Trabalhadores da COPEL anunciam paralisação | Fábio Campana

Trabalhadores da COPEL anunciam paralisação

Os trabalhadores da COPEL anunciaram paralisação como parte da Campanha Salarial Unificada da categoria. A paralisação tem início nesta quinta-feira, 1º, e termina no dia 9. As assembleias da categoria nas diversas cidades do Paraná vão deliberar sobre os rumos do movimento. Estão em discussão duas outras paralisações, no dia 22, por 24 horas, e nos dias 29 e 30/11, por 48 horas.

“Os trabalhadores copelianos vão decidir os rumos da Campanha Salarial Unificada do ACT 2012/2013 (Acordo Coletivo de Trabalho). Agora chegou a hora dos trabalhadores e trabalhadoras da COPEL ratificarem a posição do SINDENEL que foi de rejeição da contra proposta da empresa para a renovação do ACT e demonstrar toda indignação com a falta de valorização de nosso trabalho”, defendeu o presidente do SINDENEL, Sindicato dos Eletricitários, (filiado à UGT), Alexandre Donizete (na foto, à esquerda).


13 comentários

  1. marcelo
    quinta-feira, 1 de novembro de 2012 – 15:43 hs

    É uma vergonha, os funcionários da Copel recebem cerca de 16 salarios por ano e fazem greve! (Com abonos+PLR+Ferias 2|3 e premios) e a Diretoria ainda esta dando 5% de reposição, a culpa é do Lula que tornou esse pais de vagabundos. Olhem para o lalado

  2. zangado
    quinta-feira, 1 de novembro de 2012 – 17:10 hs

    Calma, gente, o governador vai trazer soluções da China para esses problemas … mais dez dias e vrum, vrum …

  3. quinta-feira, 1 de novembro de 2012 – 20:38 hs

    A notícia foi publicada com alguns equívocos. O correto é: de 1 a 9 de novembro ocorrem assembleias dos eletricitários em todo estado. Depois disso, caso não haja acordo com a COPEL, podem ocorrer duas paralisações: uma dia 22/11 por 24h e outra dias 29-30/11 por 48h.
    A informação correta está no site http://www.ugtparana.org.br e foi confirmada pelos presidentes do SINDENEL, Alexandre Donizete e pelo presidente do SINDELPAR, Paulo Sérgio, dirigentes dos sindicatos que representam os eletricitários do Paraná.

    Coletivo Sindical dos Eletricitários do Paraná

  4. Edson
    quinta-feira, 1 de novembro de 2012 – 23:57 hs

    Marcelo tem razão. Além de tudo, o pessoal da Copel tem a Fundação bancada com o dinheiro público e que se tornou um cabide de empregos para a tchurma do Betinho.

  5. Jonathan
    sexta-feira, 2 de novembro de 2012 – 1:23 hs

    vergonha eh essa diretoria propor 0% de ganho real aos trabalhadores, enquanto a si mesmos (sob as bençãos de Beto Richa) mais de 42% de reajuste!
    Hoje, um diretor da Copel está ganhando um SUPERSALÁRIO de R$ 93 mil!
    Quero ver a promessa do Beto de valorizar os funcionários, e não privatizar a Copel, ser cumprida… talvz ele não tenha registrado essa em cartório…

  6. TROLL
    sexta-feira, 2 de novembro de 2012 – 2:23 hs

    Xiiiiiiiiiiiiiii…. se esta greve pegar, alguns diretores da Copel que já estão no “bico do corvo” passarão para o intestino da ave!
    E depois, expelidos pela cloaca.

  7. Cidadao consciente
    sexta-feira, 2 de novembro de 2012 – 3:06 hs

    Perguntar não ofende: qual o índice de reajuste salarial da diretoria da COPEL? Sabem quanto ganha um Direitor? Vão se informar, pois sei que a cifra é astronômica.
    E o avião que a COPEL comprou, e a ANEEL pediu explicações sobre o mesmo? Disso ninguém fala, o avião seria usado por outro político de alto coturno do Paraná, que adora viajar por aí.
    Concluindo: não são os copelianos que ganham bem, o restante (funcionalismo público em sua grande maioria, e iniciativa privada) é que ganha mal.

