Aprovado em segundo turno aumento do crédito para obras na Arena | Fábio Campana

Aprovado em segundo turno aumento do crédito para obras na Arena

Foi aprovada em segundo turno, juntamente com quatro emendas parlamentares, a mensagem do prefeito que altera a concessão de potencial construtivo em favor do Clube Atlético Paranaense. O valor total em créditos que o clube receberá do poder público passa a ser de R$ 123.066.666,67, ao invés dos R$ 90 milhões iniciais, para a execução das obras de adequação do estádio Joaquim Américo para a Copa do Mundo 2014. A sessão contou com a presença do secretário municipal da Copa, Luiz de Carvalho, e de conselheiros do clube.

Duas emendas de diversos vereadores preveem transparência nas obras da Arena. Uma determina a divulgação das etapas da reforma no portal da prefeitura e outra define que a Câmara deve receber relatório trimestral com informações como cronogramas e liberações de recursos. Caberá também ao Clube Atlético efetuar a devida e proporcional compensação e contrapartidas sociais ao município.

Por uma emenda proposta pela vereadora Maria Goretti (PSDB), ficou definido ainda que toda a empresa beneficiada pela concessão de potencial deverá reverter 2% em ações e programas da prefeitura ou entidades associadas nas áreas de saúde, esporte, cultura e inovação científica.
O presidente da Comissão Especial da Copa, vereador Pedro Paulo (PT), justificou seu voto, reiterando o legado do evento para a cidade. “Classifico a votação do projeto como um momento destacado desta Casa. Nós não nos omitimos neste momento, cumprimos a nossa missão de forma democrática. Há uma compreensão geral na cidade quanto à importância da realização dos jogos em Curitiba. As tarefas da Câmara em relação à Copa continuam”, disse.

Denilson Pires (DEM) também justificou seu voto favorável. “Sou paranista, mas acima de tudo sou paranaense e votaria novamente porque não é uma questão de beneficiar o Atlético, mas de investimentos na cidade de Curitiba. Acho que Curitiba tem muito mais a ganhar do que este valor. Na minha consciência, em momento algum deixaria de tirar da cidade o privilégio de receber benefícios do PAC da Copa”, defendeu. “A contrapartida social do Atlético será um legado ao curitibano. O clube precisa abrir as portas para meninos curitibanos da periferia”, disse o líder do PSDB na Casa, vereador Emerson Prado.

O projeto agora será encaminhado ao Executivo para a sanção do prefeito. Passa a valer na data de sua publicação em Diário Oficial.


9 comentários

  1. loop
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 19:33 hs

    Sim aos amantes do futebol … Sabemos lá – 0,01% da população frequentam tais campos …
    E a GRANDE E CHEIA MAIORIA amantes da saúde;
    Das boas estrradas;
    Do transporte;
    Escolares;
    Creches;
    Energia elétrica …
    Quais as aprovações?

  2. loop
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 19:36 hs

    Dinheiro público.
    Dinheiro do forçado imposto: Sobre alimentos, remédios, energia …

    Vaquinha sem chapeu alheio, nada?

  3. Pedro Rocha
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 19:40 hs

    Dá-lhe Furacão! – Desponta no horizonte, um dos maiores clubes do mundo; tanto em organização, como em patrimônio e conquistas.
    Nossa meta agora, é o Japão, no final de 2014.

  4. Paulo L. Alves
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 20:08 hs

    Parabéns aos vereadores que aprovaram. Todos sabem que não se trata de dinheiro público, mas condições para investimento privado. Aos que votaram contra, fica o registro que votaram contra a cidade de Curitiba por uma absurda inveja. Aliás, estes, poderiam pensar em como ajudar a resolver – sem dinheiro público – a dívida impagável do mais rancorosoe decadente clube do Paraná.

    Paulo

  5. bacamarte
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 20:21 hs

    Essa arena está se tornando um poço sem fundo. E quem ganha com tanta injeção de recursos neste paquiderme albino ?
    Poderíamos instalar mais creches e hospitais por exemplo.
    Será que também temos um mensalinho ?

  6. Pedro Miguel Lemos
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 – 23:14 hs

    Gostei da emenda da vereadora Maria Goretti. Tem que devolver o dinheiro público em contrapartida social.

  7. Sergio R.
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 12:57 hs

    Com certeza algum órgão vai auditar essas contas. Relatório mensal, se coloca até o que não existe. Seria o mínimo do razoável. E como se mensura contrapartida social? A emenda da vereadora é muito genérica. Tudo ficou bonito no papel. Mas na prática…

  8. fano
    sábado, 22 de dezembro de 2012 – 22:24 hs

    Gente o fanatismo do Pessutti na época substiuto do governador e o Mario Celso Cunha em defesa do seu clube forçaram a indicação da baixada quando já havia decisão de se fazer um estádio municipal, arena multiuso no Pinheirão que seria desapropriado pela prefeitura; e uma vez escolhido o local tinha que arruma grana para terminar a obra e o pepino sobrou para o Beto e o Ducci que perderam a recente eleição para prefeito em decorrência do desgaste pelo descontentamento da população. Não se trata de uma batalha entre clubes de futebol mas de uma realidade nacional; e o povo de cidades como Londrina, Maringa e outras poderiam também pleitear beneficios e estão relegadas a plano secundário. Os veredores que aprovaram a emenda devem ter os nomes lembrados nas próximas eleições e parabéns para os que defenderam o povo paranaense. E penso como vai ficar o Fruet? pois o Ducci tá largando uma batata quente pra ele……e a população do entorno da baixada em que condições vai viver? não é local adequado.

  9. sergio silvestre
    domingo, 23 de dezembro de 2012 – 20:15 hs

    Só precisam educar sua torcida organizada.São aqueles urcos tatuados,fedidos que quebram estadios e se acham imortais.
    Todo ano quando vou para meu cantinho ai em pontal,nos finais de semana deparamos com lotes destes grotescos,que descem para o litoral,nos finais de semana para fazer lá o que fazem nos estadios.
    Não sei que tipo de cidadão vai ser um individuo com essa concepção de vida.Estou falando aqui da organizada do atletico,mas a do CORITIBA tambem é igual em delinquencia
    Só teremos paz nos estadios quando mudarem a lei e começar a trancafiar e jogar a chave da cadeia fora para estes bandidos camuflados de torcedores derem sossego para o cadadão comum

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*