Boa nova | Fábio Campana

Boa nova

Boa nova. Vale comemorar com foguetório, bumbos e trombones. Geraldo Serathiuk enfrentou o bicho e venceu. Parada dura contra um câncer. Difícil. Dolorosa. Mas o homem foi mais forte e está pronto para voltar à primeira divisão.

No ataque.


12 comentários

  1. Noel Rocha
    quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 – 19:33 hs

    Parabéns Geraldo.
    Acompanhamos sua luta cotidiana contra algo que foge às nossas pobres mentes incultas.
    Força para agradecer ao paladar.

  2. Antunes Amaerio
    quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 – 19:55 hs

    Não sei quem é..mas parabéns pela recuperação.

  3. quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 – 20:05 hs

    Fabio, não sabia da doença. Deus é justo, pois o Geraldo é uma das figuras mais inteligente que já conheci. Fomos militantes politícos juntos na época da ditadura (mdb e pmdb jovem). Geraldo o papai do céu pediu e sei que você vai cumprir o teu papel aqui conosco. Meu grande amigo, bola para frente!!!!!!!!!!!!!!!!!! João feio. Fabio, bela notícia,,,,,,,,, continue assim.

  4. quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 – 21:52 hs

    Caboclo forjado na luta, eu sabia que ele iria vencer, saúde e paz a voce meu amigo guerreiro. A tempera que forjou este homem não existe mais consciente de sua influencia junto a outros companheiros, formador de opinião homem preparado para este e outros desafios, boas noticias para os amigos abraços guerreiro Geraldo.
    Jerry Luiz soares

  5. sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 6:29 hs

    NAO SABIA DA DOENCA MAS O GERALDO , E GUERREIRO COMPANHEIRO DA JPMDB, ESSE DA PRA DIZER E O CARA MERECE MUITO DEUS E JUSTO ABRACOS AO GERALDO

  6. Geraldo Serathiuk
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 9:17 hs

    No momento em que ao lado de minha esposa, o médico comunicou-me ter sido diagnosticado o câncer recebi o noticia em silêncio e vi meus músculos das pernas se movimentarem involuntariamente. E veio à memória o fato de aos 22 anos perder meu pai e que isso poderia acontecer também com meus filhos. Por isso depois chorei sozinho. Mas a vida não se repetiu. Meu pai, farmacêutico provisionado do exército, deixou como seu seguidor meu irmão que é bioquímico que atua na área do câncer para meu cuidar, junto com médicos que optaram por um tipo de tratamento que teve sucesso. Durante os procedimentos quimioradioterápicos extremamente dolorosos vi pessoas morrerem com o mesmo tipo de câncer, bem como, outros tendo efeitos colaterais e mazelas físicas que não tive, por terem demorado no diagnostico e no tipo de tratamento.
    Aos amigos que durante o meu tratamento rezaram, apoiaram e lembraram-se da minha histórica mania de partilhar tudo de bom que leio e assisto como minha maior qualidade, informo que volto às atividades. Pois tive a sorte de viver ao lado de pessoas que sempre me ensinaram a dividir o conhecimento como forma de retribuição e declaração de afeto e gratidão a vida.
    Outro dia assistindo uma entrevista com o Gilberto Gil falando sobre os seus 70 anos, disse: “Eu quando jovem lutei pela democracia e para transformar as pessoas e o mundo para melhor achando que isso era um mérito e uma atitude pessoal, mas hoje vejo que tudo isso não era minha qualidade. E de forma humilde concluiu: é a vida, da qual somos fruto”.

  7. Paulo Rossi
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 10:11 hs

    A melhor notícia do ano. O Geraldo é o cara!

  8. sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 10:30 hs

    Queridos Geraldo e Tere,
    eu não sabia deste infortúnio, desculpem, percebi mesmo que Geraldo havia se afastado da cena, pensei que fosse estratégico, político, jamais uma fatalidade.
    Enfim fico muito contente de te saber bem companheiro Ge! Deus abençoe teu estado de saúde, tu com teu preparo intelectual e equilíbrio emocional tens muito a contribuir ainda. Um grande abraço em ti, na Tere e nas crianças e um feliz 2013 agora com as boas novas, muita saúde, amor e paz
    com carinho
    Regina Facco

  9. Batista da Luz
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 11:38 hs

    CONHECI Geraldo como homem de confiança do Fábio no antigo Banestado. Na ASCOM. Jovem e sonhador. Começava a ganhar a força intelectual de estabelecer a perspectiva correta das coisas. Depois apareceu em algumas missões políticas. Fábio parou um pouco e Geraldo também. A última vez que o vi, disposto e em paz, foi ao lado da filha no Positivo. E só agora tenho notícias dele. Nossa torcida para que nesta nova existência, física e espiritual, o elegante Geraldo “não se irrite, sorria;
    não fira, balsamize; não condene, abençoe; não exija, sirva; melhore sempre as suas condições pessoais, pelo trabalho e pelo estudo, a fim de que você possa usufruir a nova vida que está ganhando. Sabemos que você, meu caro Geraldo, melhorou muito e prossiga sempre melhor!

  10. curitibana.
    sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 14:56 hs

    Saúde Geraldo e um feliz 2013!

  11. sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 – 17:31 hs

    Valeu amigo Geraldo. Fico feliz com sua recuperação. Saudações Ceuenses. Espero que possamos prosear em breve sobre as novas ações na política do nosso Estado.

  12. Ernesto Szpoganicz
    terça-feira, 4 de março de 2014 – 23:28 hs

    Prezado Geraldo,

    Ficamos felizes com a melhora da saúde e pela continuação de plena recuperação.

    Abraços,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*