Aécio pede que Renan desista de candidatura | Fábio Campana

Aécio pede que Renan desista de candidatura

Tucano sugere que o PMDB indique um ‘novo nome’ para presidir o Senado.

De Marcelo Portela e Isadora Peron, Estadão:

Na semana em que o Senado elegerá seu novo presidente, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) sugeriu ontem que o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), deve desistir de sua candidatura à Presidência da Casa e indicar para o cargo um nome que seja aceito por “todo o Congresso” para que seja iniciada “uma nova fase” no Senado.

“Cabe ao PMDB criar facilidades para que possamos ter um nome que agregue a todas as forças políticas do Congresso, para que o Senado inicie uma nova fase”, disse o tucano, após semanas de silêncio da oposição sobre a sucessão do Congresso.

Segundo o tucano, Renan, como líder do PMDB, seria o “maior interessado” em conduzir o partido para indicar um nome “que possa ser tranquilamente aceito por todo o Congresso e não apenas pela bancada” peemedebista. Renan é o mais cotado para substituir José Sarney (AP), que deixa o posto na sexta-feira. Ele foi presidente da Casa de 2005 a 2007 e renunciou para não ser cassado quando seu nome foi acusado de usar recursos de um lobista de empreiteira para pagar despesas pessoais.

O caso volta à tona agora que a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou denúncia contra o senador, na última sexta-feira, para investigar o caso da época. Na ocasião, Renan chegou a mostrar notas fiscais frias para justificar venda de gado e a recepção do dinheiro.

Aécio afirmou que o PSDB ainda não tem uma posição definida e que a bancada tucana se reunirá na quinta-feira para “avaliar o caminho a tomar”. Uma das possibilidades é o PSDB apoiar a candidatura de Pedro Taques (PDT-MT). Ontem, Taques criticou a indefinição dos oposicionistas sobre a sucessão no Congresso.

“Esse silêncio mostra o empobrecimento da oposição no Brasil. O Brasil é o único lugar que tem jabuticaba e que tem uma oposição que concorda com tudo que o governo faz. Por isso eu quero um debate entre os candidato à presidência da Casa. Eu quero ouvir o que o Renan Calheiros tem a dizer sobre essas denúncias”, disse ao Estado.

Além das denúncias do passado, há polêmicas recentes envolvendo Renan. Reportagem do Estado da última quarta-feira revelou que o peemedebista usou sua influência no partido e na Caixa Econômica para transformar Alagoas em uma potência nos contratos do Minha Casa, Minha Vida, favorecendo principalmente a Construtora Uchôa, que faturou mais de R$ 70 milhões em dois anos. O proprietário da construtora, Tito Uchôa é sócio do filho do senador, o deputado federal Renan Filho (PMDB-AL), em outras empresas.

Outro senado a pedir que Renan não concorra ao cargo foi Eduardo Suplicy (PT-SP). Em nota, ele sugeriu o nome do também peemedebista Pedro Simon (RS).

PSB. Além de Aécio, também o governador de Pernambuco Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, questionou a força que o PMDB terá se ocupar simultaneamente os comandos da Câmara e do Senado.

Na Câmara, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) vai concorrer com o favorito Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Apesar da candidatura do correligionário, Campos evitou expressar publicamente o apoio para não melindrar a coalizão da presidente Dilma Rousseff. Há um acordo com Planalto e o PT para que os políticos do PMDB assumam as presidências das Casas.

“Acho que a expressão que o PMDB começa a tomar nessa aliança é muito maior do que o que o PMDB representa na sociedade brasileira”, afirmou Campos em entrevista publicada pelo jornal sergipano Cinform.

“O povo é que vota e mede a aprovação do partido. O partido de Eduardo Campos não tem a dimensão do PMDB nem o peso político”, afirmou o senador Valdir Raupp (RO), presidente nacional do PMDB. / COLABORARAM ANGELA LACERDA e EUGÊNIA LOPES


10 comentários

  1. justino bonifacio martins
    terça-feira, 29 de janeiro de 2013 – 17:29 hs

    Alguém ainda acreditava nesse COLLORido?; amigo e servidor do dito cujo, hoje também senador, infelizmente!

  2. NARIZ DE FOLHA
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 0:10 hs

    O senador Requião é amigo do Sarney, e por isto vai vai votar no Renan a pedido do Sarney.

    Aqui no Paraná o Requião é um enorme Tigrão, mas lá em Bras´lia ele um ” tchú,tchú,tchúcão “.

    Esta é a marca do Requião. Aqui é um, lá ele é outro.

  3. Larissa
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 0:43 hs

    PMDB já foi um partido serio hoje esta na mesma linha dos outros ladrão para tristeza dos honesto eleger Renan calheiro presidente do senado é uma vergonha para o Pais

  4. quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 8:23 hs

    Não gosto do PSDB e muito menos do Aécio, Serra, FHC e tantos outros, mas nesta aí o Aécio tem razão, este Renan é bandido de carteirinha estes tipos de politicos deveriam serem banidos do Congresso.

  5. Olho Vivo
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 9:22 hs

    A PTzada rasga o verbo falando mal do Aécio Neves, pois é o unico que poderá derrubar o domínio PTista em 2014, mas concordem uma vez na vida com o cara seus burros, ele está coberto de razão, o PMDB já deveria ter escolhido outro nome, até pq esse já é figurinha carimbada e não termina o mandato de presidente outra vez, estará tão envolvido em falcatruas que logo, logo pede pra sair outra vez.

  6. Roberto
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 9:39 hs

    Larissa, por favor me diga; Quando o PMDB foi um partido sério???

  7. Antonio Carlos
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 10:42 hs

    O Aécio estava sóbrio???
    Esse adolecente tardio deveria trabalhar mais e esquecer a politica .deveria gastar o dinheiro acumulado pela familia nos anos de politica .
    Vai para o posto nove e sossega moleque.
    É o roto falando do maltrapilho.

  8. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 12:47 hs

    JB Martins segue a cartilha petista de desqualificar o denunciante.

    Assim, eu que matei um gavião no nosso sítio em 1956, nunca mais poderei denunciar qualquer atentado à Natureza.

  9. Olho Vivo
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 15:14 hs

    Larissa, você realmente conhece o PMDB para falar isso? Este partido na verdade sempre foi uma sigla de aluguel, sempre agiu feito prostituta, quem paga mais leva. Entendeu?

  10. sergio silvestre
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 21:42 hs

    Se tirar a pilha do distinto ele para,e se tomar uns gorós ele dorme.
    Esse e o presidente que não caga nem sai da moita.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*