  8. domingo, 4 de novembro de 2012 – 10:06 hs

    Referente ao comentário do MARCELO…….
    Se acha que os funcionários da COPEL ganham tão bem assim, porque não vem ser nosso colega de trabalho ?? Não consegue passar em um concurso ????
    Trocha !!!!
    Vai lutar pelos seu objetivos, porque nós vamos lutar pelos nossos…………

  9. Fernando
    terça-feira, 6 de novembro de 2012 – 12:52 hs

    Eu queria ver se todos que estão criticando o pessoal da Copel estivesse na pele dos copelianos, que muitas vezes dão a vida para levar luz e conforto a todos os paranaenses, pois eles trabalham debaixo de chuva, sol, em turno sem folga nos finais de semana e correndo risco de vida a todo o momento e quando é para vir um aumento de salário os gerentes/diretores/acionistas/governo ficam com a bolada e os trabalhadores e a população tem que pagar por isso.

  10. MAURO
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 20:55 hs

    VAMOS SER ESPECIFICOS COM ESSES COPELIANOS QUE DÃO A VIDA, TRABALHAM INCANSAVELMENTE E NAS PIORES CONDIÇÕES POSSIVEIS (SOL, CHUVA, FRIO, VENDAVAL , LAMA), ESSES SÃO OS ELETRICISTAS, LINHA DE FRENTE DA COPEL E SEUS COLEGAS TRABALHADORES DAS EMPRESAS PRESTADORAS OU MELHOR DIZENDO EXPLORADORAS, AS FAMOSAS EMPREITEIRAS,

  11. Zé Adamastor
    terça-feira, 13 de novembro de 2012 – 9:05 hs

    Em primeiro lugar, não teve paralização nenhuma entre os dias 1º e 9/11, o que houve foi a negociação dos termos do nosso ACT, coisa que ocorre normalmente em qualquer empresa séria.

    Peço também que os comentaristas desse blog se informem dos fatos antes de postar infelizes comentários internet afora. A Copel, mesmo sendo um “cabide de empregos” e financiando a Fundação com “dinheiro público” (palavras de leitores desse blog) é reconhecidamente uma das melhores e mais rentáveis empresas do setor energético no Brasil, superando inclusive muitas empresas privadas que, em tese, não tem qualquer desses problemas. O responsável por essas (e inúmeras outras) vantagens da empresa é o Copeliano, que dedica anos de sua vida à missão da empresa, que perde finais de semana e feriados para garantir a energia que permite que esses distintos cavalheiros venham e façam comentários ofensivos em relação a ele, que por sinal não faz greve há aproximadamente uma década, época em que a empresa teria sido privatizada caso tal paralização não tivesse ocorrido.

    Por fim, informo que a Copel faz, de tempos em tempos, concursos públicos para selecionar quem estiver interessado em fazer parte do seu quadro funcional e ganhar essas “regalias”. Caso alguém se interesse, as vagas existem e qualquer um pode concorrer, mas como em toda e qualquer empresa é necessário comprovar ser capaz de exercer a função para a qual se é contratado.

    Obs: moderador, favor apagar o comentário que fiz anteriormente sob esse nickname.

  12. Zé Adamastor
    terça-feira, 13 de novembro de 2012 – 11:02 hs

    Correção do post anterior: há alguns pré-requisitos para se participar de concursos públicos da Copel, mas mesmo cumprindo-se todos eles “ao pé da letra”, a concorrência continua bastante acirrada.

  13. Copelina
    segunda-feira, 19 de novembro de 2012 – 16:22 hs

    ESTE MARCELO DEVE TER INVEJA DOS COPELIANOS, NAO CONSEGUIU PASSAR NO CONCURSO NÉ BEM. VAI ESTUDAR ENTÃO. TEM QUE TER POTENCIAL PARA TRABALHAR NA COPEL.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*