Alvaro Dias desmente acusações e desafia os "abutres" | Fábio Campana

Alvaro Dias desmente acusações e desafia os “abutres”

O senador Alvaro Dias afirmou, pelo Twitter, que “não há um centavo de seu patrimônio que não seja legal”. Segundo ele, a origem de seu dinheiro é familiar e honesta. Do patrimônio da família, tenho 13%, informa. Provas? “É só perguntar à Receita”, diz o senador.

Alvaro, talvez o principal adversário do governo Dilma e do PT pela sua atuação no senado, também declarou que não teme os “abutres”, como chama seus adversários e desafetos. “Feliz Natal e conte conosco nesse enfrentamento. Os abutres não nos amedrontarão” é uma de suas mensagens. “Dou explicações diariamente. Vida limpa. Repudio os abutres que achincalham sem saber a verdade”.

Quanto ao processo que o acusa de não pagar pensão para uma filha, ele voltou a afirmar que o caso corre em segredo de Justiça e comentar tal ação causa ofensa à lei. “Divulgar ou comentar ação em segredo de justiça ofende a lei e sobretudo a quem deve ser preservado sem mágoa ou injustiça(menor”. Segundo ele, “os abutres terão a resposta”.


7 comentários

  1. ARLINDO VIEIRA DOS SANTOS
    terça-feira, 25 de dezembro de 2012 – 18:05 hs

    Voce Alvaro Dias é nota 10 (dez) principalmente no combate e embate as falcatruas que são estampadas diariamente na midia. Parabéns. Que 2013 seja fervoroso e produtivo. Pe. Vieira-Advogado. Nova Olimpia-Umuarama

  2. Zangado
    terça-feira, 25 de dezembro de 2012 – 18:28 hs

    O senador Alvaro Dias tem firme, consistente e proficiente atuação no Senado.
    Merece crédito.
    Não é daqueles que ficam na terceira margem do rio …

  3. Hamilton Luiz Nassif Londrina-
    terça-feira, 25 de dezembro de 2012 – 18:29 hs

    Os covardes se escondem como víboras., Estão em seus refúgios, esperando para atacar!! Não respeitam o Santo Dia,aliás, não respeitam nem suas famílias, são vermes despersonalizados,
    produtos de inseminação da pior espécie. Se, eu sou o Senador, não lhes dou respostas, deixo-os perdidos, nas trevas da maldade:Aqui pagarão, não resta a menor dúvida , e bem caro,o tempo fará JUSTIÇA !!!!!!!

  4. Natale Vanz
    quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 – 9:48 hs

    Acho bom, mesmo, pois segundo ele, “os abutres terão a resposta”.

    E aqui vão:Oito perguntas para o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) sobre o aparecimento de sua fortuna de mais de R$ 16 milhões:

    1) Tem cheque da organização de Cachoeira nos R$ 16 milhões da venda das casas, assim como aconteceu com o colega tucano Marconi Perillo? Afinal, por que Álvaro Dias votou contra o indiciamento de Cachoeira na CPI?

    2) A grilagem de terrenos públicos em Brasília para especulação imobiliária sempre foi caso de polícia no Distrito Federal, principalmente nos governos de Joaquim Roriz, mas também há indícios durante o governo de José Roberto Arruda (o do mensalão do DEM). O senador tucano poderia divulgar a escritura pública de aquisição dos terrenos e a certidão no Registro de Imóveis? Ou o jornalismo investigativo terá que fazer busca nos cartórios?

    3) Qual foi a empreiteira que construiu as casas? E por qual valor por metro quadrado?

    4) Há lobistas ou corruptores atuantes no Senado entre os compradores das casas? O senador tucano poderia divulgar as escrituras públicas de venda das casas? Ou o jornalismo investigativo terá que fazer busca nos cartórios?

    5) O senador tucano oferece seus sigilos bancários e fiscais para averiguação da origem da fortuna superior à R$ 16 milhões?

    6) O senador tucano vai pedir para Comissão de Ética e Decoro parlamentar abrir uma investigação sobre si, já que votou no passado pela cassação do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), por um problema de pensão semelhante, porém envolvendo valores muito mais baixos.

    7) O senador tucano vai pedir para o Instituto de Criminalística da Polícia Federal fazer uma investigação sobre sua evolução patrimonial, semelhante à que foi solicitada no caso do senador Renan Calheiros?

    8) O senador tucano vai pedir para o Procurador Geral da República abrir um inquérito sobre a origem dos R$ 16 milhões, da mesma forma que exigiu no caso do ex-ministro Palocci?

  5. jose luis silva
    quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 – 13:54 hs

    SENDO FICHA LIMPA, CORRETO, VC PODE CONTINUAR A DENUNCIAR OS ~ LADRÕES DO DINHEIRO PUBLICO.

    MENSALEIROS CORRUPTOS , JAULA NELES.

  6. ernesto
    quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 – 13:54 hs

    A realidade acaba com o discurso hipócrita contra o PT. E eles repetem mensalão… e da-lhe Arruda, Demostenes, Policarpo, Alvaro Dias…

  7. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 – 20:12 hs

    Essa história de “dinheiro FAMILIAR”,

    Lembrei da séria de filmes sobre “O Poderoso Chefão”.

    A grana era “familiar”.

    KKKK

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*