O brasileiro tem alma de feriado, por Nelson Rodrigues | Fábio Campana

O brasileiro tem
alma de feriado,
por Nelson Rodrigues

Amigo, o brasileiro tem alma de feriado. Imagino a irritação dos idiotas da objetividade. Dirão eles: “isso não existe, nunca existiu”. O leitor, mesmo sem ser um idiota da objetividade, pode querer uma explicação. Vamos a ela.

Há uns dois ou três anos, houve uma sequência de feriados. A coisa começou numa sexta-feira, continuou no sábado, no domingo e terminou na segunda-feira. Ora, tal saraivada de feriados é a grande utopia do nosso irmão, o brasileiro. Nunca a alma encantadora das esquinas e dos botecos teve tal alegria de viver. Nas ruas, como diz o poeta, os homens eram humanos e divinos e as mulheres, frescas como rosas. Segundo, porém, a minha vizinha gorda e patusca, “não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe”. Na terça-feira, recomeçou a aprovação dos chamados dias úteis. A volta ao batente é, para o brasileiro, uma dessas melancolias, só comparáveis às de Jó.

Mas eu próprio pensava: “tivemos quatro feriados”. Às dez da manhã, estou na calçada. Coisa interessante. De repente, baixou em mim remorso ou vergonha de, por quatro longos e dilatados dias, ter esquecido o Brasil. Mas como ia dizendo: tomei o táxi e toquei para a cidade. E já esperava ver a praia transformada num deserto. Sim, num deserto de umbigos. Pois bem. Quando o táxi dobrou para a praia, sofri na carne e na alma o maior espanto da vida.

A praia estava inundada de brasileiros. Nunca vi tantos umbigos vadios. Depois de quatro feriados, o banho de mar tinha mais gente do que nunca. Fiz, de mim para mim, a pergunta alarmada: “se o brasileiro não sai da praia, quem faz o Brasil?”. Antes de dobrar na Princesa Isabel, eu descobri esta verdade inapelável e eterna: — O BRASILEIRO TEM ALMA DE FERIADO. Ou por outra: — de domingo. Nós somos dominicais por excelência.

Nelson Rodrigues
O Globo, 5/2/1975


6 comentários

  1. Zangado
    quinta-feira, 15 de novembro de 2012 – 17:38 hs

    Eu diria – passados 40 anos dessa genial sacada de Nelson Rodrigues – que esta alma de feriado ainda hoje persiste impávida e impoluta no “expediente facultativo” do serviço público, patrocinado pelos detentores de cargos e mandatos públicos e que a sociedade paga suspirando de melancolia.

  2. salete cesconeto de arruda
    quinta-feira, 15 de novembro de 2012 – 18:11 hs

    Feriado no Rio de Janeiro.
    Primeiro a rua da praia é fechada.
    Depois o POVO MARAVILHOSO do morro e da periferia se junta com os do asfalto e faz uma festa sem preconceito. E todos conversam, sorriam, cantam, tocam e até dançam no calçadão da praia. No fim de tarde tem POESIA. Eu já sou do clube e sempre tenho espaço. E quando o sol se põe todos os amigos se abraçam e batem palmas. É um espetáculo!
    E o que vocês tem feito aí em Curitiba nesse verão que por aqui anda chuvoso – Fábio?
    Mesmo com chuva a gente não deixa de ir ver de que cor está o mar que muda todas as horas. E agora tem dias de calma e dias de ondas altas. É um espetáculo diário. Ir para Barra vendo o mar em cada curva também é algo inacreditável. Depois é claro: dar uma volta na Lagoa, andar até Copacabana, olhar o mar do alto das pedras do Arpoador e cantar com o senhor lá no mirante do São Conrado – Roberto Carlos. Amo Curitiba. Mas confesso que o Rio é PAIXÃO à primeira vista. Até qualquer momento.
    Bom final de semana a todos.

  3. M.Sanchez
    terça-feira, 18 de dezembro de 2012 – 11:02 hs

    A verdade mais verdadeira da atualidade.

  4. M.Sanchez
    terça-feira, 18 de dezembro de 2012 – 11:04 hs

    É uma verdade bem verdadeira. A grande maioria das vezes os feriadões só atrapalha,principalmente as atividades dos órgãos públicos.

  5. M.Sanchez
    terça-feira, 18 de dezembro de 2012 – 11:05 hs

    É uma verdade bem verdadeira. A grande maioria das vezes os feriadões só atrapalha,principalmente as atividades dos órgãos públicos.

  6. Humberto Silva
    terça-feira, 9 de fevereiro de 2016 – 20:49 hs

    Discordo de Nelson Rodrigues, o Brasil é o 21o. país em feriados juntamente com mais onze países. E o mais interessante é o cara falar que a praia estava cheia estando na praia, só ele pode? A incomodação do carioca da zona sul com feriados é conhecida, eles acham que do Leme ao Pontal deveria ser só deles.
    http://economia.uol.com.br/noticias/infomoney/2014/09/12/os-paises-com-mais-feriados-no-mundo.htm

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*