IPVA fica 11,4% mais barato para automóveis de passeio no Paraná | Fábio Campana

IPVA fica 11,4% mais barato para automóveis de passeio no Paraná

Tabela com os valores para o recolhimento será divulgada nesta terça-feira. Calendário de vencimentos começa em fevereiro com desconto de 5%.

Do G1 PR:

O governo estadual irá divulgar nesta terça-feira (11) a tabela com os valores para o recolhimento do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no Paraná no exercício 2013. A tabela traz reduções de até 11,4% para automóveis de passeio sobre o valor venal, que é a base de cálculo de impostos do governo.

“Os estudos demonstram que, em média, os veículos usados sofreram uma desvalorização de 8,3% em 2012”, explicou o governador Beto Richa.

A tabela de valores venais utilizadas para o cálculo do IPVA no estado é feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Ela é avaliada por meio de uma pesquisa no mercado de veículos em setembro.
O calendário de vencimentos do IPVA 2013 começa em fevereiro para aqueles que optarem pelo pagamento com desconto de 5%. O recolhimento também pode ser feito à vista, porém, sem desconto, ou em parcelas – de acordo com o final da placa – entres os meses de março e julho.

As caminhonetes e utilitários terão uma redução de até 8,4%; a redução para caminhões será de 9%. Já as motocicletas terão redução de 0,9% e os ônibus de 8,6%. De acordo com o governador, o Paraná é um dos estados com o IPVA mais barato do país.

A alíquota do imposto no estado foi mantida em 1% do valor do veículo para ônibus, microônibus, caminhões e carros movidos a gás natural. O índice de cálculo para motocicletas e similares, automóveis e caminhonetes foi de 2,5% sobre o valor venal do bem.

Arrecadação
A estimativa da Receita Estadual é de que 3,92 milhões de veículos paguem o IPVA, o que irá representar um aumento de 5,9% em relação à frota de 2012, que foi de 3,69 milhões de veículos. A previsão de arrecadação é de R$ 1,7 bilhão, ou seja, 5,3% a mais do que no exercício atual. “Do total arrecadado, 50% vão para os municípios”, afirmou Richa.

No estado, há dois milhões de veículos isentos do pagamento do imposto, como automóveis com mais de 20 anos de uso, taxis e veículos usados para transporte escolar, registrados em nome de particular.

Pagamento
Um automóvel básico com o valor venal estipulado em R$ 14 mil, conforme a tabela Fipe, irá pagar R$ 350,00 de IPVA em 2013. Já para um carro médio, avaliado em R$ 30,5 mil, o imposto será de R$ 760,00. Os veículos maiores com preço médio de R$ 90,8 mil serão tributados em R$ 2.270,00.

As guias para pagamento estarão disponíveis na seção “Consulta a débitos e guias para o IPVA”, no site da Secretaria da Fazenda. O pagamento do IPVA poderá ser feito nas agências dos bancos credenciados – Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Sicredi – apenas com o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam). Com o boleto disponível no portal, o pagamento poderá ser efetuado em qualquer banco ou autorizados.


6 comentários

  1. terça-feira, 11 de dezembro de 2012 – 13:58 hs

    O indice aplicado ao valor do carro,tabela Fip é o mesmo, ou seja, 2,5% não vejo nada mais barato,e sim corretamente aplicado, seria mais caro se o carro vale 10 na tabela e aplicar 15,quando corretamente aplicado fica mais barato?

  2. Helena
    terça-feira, 11 de dezembro de 2012 – 19:28 hs

    Muito bem Governador Richa! Lembro-me que o IPVA subiu quando o Requião, através do projeto do Deputado Romanelli, reduziu o desconto do IPVA que era de 15% para 5%, que é o desconto para quem puder pagar à vista.

  3. washington
    terça-feira, 11 de dezembro de 2012 – 21:55 hs

    Tem gente ai parabenizando de alegre o governo. Pois isto é sobre o valor do veiculo que com sua desvalorização havera esta baixa no imposto em todo o Brasil a ser pago, e não o desconto na aliquota a ser paga que continua a mesma.

  4. kiko
    terça-feira, 11 de dezembro de 2012 – 23:23 hs

    Que coisa hein, a Sefa precisou contatar a Fipe para saber o óbvio, era só perguntar aos próprios funcionários, porque nem todos eles tem carros novos. Entra governo e sai governo, e parece que nunca aprendem. Estamos ferrados mesmo. Kiko

  5. Lee
    terça-feira, 11 de dezembro de 2012 – 23:37 hs

    Não tem nada de mais barato.
    Os carros é que valem menos e o percentual da alíquota é fixo, como bem observou o olivio.

  6. Marcelo
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 – 17:33 hs

    O IPVA mesmo baixando continua sendo um absurdo. Um carro popular 2008-2010 paga + de R$ 400,00 e não chega a valer R$ 20.000,00. Depois tem pagar licenciamento, seguro obrigatório e o seguro privado, porque não dá pra rodar sem ele por causa da ladrãozada. Vai viajar aqui no Paraná e paga um absurdo de pedágio, esse da praia custa R$ 13,00; vai pra Florianópolis, muito mais longe e dá apenas R$ 6,00. Tem imóvel em Curitiba valendo + de R$ 500.000,00 e o IPTU dá metade desse valor. Pra que serve o IPVA, pra financiar a compra de radar que multa a 40 km/h? Eu não compro um segundo carro em casa por causa dessa robalheira. Lembro que no passado tudo começou com uma tal de TRU (taxa rodoviária única), era pra arrumar as rodovias, ninguém arrumou, privatizaram, pagamos pedágio, transfomaram nesse tal de IPVA…Afinal de contas porque pagamos tantos impostos e o estado nos dá tão pouco? Se quiser ter saúde, tem que pagar plano particular; se quiser dar escola boa pros filhos, tem que mandar pra particular; vaga na creche nem pensar, só pagando escolinha; tem que pagar taxa do segurança no bairro pra casa não ser assaltada; vaga na universidade pública
    só enlouquecendo de tanto estudar…Pra que serve então o estado? Pra pagar o salário do governador e dos deputados?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*