Até 2016, vagas de cotas nas universidades federais vão triplicar | Fábio Campana

Até 2016, vagas de cotas nas universidades federais vão triplicar

Em quatro anos, o número de cotistas nas federais deverá quase triplicar. Resultado de lei federal que exige que as universidades mantidas pela União reservem até 2016 50% das suas vagas para formados em escolas públicas. Hoje, as cotas abrangem 19% das vagas.

A vantagem para esses estudantes é que eles disputam vagas somente entre si. A regra federal define grupos de alunos da rede pública que serão beneficiados. Os com baixa renda devem ocupar metade das vagas reservadas. Ainda dentro da cota para escolas públicas, deverá haver postos reservados para pretos, pardos e indígenas.


7 comentários

  1. PAULO
    domingo, 23 de dezembro de 2012 – 12:29 hs

    e so as particulares investirem em pesquisa cientifica, alias, coisa que nenhuma faz, se faz é pouco e muito poucas.

  2. CONVOCAÇÃO
    domingo, 23 de dezembro de 2012 – 14:34 hs

    Convoco os alunos BRANCOS, que não tiveram oportunidade de estudar em COLÉGIOS PÚBLICOS (porque são péssimos), que unam-se e VÃO PARA OUTRO PAÍS, pois por aqui somos REJEITADOS, os RACISTAS LULISTAS estão a nos esmagar e querem nos deixar fora das universidades… BRANCOS, POBRES e DESAMPARADOS.

  3. excluído
    domingo, 23 de dezembro de 2012 – 14:39 hs

    Quer dizer que BRANCO, que não ESTUDOU EM ESCOLA PÚBLICA e NÃO É RETARDADO, não poderá mais entrar em UNIVERSIDADE PUBLICA????

  4. J&P
    domingo, 23 de dezembro de 2012 – 15:22 hs

    Que bom, restará ainda uma cota de 50% reservada ao talento, ao mérito, ao esforço e aos euro-descendentes e asiáticos.

  5. bacamarte
    domingo, 23 de dezembro de 2012 – 15:29 hs

    Cotista ou não cotista poderá ser um diferencial no mercado de trabalho, com já é quem estuda em escola boa ou quem estuda em escola ruím (faculdades mequetrefes de direito, por exemplo).

  6. Fernando
    segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 – 7:05 hs

    Hipócritas, demagogos !
    Os colégios públicos tem a “evolução continuada” ou como o BOB REQ queira chamar….ou seja, não existe reprovação, quer o aluno tenha conhecimento ou não !
    Daí…precisa de regime de cotas…mesmo !!!
    Vergonha Nacional…tentar esconder/dissimular o mal ensino, péssimos professores.
    Se hoje existe verba destinada exclusivamente para o ensino público e o não cumprimento é passível de responsabilização do mandante…no meu entendimento o que falta é vergonha na cara…para políticos e professores que só almejam a estabilidade e bons salários…o aluno …..que arranje cotas !

  7. VERDADE
    segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 – 11:51 hs

    Pelo menos um boa notícia!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*