Economistas dizem que Brasil não decola | Fábio Campana

Economistas dizem que Brasil não decola

Até 2011, a imprensa e mercados internacionais pareciam tomados por um grande entusiasmo em relação ao crescimento brasileiro. “O Brasil decola”, anunciou em 2009 a revista britânica The Economist, fazendo um diagnóstico que, à época, parecia ser unanimidade.

A recente polêmica aberta em um artigo da mesma Economist chamava a economia brasileira de “criatura moribunda” – e anunciava: “O Brasil despenca” – dá a medida de como o clima mudou em relação ao País em 2012.

Brasil deixou de ser unanimidade após desaquecimento

“Este foi o ano em que passamos de uma ‘brasilmania’ – um grande entusiasmo no exterior em relação ao Brasil – para uma visão mais realista e cética sobre o potencial do País. Agora, na imprensa e entre os mercados e investidores há muita incerteza sobre os rumos que a economia brasileira tomará a partir de 2013”, disse à BBC Brasil Marcos Troyjo, diretor do BRICLab da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos.

Entre as causas centrais da mudança está a desaceleração econômica dos últimos dois anos. De 2004 a 2010 o PIB brasileiro cresceu a uma média de 4,5%, alcançando, em 2010, os 7,5% que encheram os olhos dos mercados e investidores.

A expansão mais modesta do ano passado – de 2,7% – foi interpretada por analistas como um ajuste sobre o ano anterior, em que o PIB havia crescido mais que seu “potencial” estimado, de 4%.

O que explica, então, a alta de apenas 1% esperada para 2012? Ou o que freou tão bruscamente o crescimento brasileiro – em um contexto em que, ainda por cima, o desemprego está historicamente baixo?


14 comentários

  1. XAPOLIN
    quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 – 19:38 hs

    Sem infraestrutura não vai!

    Precisamos de estradas duplicadas, ferrovias, hidrovias, portos, hidrelétricas grandes e PCHs, centros logisticos….

    Com o PT na boléia do Brasil, tendemos mais a ser África do que EUA.

  2. IW
    quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 – 20:38 hs

    A maioria dos economistas são ótimos em “explicar” o que aconteceu, ou seja o óbvio (depois que aconteceu) ; mas são péssimos em previsões, justo a razão básica de suas existências!
    É como o meteorolista que explica com muita exatidão o motivo pelo qual o belo dia de sol “prometido” virou algo parecido com a Sibéria…
    A notícia em questão só pode ter origem em fontes mal informadas ou mais plausível, uma fonte mal intencionada.
    Não tem porque o Brasil ter problemas agora que a base de consumo interno cresceu de forma exponencial e não dá sinais de desgaste.

  3. Ricardo Crovador
    quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 – 21:46 hs

    Não vou nem me dar o trabalho de criar uma frase para esses urubus ingleses: A inveja é uma merda!

  4. Mutatis Mutandis
    quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 – 23:22 hs

    Estou de acordo com o D. colega “XAPOLIN”.

    1. Enquanto o PT estiver no comando do Brasil, não iremos a lugar algum. Teremos bolsas, esmolas, prebendas e equivalentes para o povão.

    2. A qualidade do serviço público simplesmente apodreceu no governo Lulla e continua a apodrecer com a tia Dirma.

    3. Precisamos fortalecer pesadamente o agronegócio, mineração e indústrias de base.

    4. Precisamos de infra-estrutura como, bem dito acima, rodovias duplicadas, ampla malha de ferrovias, muitas hidrovias, novos portos, hidrelétricas grandes e PCHs.

    Enquanto o PT perdurar, não teremos nada disso.

    Pela atenção, obrigado.

  5. Mutatis Mutandis
    quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 – 23:24 hs

    Palpite: Aécio Presidente em 2014 com Kátia Abreu de vice.
    José Serra como ministro do planejamento.
    Kassab como ministro dos transportes.
    Stephanes na Agricultura.
    Gustavo Franco ou Armínio Fraga no ministério da economia.

    Vamos que vamos.

  6. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 6:35 hs

    Pena que o povão não entende de Economia.

    Crescer 1%, com inflação de 5,7.
    É muuuuiiiiitttto ruim.

    Pior é saber que o governo não sabe sair do buraco.

    Vamos ver em janeiro:

    – Contas do Cartão de crédito;
    – Aumento dos combustíveis;
    – IPTU;
    – IPVA;
    – Reajuste da Escola;
    – Aumento para a Diarista.

    Vai faltar grana.

  7. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 8:16 hs

    -A economia brasileira está à beira da UTI, pois o povo brasileiro está endividado(pois foi ele que manteve a economia acatando a ordem dada pelo governo federal para gastar)…e agora faltam investimentos em infra-estrutura e corte de impostos para acelerar a moribunda economia nacional…

  8. Gilmar Trento
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 8:38 hs

    Esses caras afundaram a Europa vão se fu….. Aqui é o Brasil avisa lá

  9. VLemainski - Cascavel
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 9:05 hs

    Vai ver que a grande imprensa internacional também descobriu que vivemos num país sustentado por mentiras… É o país do FAZ…. de conta…

  10. sergio silvestre
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 11:32 hs

