Flávio Arns fala sobre mudanças no currículo de Educação Física | Fábio Campana

Flávio Arns fala sobre mudanças no currículo
de Educação Física

O secretário de Estado da Educação disse nesta sexta-feira (21) que os professores de educação física da rede estadual devem ficar tranquilos com relação à implantação da matriz curricular de referência, que determina o número máximo de duas aulas de educação física para o Ensino Fundamental.

Flávio Arns explicou que a secretaria trabalha com a perspectiva da educação em tempo integral, com aumento gradativo do número de estudantes fazendo atividades complementares no período de contraturno, onde o campo do esporte e lazer está entre os preferidos dos alunos e das escolas, assim como o campo das artes.

“O esporte e lazer, assim como as artes, são privilegiados com quatro horas semanais no contraturno”, afirma Arns.

Além disso, por iniciativa do atual governo, foi criada a hora treinamento, que permite que cada escola possa formar suas equipes em diferentes modalidades esportivas, bem como grupos de dança, bandas, fanfarras e outras atividades.

“Se somar tudo, pode passar de oito horas semanais e a tendência é a valorização da educação física na matriz curricular e o esporte na formação do aluno”, explica o secretário. “Tudo isso vai fazer com que tenhamos uma necessidade extraordinária de profissionais, entre professores e monitores em todas as escolas”, afirma.

Ainda de acordo com o secretário, em 2012, a realização de atividades complementares em contraturno beneficiou mais de 350 mil estudantes de 1.850 escolas e a perspectiva é aumentar esse número.


10 comentários

  1. roger
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 17:55 hs

    Esqueceu de dizer secretário, que as atividades complementares em contraturno, são sim privilegiadas com quatro horas semanais, porém é um projeto por escola, e 90% dos alunos do colégio não participam desses projetos. Portanto a retiradas de aulas de Educação Física da matriz curricular prejudica e muito o desenvolvimento dos alunos, sendo que 100% do total de alunos são obrigados a frequentar as aulas, o que não acontece com os projetos.

    Educação Física no mínimo 3 aulas por semana, qualquer profissional da área de saúde sabe disso, basta se informar.

  2. Aires
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 1:57 hs

    Exmo Secretário, o Sr. está equivocado, mal informado, pois as 4 aulas que falas, são para 20 ou 30 alunos de aproximadamente 500, eu trabalho em uma escola assim……. Falas em Educação Integral, onde? meia duzia de projeto piloto, para fazer propaganda, menos, menos, Flavio……… Se não conseguem ampliar para 27 aulas semanais, vão conseguir implantar Ed. Integral, me economize, sou professor concursado, tenho minhas aulas, mas, nossos colegas estão a merce, e nossos alunos deixados de lado, ficarão mais sedentários ainda, VERGONHA ESSE TIPO DE ARGUMENTO, não vamos nos calar, pois vocês ocupam cargos públicos, tem obrigação de discutir, não impor, aguardem os movimentos que vamos fazer……….aguardem quando os alunos souberem, o que estão fazendo……..terão o maior repúdio da história, mais uma vez estão equivocados…….

  3. Paulo
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 7:40 hs

    Educação Fisica perdeu em média 20 aulas por escola. Com projetos cada escola terá 4, no máximo 8 aulas dessa disciplina, e não é para o professor se preocupar?

  4. ubiracy gudeiki
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 10:49 hs

    ta otimo já as aulas de educação fisica nas escolas, cada ideia secretário para incentivar os professores da área a se animarem o sr foi brilhante.olha não vi tudo ainda e o mundo não acabou.

  5. Rodrigo Reis
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 12:52 hs

    Existe um claro equívoco na interpretação do nosso secretário de educação e que prejudica a compreensão por parte da sociedade sobre o assunto.

    Comparar uma disciplina com atividade de contra-turno torna a disciplina de educação física apenas atividade, portanto sem conteúdo, objetivos, avaliação e outros elementos importantes no processo de aprendizagem, enfim um absurdo!!!

    Os esportes, a dança ou outras atividades de contra-turno devem existir mas não são substitutas das aula de educação física.

  6. Paulo Rodrigo
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 14:35 hs

    Secretário está nova matriz curricular foi feita sem o devido debate com nos os professores, argumentar que se tira aula para dar “projeto” é mentira. eu não consegui minhas aulas, fique somente com 20 horas é uma vergonha. nosso NRE de Francisco o Beltrão tem 20 municípios e 60 projetos, o que da isso, uma media de 12 aulas por município. Só na minha escola perdemos 37 aulas e não temos projeto.

    Um Abraço

  7. Rogerio
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 14:38 hs

    Não acredito que nosso secretário tenha essa opinião, essa matriz é coisa da Meroujy Cavet, agora que ela pulou da barca espero que o Sr. Flavio Arns reveja essa arbitrariedade.

  8. Rodrigo Reis
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 21:22 hs

    Eu gostaria muito de ver uma posição dos órgãos de classe e da Paraná Esportes sobre o tema. O apoio de todos é importante para reverter esse quadro desastroso.

  9. Elisandra Tomalacki
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 22:35 hs

    Bom secretário isso não resolve o problema,E UMA VERGONHA na atualidade existirem politicos que decidam simplesmente mudar uma matriz curricular ,sem debate com os interessados é bom você saber que ñós professores não aceitamos “engolir”simplesmente o que vocês decidiram.

  10. Celso Alves
    domingo, 23 de dezembro de 2012 – 0:28 hs

    As Diretrizes Curriculares da Educação Física da Rede Pública do Estado do Paraná, preconiza que o professor não deve dar ênfase as competições e sim as aulas de Educação Física. “A prática esportiva deve ser tratada como fenômeno popular, de massa. O ensino da Educação Física é mais do que prática esportiva e transmição de habilidades e técnicas”, portanto, Sr. Governador desprezar a disciplina de Educação Física, diminuindo essas aulas aos alunos do Paraná é uma VERGONHA!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*