Reformas na Pedreira e na Ópera de Arame começam na terça-feira | Fábio Campana

Reformas na Pedreira e na Ópera de Arame começam na terça-feira

Antecipadas em quatro meses, as obras no mais popular espaço de shows de Curitiba começam pelo palco e camarins. Reinauguração está prevista para abril de 2013 (C. Ruggi).

De Aline Peres, Gazeta do Povo:

As obras no Parque das Pedreiras, que engloba a Pedreira Paulo Leminski e a Ópera de Arame, no bairro São Lourenço, em Curitiba, vão começar na próxima terça-feira. A empresa DC Set, que ganhou em agosto a concessão para administrar os espaços, recebe simbolicamente hoje as chaves do parque em solenidade na Fundação Cultural. Na primeira etapa do projeto, que representa 70% da obra, serão investidos cerca de R$ 10 milhões. A reforma na Pedreira irá começar pelo palco e camarins. Haverá ainda a construção de uma escada e a instalação de elevadores.

Para o diretor de operações da DC Set Eventos, Hélio Pimentel, a ideia do grupo é entregar o espaço cultural o mais cedo possível. A expectativa é que, em seis meses (abril de 2013), a Pedreira esteja pronta para uso. Cada etapa concluída deverá ser vistoriada por órgãos públicos e liberada pela Justiça.

Já a Ópera de Arame passará por uma reforma do piso ao teto: cadeiras, telhado e sistema de calefação serão revitalizados. Haverá ainda melhorias no tratamento acústico e na parte hidráulica do teatro. Essas obras devem ser concluídas até dezembro de 2013.

Após a entrega dos espaços, a Pedreira deverá voltar a receber shows e eventos com público de até 25 mil pessoas e, na Ópera de Arame, as apresentações terão até mil espectadores. Já o Parque Náutico será adaptado para receber apresentações maiores, para até 50 mil pessoas.

Quando a Pedreira estiver pronta, a DC Set prevê a realização de dez grandes eventos no período de um ano, com atendimento a públicos diferenciados, com a volta de Curitiba ao circuito musical nacional e internacional. Para isso, a frequên­cia e os horários de shows deverão seguir as normas estipuladas em edital. Os eventos não poderão passar da meia-noite às sextas-feiras e da 1 hora da madrugada aos sábados.

Planos

Além da intervenção física, a concessionária tem outros planos para a Pedreira, como a implantação de um Conselho Curador para discutir cultura e sustentabilidade; criação do Museu da Música, que fará parte do roteiro turístico do local; a formação da Rua da Música com seis restaurantes temáticos; e a abertura do Espaço Paulo Leminski e do Fórum de Cidades do Século XXI, com oficinas, cursos e seminários sobre temas relacionados à cultura.

A DC Set também pretende incentivar o uso do transporte público, estimulando o frequentador dos shows a deixar o seu carro em casa e chegar ao local de ônibus ou táxi.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*