Ducci garante R$ 647 milhões para obras contra enchentes | Fábio Campana

Ducci garante R$ 647 milhões para obras contra enchentes

O prefeito Luciano Ducci assinou hoje seis termos de compromisso junto ao Ministério das Cidades, que totalizam o repasse, a fundo perdido, do valor de R$ 646,8 milhões a Curitiba. Os recursos serão utilizados em obras de macrodrenagem a serem executadas nos próximos anos. “Este é o maior programa da história da cidade na área de drenagem. Curitiba nunca recebeu tantos recursos”, disse o prefeito. Ele afirmou que este repasse, sem contrapartida, só foi possível graças à qualidade dos projetos apresentados pela Prefeitura de Curitiba ao governo federal.

Curitiba foi contemplada com recursos destinados a operações selecionadas no âmbito do PAC. A maior parte do total de R$ 646,8 milhões para operações de drenagem e contenção de cheias na Bacia do Iguaçu será utilizada na sub Bacia do Rio Belém. Intervenções nas calhas dos rios Belém, Pilarzinho, Água Verde e Pinheirinho estão previstos neste trecho, que terá recursos de R$ 331,3 milhões.


5 comentários

  1. Max
    quinta-feira, 20 de dezembro de 2012 – 13:26 hs

    Ducci é muito bom deixando tudo pronto para a PETRALHA bagunçar ,e depois dizer que foram elles que fizeram

    Viram que toda inauguração de Ducci ,o Fruet faz questão de ir para confundir o elitor?
    É ou não é o jeitinho cafajeste do PT governar ?

  2. regina
    quinta-feira, 20 de dezembro de 2012 – 13:39 hs

    Parabéns ducci………….

  3. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 7:25 hs

    Não adianta nada,

    Fruet, futuro prefeito, vai dizer que precisa nomear uma “comissão” para estudar o assunto…

    Igualzinho ao Metrô.

  4. Bonanza
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 10:24 hs

    Tchau Ducci, não precisa voltar !!!

  5. Deutsch
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 13:18 hs

    Não era essa grana que o fruet e a gleisi tavam dizendo que eles tinham conseguido?
    Petista é foda. O cara nem assumiu e já tá enganando o povo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*