em 2011 e tem a pior marca desde FHC


De Tatiana Farah, O Globo:

Com menos de 44 mil famílias assentadas em dois anos, o governo Dilma Rousseff marca forte descenso no programa de reforma agrária. Em 2011, foram assentadas 22 mil famílias, a pior marca desde o governo Fernando Henrique.

O Incra não divulga dados de 2012, mas reduziu a meta de 35 mil para 22 mil famílias a serem atendidas, apesar da demanda ser de, pelo menos, um milhão de famílias.

Segundo o Incra, nos dois primeiros anos de governo, Fernando Henrique assentou 105 mil famílias. Já o ex-presidente Lula, 117,5 mil no mesmo período de gestão.

No momento de maior crise política, entre o escândalo do mensalão, em 2005, e a campanha de 2006, Lula deu mais peso aos apelos dos movimentos sociais, assentando 263,8 mil famílias. Já o ponto mais alto de Fernando Henrique na reforma agrária foi no ano de sua reeleição, 1998, com 101 mil famílias assentadas.


8 comentários

  1. OCIMAR
    domingo, 6 de janeiro de 2013 – 16:35 hs

    ISSO É OUTRA CORJA,BANDO DE TERRORISTAS.

  2. Sergio R.
    domingo, 6 de janeiro de 2013 – 18:59 hs

    Mas afinal, em que setor a soberana foi positiva para ter aprovação? Será que foi no setor de promessas e propaganda?. Educação em baixa, economia em baixa, reformas em baixa, etc em baixa … 2013 promete.

  3. Anônimo
    domingo, 6 de janeiro de 2013 – 19:32 hs

    Ora, como a bandeira vermelha está hasteada do Palácio do Planalto, a outra, do movimento, da mesma cor, recolheu-se, pra não perder “as boquinha”.

  4. Sherlock Holmes
    domingo, 6 de janeiro de 2013 – 21:21 hs

    A razão disso é muito simples:

    Se o PT fizer a reforma agraria,
    e, emancipar os acentamentos existentes,
    para quem o PT vai prometer reforma agrária?

    Certamente perderão a massa de manobra,
    Certamente perderão os votos dessa gente,
    porque acaba a ilusão.

    Por isso não emitem os títulos definitivos
    aos produtores acentados dos inumeros acentamentos.

    Sacou a malandragem !!!

  5. NA CORDA BAMBA
    segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 – 5:32 hs

    A reforma agrária no Brasil é a pior malandragem que já existiu.
    Começou a ganhar força com a ascensão do LULA e hoje de ma-
    neira totalmente “torta” e transformou o que era a bandeira do PT em
    uma grande bomba atômica no seio do PT. Resolva !!!

  6. segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 – 9:37 hs

    Acho que há um grande equívoco na manchete. A performance de Dilma não é a pior desde FHC, mas sim, a performance do governo petista nos três últimos anos de Lula da Silva e agora de Dilma são muito piores do que o período FHC no que tange à reforma agrária. O título é injusto e tendencioso, no período FHC, este desapropriou 3.535 imóveis, ssentou 540,7 mil famílias e deixou boa parte dos terrenos desapropriados para assentamentos no início do governo Lula. Lula desapropriou apenas 1.990 imóveis, alegando, o que se tem questionado, o assentamento de 614 mil famílias com um pico em 2005 e 2006, resultado do quanto deixado pelo seu antecessor. Dilma em dois anos desapropriou aoebas 86 imóveis e assentou 45 mil famílias. O governo do PT é inferior em estatísticas a tudo que se possa comparar com FHC.

  7. TURIBULO
    segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 – 10:38 hs

    Qui nem os coronéis nordestinos!

  8. Dieter
    segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 – 18:36 hs

    Vamos esperar os defensores pra ver o que dirão. Se bem que não existe defesa possível pra toda a incompetencia da “coisa”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*