Prefeito reeleito de BH, Márcio Lacerda, eleva próprio salário em 23% | Fábio Campana

Prefeito reeleito de BH, Márcio Lacerda, eleva próprio salário em 23%

Do UOL

O prefeito reeleito de Belo Horizonte Marcio Lacerda (foto), do PSB, sancionou neste sábado (29) lei que eleva em 23% a sua própria remuneração, a do vice-prefeito Délio Malheiros (PV) e a dos secretários municipais e, em 34% os salários dos 41 vereadores da capital mineira, que tomam posse na terça-feira (1º de janeiro). A medida foi publicada no “Diário Oficial do Município”.

A partir de janeiro, o salário do prefeito passa de R$ 19.080 para R$ 23.430. Os salários do vice-prefeito Délio Malheiros (PV) e dos secretários municipais foram fixados em R$ 15.689. Dos vereadores, em R$ 12.459.

O último aumento de salários do prefeito, secretários e vereadores de Belo Horizonte foi em janeiro de 2009. De lá para cá, a inflação calculada pelo IPC-A foi de 23% e, pelo IGP-M, foi também de 23%. Portanto, a reajuste do salários do prefeito, vice-prefeito e vereadores repôs integralmente a inflação do período. O reajuste, porém, no subsídio dos vereadores superou esses índices em 11 pontos percentuais.

O aumento, entretanto, pode ser questionado pelo TCE-MG (Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais). O entendimento dos conselheiros em relação a episódios semelhantes é de que os aumentos de salários dos agentes públicos não podem ser feitos após as eleições.

“A fixação (dos subsídios) deve ocorrer antes das eleições municipais (…) para não dar azo a eventuais questionamentos quanto à impessoalidade e moralidade administrativa”, informa documento da corte que elenca decisões do TCE-MG em relação às normas para reajustes de salários. No entendimento do Tribunal, a iniciativa seria um ato de “legislar em causa própria”.


6 comentários

  1. ricardo crovador
    sábado, 29 de dezembro de 2012 – 14:40 hs

    Na verdade estava baixo mesmo, E ainda está defasado. Qualquer gerente de um setor de empresa com mais de 20 funcionários está ganhando mais que isso. Um diretor-presidente está na faixa dos 100 mil, mais vantagens, etc

  2. cesar - barraquinha
    sábado, 29 de dezembro de 2012 – 17:04 hs

    Vai pupudos da turma da tucanada….

  3. kiko
    sábado, 29 de dezembro de 2012 – 22:46 hs

    E por que não fazer caridade com o dinheiro alheio? A tigrada confiou no cara, reelegeu-o e só está tendo o que merece. ACarlos

  4. VERDADE
    sábado, 29 de dezembro de 2012 – 22:47 hs

    Meu Deus!!! É o final dos tempos…19 mil é um salário baixo? defasado? Se ele achou baixo eu assumo…

  5. Alexandre
    domingo, 30 de dezembro de 2012 – 14:53 hs

    E ninguém fala nada do aumento de mais de 100% dos secretários municipais de Guarapuava, por interferência do prefeito eleito Cesar Silvestri Filho?

  6. Alexandre
    domingo, 30 de dezembro de 2012 – 15:11 hs

    O prefeito eleito de Guarapuava, Cezar Silvestri Filho (PPS) nomeou a mãe, o sócio, a professora de infância e o médico que atuou como garoto propaganda de sua campanha.
    Além de técnicos burocratas em postos-chaves, como o de Administraçáo, que atende o funcionalismo público e a operação da máquina que é por natureza política, p prefeito eleito Cezar Filho vai levar para a Prefeitura a mãe, Cristina Silvestri (secretária de Assistência Social), o sócio em negócios particulares e atual vereador NélioGomes (secretário do Executivo), a professora de infância Sandra Zanete (Educação) e o médico Estefan Negrão (Saúde), que foi garoto-propaganda na campanha do prefeito eleito.
    Os 200 cargos comissionados, ficaram para o final de janeiro.
    Ele assume dia primeiro sem ter certezas do que fará. Não participou do processo interno de transição. Só a vice-prefeita Eva Scharam.
    Cezar Filho não anunciou uma mínima meta de governo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*