    Então,já duplicamos a 277 de ponta grossa até o litoral,duplicamos 8 km na serra do cadeado aqui na região de LONDRINA,OS AEROPORTOS DE MARINGÁ LONDRINA E FOZ O FERNANDO HENRIQUE ,já os tinham aumentado sua capacidade e equipados com ILS.A rodovia que eu vou pescar ,até cuiaba os tucanos já as haviam duplicado ou feito terceira pista ,uma pista lisinha .
    As estradas de são paulo todas gratuitas e sem pedagio,e o
    SERRA bombando em segurança e desenvolvimento.
    O MUTANDIS pagando a menor tarifa de telefone ,agua e luz do mundo,graças ao SERGIO MOTA e a irmandade da av PAULISTA.
    Subiram o salario do trabalhador para os cem dolares como prometeram,faltou pouco mais de trinta dolares ,mas quase.
    Então meu irmão,em 2014 ,vamos voltar com eles.Com gaz novo,cheios de projetos.
    Derrubaram o credito para que o pobre não encha as ruas de carros,pois fazer rodovias não é com eles.
    Diminuir o salario minimo para os menos de cem dolares como deixaram,porque pobre tem que estar no seu lugar,se comer filet mignon e salmon,derruba o equilibrio de importação e exportação.
    O comercio e as casas de madames voltaram a ter fartura de funcionários,os aeroportos vão estar descongestionados por pedreiros e pintores que agora voam de um lado para o outro de avião.
    Precisamos voltar aos bons tempos bicudos,onde o rico tinha mais espaço,até mais ar.
    Volte AÉCIO,SERRA FHC ,DANIEL DANTAS,que saudades.
    Nós ricos e classe media alta,clamamos por isso.

  11. luiz*
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 11:58 hs

    Os Ingleses estão reclamando porque os Bancos deles, bem estabelecidos no Brasil reduziram a remessa dos lucros, pois a Dilma (alvo da crítica) baixou os juros.
    Então eles querem que a Presidenta chute a latinha do Mantega, pois onde que já se viu tirar o lucro fácil dos investidores ingleses.
    Onde será que os aposentados ingleses vão investir suas ricas aposentadorias? Que dó!

  12. Pedro Rocha
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 13:22 hs

    Só o bando petista e seu exército de inocentes úteis ainda acreditam na farsa chamada petismo…
    Esse bando já devia ter sido defenestrado do poder há muito tempo, antes que seus maléficos atinjam proporções irrecuperáveis. Quanto mais demorar, piores serão as consequências!

  13. kiko
    sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 – 19:09 hs

    Viu no que deu fazer comentários baseados em propaganda de televisão e no que se ouviu nos noticiários de televisão? Deu nisto aí. Passou-se do otimismo mais desbragado à falta de humor dos ingleses. Felizmente a maioria dos brasileiros não acredita mais em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Branca de Neve e até no Saci Pererê. Eremildos idiotas ainda existem, como também velhinhas de Taubaté. Felizmente são poucos. Kiko

  14. Trabalhador
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 – 23:28 hs

    Então o Brasil desacreditado na economia e o Governador Beto Richa ajudando a piorar tudo. O decreto 6875 assinado pelo governador do estado do Paraná, Sr. CARLOS ALBERTO RICHA em 26 de dezembro de 2012 colocando a tributação de ICMS de APARELHOS MECÂNICOS, ELÉTRICOS, ELETROMECÂNICOS E AUTOMÁTICOS sobe o regime se SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA a partir de 01/03/2012 é absurda.
    O caso particular do Paraná lançar ST sobre APARELHOS MECÂNICOS, ELÉTRICOS, ELETROMECÂNICOS E AUTOMÁTICOS é absurdo. Esses produtos em grande parte são utilizados pela indústria como insumos na fabricação ou itens de manutenção, que dizer, é utilizado na geração e manutenção direta das atividades que geram empregos e riquezas para o país. A cobrança do ICMS através da Substituição tributária baseia-se em um índice, o MVA (Margem de Valor Agregado). Esse índice é um percentual utilizado no regime de substituição tributária para exprimir a evolução/majoração dos preços das mercadorias e serviços à medida que percorrem as diversas etapas/operações usuais de circulação no mercado. O problema é que nosso governo estadual anda utilizando índices que não existem, que fogem da realidade. Vou dar um exemplo: Uma chave para manobra de motor elétrico com código NCN (antiga classificação fiscal) 85.36.4900 terá um índice de MVA de 61,56%, o mesmo utilizado para a “CAXAÇA”. Isso quer dizer que o governo do Paraná acha que compramos por R$ 10,00 e o mercado paranaense acaba vendendo por R$ 16,15, o que é uma grande mentira, pois os preços finais acabam ficando entre R$ 12,00 à R$ 14,00. O que vai acontecer na prática aqui no estado a partir de março: um APARELHO MECÂNICO, ELÉTRICO, ELETROMECÂNICO ou AUTOMÁTICO que é vendido a R$ 13,00 atualmente passará a custar R$ 15,30 para mais. O governo da maneira que faz tabela o imposto do produto e acaba com isso ferindo o princípio da livre concorrência. Subindo preço por causa do aumento de imposto a economia se retrai, o consumo cai e o aumento do PIB escolhe pelo ralo.
    Infelizmente a política tributária atual utilizada pelos governadores do Brasil é desastrosa e coloca o país no atraso e faz nossas empresas perderam a competitividade frente a outras economias do mundo. Então cada vez mais vamos passar a consumir produtos importados, porque lá fora a condição de se produzir com preços mais baixos é muito mais atrativa. Você que tem um bom emprego em uma indústria do Brasil vá se preparando, pois no futuro vai ter que trabalhar em um restaurante, hipermercado, posto de gasolina, hotel; sua empresa, ou vai fechar, ou vai se transferir para outro país, como a China, Índia, etc

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*